Goatman, O Homem-Bode

Goatman (Homem-Bode) é uma criatura criptozoológica originária do estado de Maryland, nos Estados Unidos.

O Goatman é descrito como sendo uma criatura metade homem, metade bode. Possui a parte inferior (pernas e cascos) de bode, e chifres, a parte superior é humana, e possui pelos por praticamente todo o corpo. Sua altura seria em torno de 2 metros, e seu peso seria de 130 quilos!
A criatura vive nas florestas e porta um machado de duas faces. Já foi relacionado com Pã, da mitologia grega, com alguns avistamentos do Pé-Grande, e até mesmo com a lenda do "Homem do Gancho" (Bem famosa nos Estados Unidos), por causa de sua preferência em atacar estudantes namorando em carros.


Video de Fantasma

Um homem fazendo um video ensinando tecnicas de adestramento , quando passa para o pc assusta ao ver algo estranho no video, confiram:



DETALHE: este video foi feito no parque ao lado do crematório da Vila Alpina, lugar comum de se encontrar cinzas, pessoas depositam nesse parque restos mortais der seus entes queridos...

Planta Monstruosa


Em 2009, foi descoberto no site de vídeos chamado Vimeo, um vídeo estranho já meio antigo que chamou muita atenção. O nome do vídeo era "walk walk wood.wmv" era um vídeo amador entre tantos outros, no entanto o que o difere dos demais era o quão bizarro ele era.

Na gravação podia ver-se uma garota dormindo à noite e em cima dela tinha o que parecia ser uma enorme e estranha aranha com uma pelugem farta cravando suas patas na pele da criança, que não parecia sentir nenhuma dor. Pouco antes do final do vídeo a "coisa" pára repentinamente de se movimentar e então em um gesto brusco sai do ângulo de visão da câmera. Nessa mesma conta encontrava-se outros vídeos mostrando uma família e onde também podíamos ver a garotinha, mas nesses não tinha nada demais, somente o vídeo da garotinha dormindo era estranho.

Muita gente ficou intrigada com àquilo e logo foram atrás do responsável pelos vídeos, era uma mulher chamada Sophie Adams. Quando perguntaram sobre a gravação, ela explicou que tinha feito um upload de uma série de vídeos antigos da família para não perdê-los e aquele fazia parte da sequência. Ela também afirmou que aquilo não era uma aranha... e é ai que a parte bizarra da história.

Sophie tem uma filha chamada Emily e em 2005, quando a menina tinha apenas 5 anos, ela começou a perceber estranhas marcas de perfurações na filha que apareciam todas as manhãs e não pareciam feitas por mosquitos. A mulher levou a filha ao médico, mas ele dissera que não era nada demais, não se tratava de nehuma doença e sim de furos "comuns" feitos por algum objeto, mas menina não se queixava de nenhuma dor. Então veio a idéia de filmar o quarto da filha durante a noite, e para sua surpresa o que viu foi chocante! Segundo ela aquela não é a gravação completa, mas editada, pois o vídeo original tinha uma noite inteira gravada e ela slavou apenas o que realmente importava. Sophie afirmou que a coisa que aparece no vídeo era uma planta que ela mantinha na sala de sua casa e que essa estava sugando o sangue de sua filha.

O museu da bruxaria de Segóvia

Peguei esse post do blog do amigo RUSMEA


"O diabólico e o terrível têm seu próprio museu na cidade castelhano-leonesa de Segóvia (Espanha). Mais de 300 peças provenientes de uma coleção privada italiana, têm fixado com sucesso sua residência de forma definitiva neste edifício do século 15, após percorrer de maneira itinerante várias cidades da Europa e América.

Faz alguns anos, Segóvia, além de seu Alcácer e seu aqueduto romano, tem um lugar mais de interesse, sobretudo para os amantes do ocultismo.


Deixando atrás o Alcácer de Segóvia e tomando uma curva a direita encontramos a rua Daoiz, uma ruela encosta acima e um pouco estreita para chegar ao Antigo Museu da Bruxaria, na cidade de Segóvia.
A entrada, bastante acessível para todos os bolsos (4€ Euros aprox. 10 Reais) convida a conhecer as peças reunidas durante toda a vida de seu dono, um senhor italiano.

Incêndio em boate Kiss: Acidente ou Sacrifício?


Estranhas "coincidências" sobre a tragédia que houve na Boate Kiss em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. O incêndio deixou mais de 230 mortos, além de inúmeros feridos. Pode soar um pouco impróprio tratar este evento desta forma, porém é necessário abordar temas e assuntos que não estão na mídia comum.

Será que este incêndio foi premeditado?

233 pessoas morreram nesse incêndio

Lembrando que o dia 27 de janeiro (2+7=9) é o dia Internacional em Memória do Holocausto. Confira este texto na íntegra, do jeito que foi escrito, que está circulando pela internet. Mas após apresentar os fatos aqui tirem suas conclusões. 



A Jovem Michele Cardoso que morreu no incêndio da boate Kiss fez pedido de socorro pelo Facebook

Carazi


Se você tem problemas em dormir à noite, medo de fantasmas e filmes de terror, eu aconselho que você feche essa page e esqueça esse assunto completamente.

Existem relatos de uma criatura chamada Carazi, que algumas pessoas afirmam já ter visto durante a noite em algum lugar da casa. O que se sabe sobre ele é que aparenta ser um menino de seis anos de idade, porém o que o diferencia de uma criança normal é que seu olho é absolutamente NEGRO, sem íris e no escuro causa certo reflexo, ele também não tem boca, onde deveria ter uma existe apenas um fiapo de pele como no resto do seu rosto. Alguns também dizem que ele têm garras ao invés de dedos.

O Carazi entra à noite na casa das pessoas e se esconde em qualquer cômodo, menos nos quartos, eles sempre procuram um canto escuro, geralmente em baixo ou atrás de ármarios, sofás, estantes, ou na parte de cima, assim haja espaço para se esconder. Mas ele não está limitado a esses lugares ele espreme e comprime seu corpo de forma inacreditável com a finalidade de entrar em qualquer lugar e ficar alí...

Durante à noite ele está ativo, fica atento a qualquer movimento na casa, e quaando alguém se levanta para beber água ou ir ao banheiro soa como um convite à entrar no quarto. Ele entra sorrateiramente e logo procura um BOM lugar para se esconder, o local preferido:  debaixo da cama. A partir daí ele passa a ter observar e causar insônias e pesadelos terríveis.

Espelhos

Na parte dos depoimentos, existe um no mínimo sinistro, que fala sobre Espelhos. O jovem de nome em forma de sigla S.M. relata o seu terrível caso:

Não posso mais guardar isso comigo. Já tentei falar para outras pessoas mas elas acham que estou ficando louca. Tempo atrás, durante um noite chuvosa, estava em casa, a luz de velas, a energia havia sido cortada devido a forte tempestade e a luz que clareava parte do meu quarto vinha dos trovões que lá fora cruzavam o céu. Sempre morei sozinha, nunca tive problema com isso…. até aquela noite.

Não sei o porquê, ou quem são, ou o que são mas eles apareceram em meio aos barulhos dos relâmpagos. Minha casa era coberta de espelhos, sempre gostei deles, talvez seja um pouco narcisista, mas gostava de ficar sempre frente ao espelho, observando minha própria imagem. E a minha imagem sempre me agradava, exceto naquela noite.

O Velho

Conta a lenda, que havia um velho muito triste que vagava pelas ruas de uma pequena cidade do norte dos Estados Unidos. O velho, que há muito andava sem saber, sempre com aquela incerteza que em certos momentos carregamos, de não saber o que vamos fazer.

Certa noite, o velho caminhava por uma rua escura que acabava em uma encruzilhada. Sem rumo, perdido em meio a noite negra que o rodeava, começou a escutar uma voz, de inicio distante e indistinguível mas que logo aumentou e dava a impressão de que estava se aproximando. Na penumbra, o velho viu a forma de uma mulher, que cantarolava suas palavras, saltitante vindo em direção ao velho, dizendo:

”Qual é o seu terceiro desejo?”

O velho, pasmo, se esforçava para enxergar a mulher. Continuou a andar, passando por ela, imaginando que não era nada com ele. Mas a mulher veio atrás, dançando e cantarolando as palavras em volta do velho:

“Agora, seu terceiro desejo. O que vai ser?”

O homem irritado, parou! Tentado fixar sua visão na agitada mulher, indagou:

“Que maldição, o que você quer mulher?”

As Irmãs Fox


Em 11 de dezembro de 1847, a família Fox, de origem canadense, instalou-se  numa casa modesta em Hydesville, no estado de Nova Iorque. Distante cerca de trinta quilômetros da cidade de Rochester.

O nome da família Fox origina-se do sobrenome "Voss", depois "Foss" e finalmente "Fox". Eram de origem alemã, por parte paterna; francesa, holandesa e inglesa, por parte materna. O grupo compunha-se do chefe da família, Sr. John D. Fox, da esposa Sra. Margareth Fox e de mais duas filhas: Kate, com 11 e Margareth, com 14 anos de idade. O casal possuía mais filhos e filhas. Entre estas, Leah, mais velha, que morava em Rochester, onde lecionava música. Mais tarde Leah escreveria um livro, "The Missing Link" (O Elo Perdido), no qual faz referência às supostas faculdades paranormais de seus ancestrais.

Inicialmente, apenas Margareth e Kate tomaram parte nos acontecimentos paranormais ocorridos naquela casa. Posteriormente, Leah juntou-se a elas e teve participação ativa nos episódios subsequentes aos de Hydesville. Conta a estória que as irmãs Fox conseguiam contactar o mundo dos mortos, através de necromancia. Depois da experiência sobrenatural que passaram em Hydesville.

Os acontecimentos de Hydesville


A fonte mais conhecida e divulgada sobre o ocorrido em Hydesville é o depoimento da Sra. Margareth Fox que consta no livro História do Espiritismo de Arthur Conan Doyle. Que assim foi narrado:

No Limite da Sobrevivência

Em Berlim, após a Segunda Guerra Mundial, havia pouco dinheiro, os suprimentos estavam acabando, e parecia que todos estavam com fome. Nesse período, as pessoas contavam uma história de uma jovem moça que decidiu ajudar um cego andando dentre uma multidão.

Conta a lenda que os dois começaram a conversar e o homem perguntou se ela poderia fazer um favor para ele: “Pode entregar essa carta para o endereço que está escrito no envelope?” Bom, o lugar era caminho para sua casa, então ela concordou. Ela começou seu caminho para entregar a mensagem, quando notou no endereço, um número que não conseguia distinguir se era um “4″ ou um “9″. Virou-se novamente em direção ao cego e percebeu  que o mesmo corria entre as pessoas sem seus óculos escuros e bengala, como se estivesse fugindo.

Ela, naturalmente, achou suspeito, e ao invés de ir a casa foi para a Polícia. A polícia, que já suspeitava que algo errado estava acontecendo na região pelas ocorrências registradas, foi visitar o endereço para verificar se havia ou não ligação com suas suspeitas. Chegando no local, eles fizeram uma descoberta repugnante, três açougueiros estavam cortando carne humana e vendendo para as pessoas famintas por um preço camarada!

Sabe o que estava na carta que o homem deu à moça? Uma nota, dizendo apenas: 

“Esse é o último que eu mando para vocês hoje.”


A Misteriosa Morte de Edgar Allan Poe


Dizem que a obra do grande artista mistura-se com a sua vida, e vice-versa. Com Edgar Allan Poe esta máxima aplica-se perfeitamente. Apesar de ter escrito para as massas, como forma de ganhar a vida, ficou conhecido por produzir obras cheias de morte, medo e dor. Influenciou artistas como Machado de Assis, Fernando Pessoa, Franz Kafka, e outros.

Nascido em Boston, no dia 19 de janeiro de 1809, ficou órfão aos 2 anos. Apesar de algum reconhecimento, foi um completo fracasso em vida, como homem e artista.

Em 1835, casou-se com sua prima, Virginia Clemm. Para muitos, o grande amor de sua vida. Em meio à grandes dificuldades econômicas, mudou-se constantemente de cidade, sempre com empregos mal remunerados. No ano de 1845, publicou sua obra mais famosa, O Corvo. Mas ele mesmo, certa vez, havia dito que a maldição era um cão negro seguindo a sua vida, pois em 1847 sua amada Virginia tossiu sangue pela primeira vez.

Era o fantasma da tuberculose pairando sobre a sua felicidade. Nos meses seguintes, ela havia apresentado melhoras. Esperança que serviu apenas para acentuar a dor vindoura. Já que no fim daquele mesmo ano, as tosses com sangue voltaram mais intensas, junto com o fogo da febre. Ela viria a morrer pouco tempo depois, em presença do poeta que assistia a tudo impotente. A partir daí, mergulhou numa existência cada vez mais sombria.

Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet

Certamente que iremos concordar que Tim Burton é um gênio. Assisti agora pouco esse filme com direção dele (2007) e adorei o desfecho, porém não minto: acho um saco as musiquinhas... Mas têm que ser ouvidas pois contam parte da história.
Na minha humilde opnião, isso deixa o filme chato e cansativo, mas se voce tiver paciência em ver tudo é lucro.


Sinopse:

O barbeiro Sweeney Todd (Johnny Depp) é preso injustamente por determinação do juiz Turpin (Alan Rickman). Ao sair da cadeia, ele coloca em prática a sua vingança, reabrindo a barbearia e se tornando o Barbeiro Demoníaco de Fleet Street, porém seus clientes sempre desaparecem. Mrs. Lovett (Helena Bonham Carter) é uma famosa quituteira que se une ao barbeiro. Na verdade, ela é uma serial killer que usa os restos mortais de suas vítimas para assar tortas que viram a sensação de Londres. Com a nova parceria, os ingredientes são fornecidos por Sweeney Tood.

Veja o filme Legendado (Se voce for assistir dublado perderá mais da metade da história, já que estão nas músicas. Se voce souber inglês ai não tem problema xD):

Algumas Imagens Estranhas

Vagando por ai me deparei com algumas imagens curiosas e gostaria de compartilhar com vcs ,espero que gostem:



A Fada dos Dentes

Em uma pequena cidade chamada darkness falls, habitava em uma casa bem simples, uma senhora muito velha de 89 anos. Ela era hospitaleira e gostava muito de crianças, sempre estava brincando com elas. Mas o que a deixou conhecida como A Fada dos Dentes, foi o fato de que sempre que uma criança perdia um dente de leite, ela trocava ele por uma moeda de ouro.

Um dia um incêndio não intencional fez com que ela tivesse a maior parte de seu corpo queimado, deixando sua pele sensível a luz. Então ela ficava dentro de casa o dia todo com as janelas fechadas, e só saia a noite, com uma máscara de porcelana e vestes compridas da cabeça aos pés para não mostrar o seu rosto.

Depois de um tempo os moradores da cidade começaram a desconfiar da bondade da mulher, diziam que ela era uma bruxa e usava os dentes para rituais satânicos, até que dois garotos desapareceram, e a cidade a culpou.

Carro Desaparece na Russia

Voce ja deve ter notado a grande quantidade de videos feitos com câmeras instaladas nos carros da Russia não é mesmo?

Isso é uma exigência das companhias de seguro devido ao alto número de fraudes que existiam. O resultado é um número incauculável  de vídeos de acidentes, barbeiragens, brigas e outras tantas coisas que acontecem por lá.

E nesse caso o vídeo parece ser de  um carro que simplesmente sumiu na nevoa gerada por ele, confira:


Há também de se destacar uma estranha luz aos 9 seg:


Adaptado de um post do Assombrado

Big Liz




Era manhã de 1864 e Big Liz estava preparando o café da manhã de seus senhores quando o capataz da fazenda entrou na cozinha.

“Big Liz, vai ajudar com o carregamento de suprimento das tropas e prepare-se para a viagem, pois você vai com eles para cozinhar e limpar.”

“Sim senhor.” – respondeu.

Sendo escrava ela não tinha escolha, fazia o que os outros mandavam, trabalhava dia e noite servindo seus donos e sobrevivia ao ambiente hostil das senzalas. Mas Big Liz, como era conhecida, sonhava com a liberdade, ela queria ser dona do próprio destino. Seus sonhos se desmanchavam quando lembrava que seus donos lutavam na guerra civil dos Estados Unidos, pois eram contra a abolição da escravidão e faziam parte do exército da Confederação, da parte do sul do país.

Depois de dois dias viajando Liz estava limpando o acampamento e guardando suas coisas para seguir viagem. Afastou-se do grupo para fazer suas necessidades fisiológicas quando sentiu uma mão tampando sua boca e seu corpo sendo arrastado para dentro de um arbusto. Debatendo-se Liz viu dois soldados da União, oponentes de seus senhores. Os soldados da União lutavam a favor da abolição e de manter unidas a parte norte e a parte sul do país sob o mesmo governo.

“Quieta, não faça barulho, nós não vamos te machucar.” – disse um deles enquanto retirava a mão de sua boca. “Onde esta indo esse carregamento? Nós temos que interceptá-lo.”

Liz hesitou em responder, estava assustada e com medo que eles a matassem.

Kappa


O kappa é um espírito anfíbio do folclore japonês, que arrasta suas vítimas, homens e animais para dentro da água, onde as afoga e as mutila.

Os kappas vivem em rios, lagos, e lagoas, mas nunca hesitam em subir à terra em busca de sua presa. Tradicionalmente os contos os relatam como mal-intencionados, ávidos para sugar as entranhas de suas vítimas e beber seu sangue. É dito que adoram especialmente o fígado humano. Mas também são representados como inteligentes e honrados. Diz-se que a humanidade aprendeu a arte de curar fraturas de ossos com um kappa, que ofereceu esse conhecimento em troca do seu braço, amputado em uma de suas aventuras de pilhagens. Os braços e as pernas do kappa, quando presos de novo ao corpo, ficam como novos em questão de dias.

Retratos Decapitados Vitorianos


Nós todos sabemos que as pessoas brincavam com fotos muito tempo antes do aparecimento do Photoshop. Mas você pode não ter percebido o quão loucos os vitorianos foram em relação aos retratos sem cabeça. Eles literalmente perderam as suas com esta tendência.

A maioria das fotografias mostram a pessoa sentada ou em pé, com uma expressão severa, às vezes bem feliz. Essa idéia surgiu devido a necessidade dos fotógrafos de criar novas formas que diferissem das normais/comuns. Segundo eles uma idéia inovadora e divertida.

Confira exemplos abaixo:

Pulseira Vermelha

Não Durma Jamais

Seu nome era Samira. Era uma bela garota nascida em Israel, pele morena, cabelos longos e lisos, olhos negros e profundos. Parecia uma garota normal, mas tinha pesadelos. Terríveis pesadelos, cuja culpa colocava nas brigas de seu país. Quando ela completou quatorze anos, seus pais resolveram vender a casa e se mudaram para Londres, na esperança de ajudar a filha.

Nas noites que se seguiram, os pesadelos da jovem Samira ficaram ainda piores. Toda noite, ao fechar seus olhos, a escuridão tomava conta dela. Mas não era uma escuridão comum, era pesada e fria, como se não houvesse nada ali. E então aquela criatura aparecia. Era um homem, seus ossos aparecendo sobre a pele puxada, completamente nú e careca. Onde deveriam estar seus olhos havia duas órbitas vazias, como se eles tivessem sido arrancados, e sua boca tinha sido costurada em um insano sorriso eterno. Nos primeiros encontros, sentira pavor daquilo, mas ele nunca lhe tinha feito mal. Era seu guia. Ele a guiava pela escuridão até que ficasse mais clara.

Mas o que via durante o percurso não era melhor. Passava por portões negros, para dentro das ruínas carbonizadas de uma cidade, impossível de dizer de qual cidade se tratava. Ali a escuridão estava VIVA, em formas indistintas cujos sorrisos eram as únicas coisas que pareciam reais. E haviam pessoas... Pessoas que eram rasgadas pelas sombras, gritavam por piedade e tentavam correr, embora soubessem que não havia salvação.

O estranho homem passava por elas sem se importar, e a guiava até o centro do lugar, onde estava o Palhaço. Era um homem de sorriso zombeteiro e riso demente, com a maquiagem de palhaço borrada e pernas de bode que estalavam nas pedras. - Eles vêm pra cá, por que merecem estar aqui – dizia ele a garota entre risos. – Mas você não merece estar aqui. Não quer vir pra cá, então não durma! Era nessa hora que Samira acordava chorando. Mas não havia nada que pudesse fazer, já havia frequentado todos os psicólogos, todos os terapeutas, e de nada adiantava. Toda noite, quando dormia, era levada pelo guia cego até o palhaço e ouvia as mesmas palavras que a faziam acordar apavorada.

RELATO DOS LEITORES #5


Meu cunhado me contou que um dia desses, ele estava em seu quarto com a mulher e a filha de 2 anos. As duas estavam dormindo e ele estava tentando dormir, já era tarde da noite...

Do nada, um raio entrou dentro do quarto e iluminou a casa inteira. Logo depois um homem de capa preta e com uma máscara e o fitou por um bom tempo com uma cruz na altura do queixo.

Isso até parecia ser uma alucinação dele e tal, mas a filhinha dele ficou durante 3 noites tendo alucinações. Ela ficava olhando pro "nada" como se estivesse vendo alguém e dizia:

"Não mamãe, não deixa ele me levar não!"

Achei isso muito estranho, eu também já presenciei coisas estranhas mas essa aí foi demais. Bom, só sei que é muito estranho.

Eviado por: Vanessa Oliveira

Caso de Reencarnação no Brasil

Aproveitando o embalo do post da Shanti Deva trago a vcs uma reportagen do fantástico em 2010 (08-08-2010) sobre um possivel caso de reencarnação no Brasil, confiram:

O Vizinho


Era domingo a tarde, e lá estava Ned, deitado no sofá com sua preguiça habitual dos fins de semana. Ele estava de férias do trabalho, então, praticamente todo dia era dia de preguiça. Solteiro e morando sozinho, ele não ligava muito para as tarefas domésticas, e quando não estava trabalhando, só queria saber de sair com os amigos ou ficar em casa em completo ócio. Mas algo naquela tarde mudaria sua rotina preguiçosa.
Em meio a um pacote enorme de salgadinhos e vários cliques no controle remoto a procura de um programa de TV que pudesse entretê-lo, Ned ouviu a campainha tocar. Com muito o custo o jovem rapaz levantou do sofá, e caminhando lentamente foi até a porta, visualizou a visita pelo olho mágico, e só aí atendeu. Era seu vizinho e amigo Bob.

Bob parecia estar com muita pressa, ele pediu para que Ned lhe fizesse um grande favor: que Ned vigiasse sua casa enquanto ele estivesse fora. Disse que tinha assuntos pessoais a tratar e ficaria ausente por uns dias. Por se tratar de um bom amigo, Ned sem pensar duas vezes e disse que faria o favor. Bob agradeceu e entregou uma cópia da chave da casa para que Ned pudesse adentrar e alimentar os cães uma vez por dia. Bob se despediu, entrou no carro e saiu em disparada com uma velocidade consideravelmente alta. Ned estranhou o comportamento de seu amigo, um rapaz que sempre estava de bom humor, agora, estava tenso e com um ar de preocupação no rosto. Ned suspeitou que algo pudesse estar errado, mas não teve tempo de questionar, sua visita estranha e inesperada durou pouco mais de um minuto.

Nos dias seguintes Ned fez o que Bob pediu. Entrava na residencia para alimentar os cães e várias vezes ao dia e verificava a segurança da casa. Mas nesses dias, algo chamou a atenção de Ned. O clima na casa parecia estar diferente, Ned sentia um enorme desconforto toda vez que a adentrava para dar ração aos cães, algo que nunca sentiu não outras vezes que entrou lá. Não sabia o que era, mas sentia-se incomodado com algo. Mas mesmo tendo essas estranhas sensações continuou fazendo esse grande favor a Bob.

O Coleciondor de Cabeças

Encontrei esse post no blog Face do Medodatado de 17 de setembro de 2009, e fiquei bastante intrigada ao terminar de ler, devido a ENORME semelhança desse conto com o caso ocorrido esse ano, 2013, que ficou conhecido como BRUXA DOS CRÂNIOS. Como pode ser tão parecido? Seria uma premonição??? Leiam e digam o que acham... O.o

-------------------------------------



Uma onda de violações em túmulos começou a preocupar os moradores e a polícia de uma cidade. As violações eram quase sempre em túmulos de mortes recentes, e apenas as cabeças eram retiradas dos corpos. Em um período de dez dias, mais de vinte cabeças foram roubadas.

O detetive Edward ficou encarregado de cuidar do caso e passou a vigiar os cemitérios da cidade. Mesmo depois de muita investigação, não encontraram nenhum suspeito. E quando a polícia já não sabia mais o que fazer, Edward recebeu uma ligação. Um padre começou a estranhar um cheiro forte que vinha de uma casa que ficava ao lado da igreja. O padre disse que o morador se chamava James e estava fora da cidade.

Fantasmas das Vítimas do Khmer Vermelho Assombram o Camboja

Homem cambojano olha crânios das vítimas do Khramer Vermelho
no museu do genocídio Tuol Sleng

Quando cai a noite na capital do Camboja, os guardas de segurança do museu do genocídio Tuol Sleng  amontoan-se junto à bilheteira para se proteger dos fantasmas.

"À noite, podemos ver uma sombra negra caminhando", diz Kim Sok, um guarda de 25 anos do museu que serviu de prisão principal  de 1975-1979 para o regime do Khmer Vermelho. "Nós só ficamos juntos para que possamos cuidar uns dos outros."

 Na prisão de nome código S-21, sob a supervisão do ex-professor de matemática Kaing Guek Eav, conhecido como Comandante Duch, mais de 15.000 prisioneiros foram torturados antes de serem transportados para um campo da morte na periferia de Phnom Penh.

Ciência Explica Aparições de Fantasmas

Não só explica como ensina a ver fantasmas! O texto foi publicado na revista Popular Science de Monthly em 1933, mas faz certo sentido. O princípio é o mesmo de algumas ilusões de ótica populares, como essa em que se enxerga Jesus Cristo na parede.


Tente fazer com a caveira abaixo: Olhe fixamente para o nariz do crânio por quinze ou vinte segundos. Então, rapidamente afaste o olhar para uma parede, branca fracamente iluminada.

Cientistas Criam 'Capa da Invisibilidade'

Material ultrafino seria capaz de fazer objetos desaparecerem.


Cientistas da Universidade do Texas, em Austin, afirmam ter criado um material chamado de 'metascreen' (meta tela, em tradução livre), capaz de fazer ondas de determinadas frequências desviarem de objetos. Em teoria, isso impediria que a luz os atinja e que, por consequência, eles sejam vistos.

Em um experimento descrito aqui, os pesquisadores foram capazes de usar uma capa de 66 µm de espessura de cobre e um filme de policarbonato de 100 µm de espessura para esconder um cilindro de 18 cm de altura.

Inicialmente, a capa protegeu o cilindro de ondas de 3,5 GHz, mas os cientistas afirmam que a técnica pode ser usada para frequências visíveis.

Mas segure seu Harry Potter interior - o tamanho do objeto a ser protegido precisa ser proporcional com a frequência das ondas a serem anuladas. Ou seja: com essa técnica, só seria possível tornar invisível objetos microscópios.


Fonte: http://arquivosdoinsolito.blogspot.com.br/

Em Algum Lugar nas Estrelas...


Em dezembro de 1977, a americana Kathie Daves foi abduzida para o interior de uma nave alienígena, onde foi submetida a uma inseminação artificial. Ela ficou deitada em uma mesa com as pernas levantadas, enquanto sentia alguma coisa metálica sendo introduzida em sua vagina até atingir seu útero. Kathie também relatou ter sentido ardência na parte inferior do corpo e a sensação de estar paralisada. Ao seu lado, estava um ser humanóide de olhos grandes e pele cinza.

Como estava casada na época, não foi grande surpresa ter ficado grávida, embora que de forma não planejada. Em março de 1978, Kathie estava no quarto mês de gestação, quando acordou no meio da noite toda ensanguentada. No hospital descobriu que o feto havia sido extraído, permanecendo em seu útero o cordão umbilical e a placenta, fato que causou estranheza no médico que a atendeu. Kathie, de certa forma, havia tido as lembranças da noite de sua abdução apagadas de seu cérebro.

Alguns anos se passaram. Então, em certa noite de junho de 1983, um OVNI pousou no quintal da casa de Kathie, e ela foi abduzida novamente. Mais tarde ela relatou que estava no interior da aeronave, numa espécie de sala toda branca, cercada por vários seres de estatura baixa e pele cinzenta. Entraram nesse recinto dois outros seres, escoltando uma meninma de uns 5 anos de idade.

A Janela


O que eu irei contar para vocês é TOTALMENTE REAL. Aconteceu comigo. Eu tinha por volta de 5 ou 6 anos quando passei por essas situações estranhas.

Minha mãe sempre me dizia que eu tenho pouquíssimas obrigações a cumprir, e uma delas é forrar a minha cama. Tarefa muito mais do que simples, mas que um dia, se tornou algo assustador...

Como de costume, peguei o lençol e o cobertor, e fui no quintal sacudí-los. Estendí-os no varal, e deixei arejando um pouco. Quando fui pegar os lençóis, ouvi um barulho um pouco estranho, mas nada fora do comum. Era uma espécie de chiado (como quando a antena da televisão não capta mas um canal e começa a chiar), porém, estava baixo. Fiquei um pouco assustado, mas continuei a fazer o que estava fazendo.

Ao entrar no meu quarto, vi uma espécie de vulto passando por traz da janela (nessa época, a janela do meu quarto era veneziana), numa velocidade incrível. Quando isso aconteceu, tranquei a porta do meu quarto, e deitei na minha cama. Eu pensava que era algum ladrão, na verdade, estava torcendo para que fosse. Se não me falha a memória, fiquei no quarto durante uns 20 minutos. Então, abri a porta, e sai "de fininho" do quarto.

O Caso de Reencarnação de Shanti Deva


Shanti Devi nasceu em 1926, em Delhi. Aos 3 anos começou a falar sobre seu marido e seus filhos. No inicio os pais gostaram porque acreditavam que ela via neles uma familia feliz, mas depois isso passou a preocupar os pais, pois Shanti não brincava como as crianças de sua idade. Sua mãe então lhe chamou para conversar e a menina contou que o nome de seu marido era Kedarnath e morava em Mutra com seus filhos.

A garota foi levada ao médico, que garantiu que ela era normal, e falou que ela estava inventando histórias como outras crianças para chamar atenção. Então o médico entrevistou a menina, que contou toda história com detalhes. Quando o médico questionou então porque ela era uma menina ela contou:

"Eu morri a, mais ou menos, 1 ano antes de nascer. Meu nome era Ludgi e eu morri dando a luz a outro filho. Shanti deu detalhes da gravidez difícil e contou que o filho sobreviveu ao parto." A menina tinha resposta para todas as perguntas do médico.

Site Prevê Quando Você vai Morrer


Um novo site prevê a probabilidade da sua morte no período que você selecionar, baseado em algumas perguntas simples. O site DeathRiskRankings.com é fruto da cabeça de pesquisadores e estudantes da Universidade Carnegie Mellon, nos Estados Unidos. A página dá a resposta sobre a data da morte da pessoa com base em dados estatísticos disponíveis sobre os Estados Unidos e Europa, comparando os riscos de mortalidade por sexo, idade, causa de morte e região geográfica.

Ao colocar seus dados pessoais no site, ele informa as probabilidades da sua morte e dá uma data para o acontecimento. É claro que os resultados dados pelo site falam sobre as probabilidades genéricas de grupos, e não pode de fato prever exatamete quando você vai para o caixão, mas ajuda a compreender as probabilidades de alguns eventos.

“Uma mulher britânica tem quase 33% mais chances de morrer de câncer de mama, mas para câncer de pulmão e garganta os números são o exato contrário”, afirma Paul Fischebeck, que desenvolveu o site. David Gerard, que era professor na universidade em que o site foi desenvolvido, afirma que a maior parte das pessoas não têm uma boa noção dos seus riscos de mortalidade, muito menos uma avaliação dos riscos mais relevantes.

Carro Preto


Quando eu era criança, anos 90, fui aterrorizda por uma "lenda" que até hoje se ouve falar... O tão temido carro preto que passava devagar pelas ruas das cidades à procura de crianças sozinhas e desavisadas. Dizia-se que o carro ficava à espreita na intenção de sequestrar as crianças e vendê-las no mercado negro para a venda de órgãos. Isso meteu medo em MUITA gente aqui de Fortaleza-CE.

E muito se falava sobre isso, as mães ficaram com tanto medo que não deixavam mais seus filhos sozinhos. E as crianças? De tanto medo passaram a ficar mais tempo em casa (antigamente era comum as crianças brincarem nas ruas). Eu não era exceção, TINHA MUITO MEDO! Não podia ver um carro preto andando mais devagar que o normal que saia correndo.

Um casal muito "simpático"  esperavam as crianças nas saídas da escola e ofereciam bombons e doces para elas e quando elas aproximavam do carro eram arrastadas para dentro sem oportunidade de fuga. Parecia uma tática infalível...

Havia muitos relatos de crianças desaparecidas na época, a maioria nunca foi encontrada e as poucas que foram estavam sem vida e sem órgãos. O relato mais conhecido foi o de uma menina que teria sido sequestrada pelo dito carro, mas conseguiu fugir se escondendo dentro de um latão de lixo. Ela escutou o casal conversando e eles diziam repetidamente "Procure direito! Não podemos perder essa mercadoria!" Como não conseguiram encontrá-la foram embora, pois já estavam levantando suspeita.

A menina foi encontrada por recicladores e estava visivelmente dopada, havia algo mais que açúcar naqueles bombons... Ela foi encaminhada para a delegacia, onde finalmente reencontrou seus país e o ocorrido ficou conhecido por todo Brasil.

~Ladydias

Outros Casos

Meu Amigo Frank

Quando eu era jovem, tinha um amigo imaginário, isso parecia inofensivo vindo de uma criança, mas o que era estranho é que eu não tinha nenhuma memória do meu aniversário de 6 anos e os meus pais só me contaram sobre isso esse ano dez anos depois.

Essa descoberta começou quando eu fui procurar minha antiga bola de baseball no sótão e me deparei com algumas fotos estranhas de mim abraçando o ar, ou no meio da floresta correndo, achei estranho do porque eles não jogaram fora. Encontrei um monte de coisas velhas dentro de uma caixa, tinha meu game boy, um estilingue e umas fitas, havia uma mala com cadeado embaixo da caixa, era uma mala com aparência surrada e suja, de um tom de marrom bem estranho.

Perguntei para minha mãe o que havia dentro dela e ela disse que não se lembrava.

Quando eu consegui abrir a mala encontrei todos os meus desenhos velhos, feitos com giz e lápis de cor.

Haviam desenhos de mim e de um homem, alto em o que parecia ser um terno preto, ele não tinha rosto, era apenas um circulo branco, quase todos os desenhos tinham ele.

Quando perguntei ao meu pai sobre aquele homem nos desenhos, ele não sabia nada sobre isso ou não se lembrava. Era óbvio que estavam escondendo informações de mim, algo que não queriam que eu me lembrasse.

Foi então que minha mãe finalmente me contou que aquele era meu amigo imaginário, que eu chamava de Frank, ele apareceu na mesma época minha tartaruga morreu e o nome da tartaruga era Frank, por isso o chamava assim.

Teoria das Cordas

Alguma vez você viveu uma experiência, em que teve a sensação de ter mais alguém em sua casa, mas apenas pensou: “não quero saber” e simplesmente esqueceu? Algumas vezes, o medo do desconhecido parece ser a melhor opção, em vez de enfrentar o perigo real e concreto. Normalmente, não é nada, entretanto, algumas vezes, por exemplo, eu poderia jurar que um móvel tinha mudado de lugar, mas talvez fossem apenas truques desconcertantes da memória.

Mas, e quando acontece algo que realmente te impressiona? Você fugiria? Ignoraria?

Segunda-feira passada era um dia normal. Acordei, escovei os dentes e vesti o uniforme escolar... Todo o ritual matinal. Parecia um dia comum, como qualquer outro. Até que as vi: As cordas.

Haviam três ou quatro cordas grossas no meu quarto. Cruzavam entre as paredes da minha casa, uma estava amarrada à porta. Não havia como eu não ter percebido elas antes, certamente teria tropeçado nelas ou coisa assim. Estavam amarradas em ganchos nas paredes, os quais não existiam há alguns segundos.

Ninguém entrou no meu quarto enquanto eu estava nele, e muito menos fez isso. Era cedo e eu estava acordando. Então, eu simplesmente ignorei o que vi, desamarrei as cordas e fui para a escola.

Contudo, as coisas ficaram mais estranhas. Fora de minha casa, haviam centenas delas, atadas entre as casas, ao redor dos carros, através das ruas... Isso deveria ser uma pegadinha. Algum desses programas estúpidos de câmera escondida. Certamente disseram às pessoas que se escondessem e amarraram as cordas nos objetos.

Com um pouco de medo, continuei meu caminho. No ônibus, todos, exceto eu, estavam amarrados à porta. Na escola, grupos de amigos estavam amarrados uns aos outros e os professores amarrados em suas mesas. O que me estranhava nestes momentos, era porque haviam me deixado fora da pegadinha.

Quando minha amiga Lucy sentou ao meu lado, na primeira aula, ela simplesmente pôs a bolsa nas minhas pernas e descansou o queixo sobre a mão, olhando pela janela.

- Oi Lucy!

Nenhuma resposta.

Rosto Aparece em Ultrassonografia

Homem diz que figura da mãe morta apareceu em ultrassonografia da filha.
A mulher teria morrido quatro meses antes da realização do exame.


O cabeleireiro Marcelo Rodrigues de Souza diz que a figura de sua mãe que havia morrido quatro meses antes, apareceu em um exame de ultrassonografia de sua filha Ana Júlia, que na época era um feto de três meses. Hoje a menina já tem três anos, e Marcelo diz que a avó da garota ainda está presente na família.

"Quando vi, tive certeza de que era ela."

Tornando-se um Lobisomem

Nas alusões literárias mais antigas sobre lobisomens, os deuses utilizam a licantropia como punição. A idéia dos lobisomens como homens castigados também faz parte de inúmeros contos folclóricos, embora os deuses não façam sempre parte da história. Algumas vezes, alguém simplesmente se torna um lobisomem como resultado de um mau comportamento - ou alguém que não tem um bom comportamento, acaba por revelar-se um lobisomem. A transgressão frequentemente tem algo a ver com excesso sexual, e o culpado é normalmente o homem.

Em um conto, uma mulher suspeita que seu marido é um lobisomem. Um dia, enquanto ele está trabalhando no campo, um lobo vai até a cozinha e a ataca. Ele morde sua saia, que é vermelha, e foge. Quando o marido retorna, a mulher vê parte de sua saia presa em seus dentes. O duplo sentido transparece.


Misteriosa Criatura Ataca Animais na Ucrania

Fazendeiros e camponeses andam alarmados com o surto de ataques de uma misteriosa criatura híbrida entre cão e coiote. Segundo as testemunhas locais o estranho ser teria sido flagrado rondando as fazendas e campos e animais estariam sendo mortos.

As novas aparições deste misterioso ser, já bem conhecido por todos como chupa-cabra, tem ocorrido nos Cárpatos Orientais, na vila montanhesa de Golyn. No entanto como o estranho ser ainda é desconhecido pela zoologia a polícia segue negando-se a tomar parte nas investigações.

As últimas vítimas do monstro foram uma ninhada de coelhos de um ano de idade. Segundo Lessia Paraschak, a proprietaria do local onde foram executados os coelhos, o animal desconhecido teria quebrado a mordeduras os ferrolhos das gaiolas e deixou todos os coelhos literalmente sem gota de sangue.

O mais surpreendente e atemorizador consiste em que os corpos dos animais mortos ficaram absolutamente íntegros. Ou Seja, uma raposa ou o lobo nunca atacariam de forma similar. Ainda segundo esta mesma senhora, o cão cujas latidas denunciavam qualquer movimento nas proximidades da fazenda, teria mantido-se estranhamente silencioso na noite do ataque dos animais.

Possessões#1 - Tabuleiro Ouija

Parasitas com Incríveis Poderes de Manipulação

Enquanto a maioria dos parasitas simplesmente vive em seu hospedeiro até que ele morra, alguns encontram estratégias de sobrevivência mais “criativas”, mudando radicalmente o comportamento do pobre animal infectado. Confira:

Hymenoepimecis argyraphaga (“Faça uma teia!”)


Essa vespa encontrada na Costa Rica é o terror da aranha Plesiometa argyra: na fase de procriação, ela encontra, paralisa e põe um ovo no abdômen da aranha. A larva nasce e se alimenta do sangue do hospedeiro durante algumas semanas. Quando cresce, injeta uma substância química no corpo da aranha, fazendo com que ela teça uma teia seguindo um padrão específico. Terminado o trabalho, o hospedeiro é morto com veneno e devorado e, por fim, o parasita aproveita a teia para construir um casulo e passar para a próxima fase do seu ciclo de vida.

Zangbeto

Zangbeto é o espírito guardião da noite venerado pelos Pla, no Sul do Benim. A sua máscara inspira terror e respeito.


As margens do rio Mono, no Sul do Benim, são habitadas pelos pescadores da etnia Pla, que anteriormente ocupavam a zona sagrada de Ouidah. Ao deslocarem-se para aqui, trouxeram consigo as suas crenças, entre elas o culto vodú de Zangbeto, o espírito guardião da noite, a que eles atribuem uma existência, uma personalidade e uma função social.

Na cultura ocidental, as máscaras servem para esconder o rosto, para assumir uma personalidade diferente daquela que se tem. Em África, pelo contrário, a máscara representa um deus, um espírito ou um antepassado. Ao colocá-la, o homem torna-se um espírito benévolo ou malévolo, pois com ela assume as características de quem representa. A metamorfose de um homem através da máscara é exigida pela população. Na sua apresentação pública, o mascarado suscita momentos de hipnose colectiva. A máscara torna-se assim um medium que põe em contato o sobrenatural com o humano, abolindo todas as distâncias. Esta função extremamente religiosa da máscara africana não exclui fins práticos. Ela serve para fazer observar certas leis, educar os jovens, aplacar discórdias.

Automatonofobia

Automatonofobia caracteriza-se pela fobia (ou medo) de bonecos, ventríloquos, estátuas de cera e criaturas animadas. Tudo que imite um ser vivo.

Neste nosso caso é do boneco de ventriloco que assim como o palhaço (e sua fobia , a Coulrofobia) ao invés de divertir, causam pavor em certas pessoa.

Mas vem cá: Tem uns ali que dão medo, né não? Tem um ali que ja foi até "fichado" kkk


"Morto" Interrompe Seu Próprio Velorio


Na noite do último sábado (20), por volta das 21:00 horas, um homem, alto magro e negro, foi atingido por diversos disparos de arma de fogo, sendo do socorrido para o Hospital Regional Dantas Bião e lá não resistiu indo a óbito. José Marcos Santana Santos de 35 anos, irmão da "VITIMA" GILBERTO ARAÚJO SANTOS DE 39 ANOS, recebeu a informação de que seu 'IRMÃO' teria sido assassinado, e foi até o IML fazer o reconhecimento. Procedendo como a exigência do órgão, José Marcos fez o reconhecimento, e com a presença também da sua irmã Marivalda Santana Santos a qual assinou como testemunha, o corpo foi liberado.

Já na residência, o "VERDADEIRO" GILBERTO ARAÚJO DOS SANTOS apareceu, e criou-se uma situação inusitada. O irmão de Gilberto o José Marcos, ficou em prantos com o erro cometido, e ao mesmo tempo feliz por ter seu irmão ao seu lado e VIVO. O corpo do "Indigente" retornou para o IML, onde ficará aguardando pelos parentes verdadeiros. Segundo o Dr Luiz Marques, medico perito do IML, o erro foi totalmente dos irmãos, que devido as emoções ás vezes acaba acontecendo atos desta natureza.

De acordo com informações, a vítima lavava carros nas imediações da Praça Rui Barbosa, e a noite, ele fazia ponto também no restaurante Milâno, inclusive tinha como um dos seus clientes o radialista Haroldo Azi, o qual ficou consternado com a informação. Segundo informações por telefone, através de uma fonte segura, o LAVADOR estaria devendo a um traficante.

Quadros Pintados com o Próprio Sangue

Artista de Nova York Vincent Castiglia pinta quadros com seu próprio sangue. Surreal corpos humanos em vários estágios de decomposição custar uma fortuna ...


Menina de 5 Anos é a Mãe Mais Jovem do Mundo


Uma indígena moradora dos Andes, muito cansada chegou ao hospital de Pisco, no Peru com sua pequena e tímida filha, com menos de um metro de altura e um enorme abdômen. Apontando para a criança que estava assustada a mulher implorou para o cirurgião Geraldo Lozada exorcizar os maus espíritos que a haviam possuído.

Certo de que a pequena Lina Medina tinha um tumor abdominal, o Dr. Geraldo a examinou e tomou o maior susto de sua vida quando descobriu que ela estava grávida de oito meses. O Dr. Geraldo a levou para Lima, antes de efetuar qualquer procedimento cirúrgico, para que outros especialistas pudessem confirmar se Lina estava realmente grávida. Um mês e meio depois, em 14 de maio de 1939, ela deu à luz a um menino através de cesárea, que foi necessária devido à pequena pélvis da menina.

A cirurgia foi efetuada pelo próprio Dr. Geraldo e Dr. Busalleu, com anestesia realizada pelo Dr. Colretta. O seu caso foi relatado em detalhes pelo Dr. Edmundo Escomel para La Presse Medicale, junto com detalhes adicionais de que sua primeira menstruação havia ocorrido quando ela tinha apenas 8 meses de vida e que ela teve desenvolvimento prematuro dos seios aos quatro anos de idade.

Não Pare de Ler Isso…

Não desvie o olhar.

Sabe, eu estou te observando. Você não conseguiria me encontrar, então não olhe em volta. Não pare de olhar para sua tela do computador.

Eu conheço você já faz muito tempo...

Lembra quando você podia rastejar até a cama de seus pais à noite? Não era a sua mãe que você abraçava, meu amor. E quando você ficou muito velho para ir dormir comigo, eu ía pra sua cama. Eu ainda deito com você de vez em quando pra te admirar e te tocar.

Eu faço com que não lembre desses “pesadelos”. Aqueles com que você abre seus olhos e vê o que sobrou de mim olhando de volta diretamente em seus olhos. Vem diminuindo aos poucos esses dias, mas eu ainda consigo ver o lindo pavor em seu rosto.

Eu ainda consigo sentir o meu cheiro podre cobrindo você. Minha carne formigando contra sua, enquanto você sente minha mão úmida e ossuda tapando sua boca, enquanto a outra toca suas bochechas...

Não se preocupe, eu não vou te deixar!

É fato, eu estou te observando neste exato momento. Não olhe nada além da tela do seu computador, meu bem. A não ser que prefira me ver agora.

Eu amo olhar nos seus olhos...


Fonte:http://terrorameianoite.tumblr.com/

O Açogueiro do Saco

Hoje falo de um caso medonho que um velhinho uma vez me contou perto da estação de trem em 2007, enquanto eu fazia um projeto onde eu ficava sentado em uma cadeira com uma placa "Conte-me sua História". Eu gravava todas as conversas, para talvez usar em um futuro projeto. Contarei pela narração dele que transcrevi, pois não achei necessário polir nada do que ele disse.

O Açougueiro do saco: Um serial Killer medonho!

"Tudo aconteceu na época que eu tinha 16 anos, 1914. Na época, a cidade estava crescendo um pouquinho, na verdade já era uma cidade "grande", eu saí para ir a casa de minha professora particular, como fazia todos os dias, mas, quando cheguei lá, estranhei o tanto de pessoas que estavam em volta da pracinha próxima a casa dela.

Ignorei aquilo tudo e fui até a casa de minha professora Andrea, um doce de mulher, lembrava muito minha mãe pela aparência européia e que ela também me chamava de pequenino.

Porém, ao parar em frente a casa dela, notei um rastro de sangue que seguia da outra ponta da rua, passava em frente a casa dela e seguia até a pracinha, pensei que fosse algum animal que tivesse se machucado feio e rumado até a praça aonde tivesse morrido, isso explicaria aquele montante de gente em volta da pracinha.

Toquei a campainha uma vez, ninguém atendeu, deixei passar alguns minutos, toquei a campainha novamente, ouvi passos, que eram do salto preto que ela usava, ela abriu a porta e aos prantos me abraçou dizendo:

-Pequenino, hoje foi um dia horrível! - soluçava Andrea em prantos.

-Mas, por que professora?

-Minha irmã Acácia, foi morta nesta praça. Me desculpe, mas hoje não poderei te dar as aulas, diga ao seu pai que compenso as aulas perdidas no final de semana. - ela fechou a porta e eu ainda ouvia suas lamúrias.

A Verdade Oculta da Rede Globo

Gosta de teorias de conspiração, sobre os ilumunnati e tal?
Então dê uma olhada nesses dois videos: 




Monstruosos Experimentos Médicos

Muita gente mata ou morre em nome de Deus ou de alguma religião. Também, muitas vezes, cientistas cometem atitudes bastante antiéticas em nome da medicina – apesar de jurarem que estão fazendo aquilo pelo bem da humanidade.

Os Estados Unidos se desoculparam formalmente à Guatemala por ter realizado experimentos nos anos 40 que podem ter infectado prisioneiros e doentes mentais com sífilis. Esse é somente um dos casos médicos horríveis que a história nos pode contar. Confira outros sete bizarros e monstruosos experimentos que a medicina foi capaz de realizar:

O Estudo Tuskegee


Em 1932, o Serviço Público de Saúde dos EUA lançou um estudo sobre os efeitos da sífilis não tratada na saúde. Eles iludiram 399 homens de descendência africana com a doença afirmando que iriam tratar do seu “sangue ruim” – que era como a sífilis era conhecida na época. Só que os pacientes que estavam sendo “tratados” na verdade não estavam recebendo tratamento nenhum. Eles eram apenas observados enquanto sofriam com a doença. Na verdade, os homens nunca receberam tratamento adequado, mesmo em 1947 quando a penicilina começou a ser usada para tratar a sífilis. Tamanha falta de ética durou 40 anos. Só em 1972, quando um artigo de jornal expôs o estudo ao público que ele foi cancelado.

3 'Lenda Urbanas' Reais

Essas 3 histórias sinistras, por incrível que pareça, realmente aconteceram!

Existem algumas histórias macabras que ouvimos ou lemos por aí que supostamente são reais, mas, de tão malucas, acabamos pensando que não passam de mais uma lenda urbana. É normal pensarmos assim, é uma defesa acionada pelo nosso cérebro para que não entremos em pânico.

Mas de uma coisa tenha certeza: Tudo que a mente humana 'cria' é baseado em algo real... Mesmo que você não consiga se lembrar 100% dos fatos e ache que é algo criado apenas por seus pensamentos, acredite! De uma forma ou de outra ACONTECEU de verdade!

Nossa mente é expert em 'copiar' e transmitir FATOS...

 Chamadas do Além


Portais e Dimensões Paralelas


São cada vez mais frequentes as citações científicas sobre a aberturas de portais interdimensionais nos últimos tempos, principalmente no meio científico e acadêmico. Os "Portais" são teoricamente concebidos como uma lacuna ou ruptura entre dois mundos paralelos. Também como um abismo ou separação que tem o potencial de unir duas esferas diferentes de energia. Alguns definem que o Universo possui vórtices ou portais dimensionais que funcionam como pontes para outras dimensões.

As viagens espaciais do homem em naves mais lentas que a luz é um fato real. Cujo princípio de funcionamento envolve lançar uma massa de reação para trás a fim de fazer a nave ir para frente. Muitos destes geradores de energia são alimentados com combustíveis que envolvem grandes volumes de armazenamento.

Difícil mesmo seria na atualidade violar a lei de Newton, e deslocar-se num espaço sem a reação de um propulsor. Isto tornaria as naves muito mais eficientes, fazendo com que se aproximassem da velocidade da luz. Existem algumas teorias que admitem a existência de uma “dimensão” diferente na qual a velocidade da luz pode ser excedida. Este hiperespaço faria com que a nave viajasse a velocidades que parecem ser maiores do que a da luz do nosso universo normal e reentrariam no universo “normal” no seu destino. Por estarem completamente isoladas umas das outras e do universo normal, não captariam nada e não poderiam ser captadas até emergirem.

Mulher de Branco no Ceará

A cerca de um ano a população de Ipueiras, na região da Serra da Ibiapaba, vem sendo atormentada pela estranha presença de uma misteriosa mulher vestida de branco. O suposto fantasma é o assunto mais comentado da cidade.

Os moradores não têm mais sossego, pois a "Mulher de Branco" vem perturbando famílias inteiras na zona rural do município. O mistério ronda próximo a um juazeiro que, segundo a população, é o lugar preferido para as aparições.

Conforme publicação no Portal Jangadeiro Online, da quarta-feira (06/07/11), o suposto fantasma, está tomando conta do noticiário local.

A 'Mulher de Branco' vem tirando o sossego de famílias inteiras diz o portal.

,

Tome Cuidado



Eu nunca pedi para saber sobre as coisas antes delas acontecerem. Eu não quero saber quando as pessoas vão morrer. A Morte, porém, tem sua própria maneira de fazer as coisas...

Tudo começou quando eu estava navegando pela internet... eu não deveria ter visitado aquele site... Tropecei em um ritual. Tudo que precisava era um par de velas, uma faca, e algumas gotas do meu sangue e eu seria capaz de prever o futuro. O ritual alertou que o futuro não poderia ser mudado, "mas o que diabos eu me importo?". Eu ia fazer uma fortuna.

O ritual foi perfeito. Bem, quase... Eu nunca fui bom com a dor, nem com a visão de sangue. Dito isto, eu queria acabar com isso rapidamente. Muito rapidamente. Cortei rápida e profundamente o meu pulso. Com ele ainda sangrando, uma figura encapuzada apareceu diante de mim. A Morte.

O Contrato


Você está no metrô, sozinho. Nisso, um homem de terno e com uma maleta que estava sentado e quieto começa a andar em sua direção. Você, incomodado com a situação dirige seu olhar para a janela do metrô. Apenas a escuridão responde seu olhar. O homem senta-se ao seu lado e começa a falar enquanto olha para o nada.

-------------------------------------------------------------
Já deve ser de seu conhecimento que aquele seu pedido foi aceito e que nós estamos fazendo de tudo para que dê tudo certo.

Só estranhamos a natureza do pedido, já que uma vez com o contrato assinado, a pessoa não pode se lembrar do que fez e também que não há cláusula de rescisão. Você não deve se lembrar, mas posso refrescar a memória.

Lembra-se daquela vez em que você estava aí, onde você está sentado agora e você leu uma notícia sobre o aquecimento global e notícias mostrando guerras que ocorrem no oriente médio e você disse "que mundo cão! A humanidade deveria morrer!"

Pois é, foi isso que você assinou. Negociou a morte da humanidade em troca de você ficar sozinho nesse mundo, sem ter com quem compartilhar a sua dor e seu vazio. Deve estar rindo agora ou então dizendo para si mesmo "que conto idiota!". Asseguro que não é um conto e muito menos idiota. Nossa organização já fez vários contratos desse tipo com outras pessoas.

Buzz

Um cachorro. Ele é um vira-lata, de pelo preto e de olhos amarelos. Olhos estranhamente amarelos. Ele é encontrado abandonado, cabisbaixo e confuso, por causa que começara uma chuva, e como havia nascido nas ruas, não tinha um dono. Quando, fatalmente um carro acaba vindo em sua direção.

É assim que começa a história de Buzz. Um filhote que acabei achando no meio da estrada, em um subúrbio há 14 quadras da minha casa. Eu mal sei como consegui não matar aquele cachorro... Acho que foi pura sorte daquele asfalto não ser novo e todo esburacado que acabou salvando ele.

Inicialmente, teria saído do carro ver o "estrago"que tinha feito, mas quando percebi o filhotinho, resolvi levar para casa. Linda certamente estaria vendo a apresentação em homenagem as mães da escola das crianças. Eu não pude ir por causa do trabalho, mas acho que o vira-lata "quase" morto até que veio a calhar para conseguir alguns pontos com ela e as crianças.

Quando estava dirigindo para casa, notei que o vira-lata que achei tinha uma coleira escrito "maledicam". Uma palavra muito feia para ser o nome de um cachorro. Resolvi tirar aquela plaquinha de madeira estúpida da coleira dele e chegar em casa o mais rápido possível para preparar a surpresa para as crianças.

Às 22h as crianças e ela chegaram e eu mostrei o cachorro que estava em uma caixa com cobertores que eu arrumei improvisadamente. Linda apenas olha para meu rosto, perguntando onde havia achado o cachorro. Eu expliquei, dizendo que achei no meio da estrada, perdido na chuva e resolvi trazer como presente para as crianças.

Reteté

Eu não sabia o que era “reteté”, então fui pesquisar rapidamente e vi que é uma forma de algumas igrejas comemorem junto com seus fiéis. Em outras palavras, “reteté” é a hora que todo mundo libera geral, solta as estreibeiras durante os cultos mesmo, tipo um bate-cabeça do bem.


Reteté gringo:


Muitas igrejas e pastores condenam,

muitas igrejas e pastores apontam evidencias biblicas.

Existe até uma comunidade no orkut, quem ainda tiver um perfil e quiser dar uma olhada clique aqui

Esperança...

Uma brisa suave soprou pelo vale, empurrando as nuvens de forma suave através do céu. A grama alta e verde repetiu o movimento no céu, balançando suavemente como a luz do sol fresco que se estendeu até o horizonte distante. Pássaros cantavam suavemente em uma árvore em cima de uma pequena colina, lançando sombra em cima de uma figura solitária.

Ele se mexeu um pouco durante o sono, e, gradualmente, acordou. O homem levantou-se lentamente, trêmulo, e olhou ao redor.

Ele não tinha visto tanta beleza antes.

O homem conhecia aquele lugar. Ele colocou um pé na frente do outro, e começou a avançar. Seu progresso foi lento, doloroso mesmo, mas o seu ritmo acelerava a cada passo. Logo, ele foi correndo despreocupado ao longo do vale, seus passos leves e suaves.

Ele subiu um monte, e foi capaz de ver uma pequena cidade à distância. Ele ficou olhando por um bom tempo. O sol ainda estava alto no céu.

O homem desceu o morro correndo, em direção ao pequeno aglomerado de casas. O sol afundou gradativamente atrás dele, e as nuvens escuras começaram a aparecer de forma sutil.

Passos do homem estavam agora enormes, quase saltos. O homem disparou sobre os campos de flores serenas, cheias de vida e de cores vibrantes. O sol afundou mais ainda, o céu ficou mais nublado, mas ainda haviam cores vivas.

The Grifter

The Grifter é um vídeo que foi mencionado pela primeira vez no fórum de imagens do /x/ (4Chan).

Dizem que quem assistí-lo passa por uma experiência de redenção da alma, mais aterrorizante do que qualquer coisa que se possa imaginar. A imagem possui alguns screenshots do vídeo.

Os poucos que assistiram ao vídeo foram encontrados mortos em suas próprias casas, com apenas uma coisa em comum: Uma estranha boneca, escondida em algum lugar de suas casas.

Confira a página deletada do 4chan que contém os screenshots do The Grifter e alguns comentários de quem o viu:


Tradução da página (Comentários todos ipsis litteris):

ARQUIVO /x/ No. 2411742
Assunto: The Grifter

Onde Habitam as Sombras


Na mais completa e profunda escuridão, o velho Jerônimo contou ao visitante que mostraria o lugar onde as sombras habitavam, em sua residência. Ainda contaminado por um descrédito imensurável, Olavo soltou o ar pelas narinas, demonstrando impaciência, e comunicou que já havia esperado a última hora inteira no mais escuro dos breus, porém o anfitrião ainda não havia revelado o local onde as ditas sombras viviam.

O visitante havia sido conduzido àquela pequena sala por Jerônimo, o cego, que residia sozinho naquela pobre vivenda há muitos anos. O mais velho avisou:

— Olavo, você bem sabe que prezo muito sua amizade. E ratifico meu agradecimento a você por atender meu chamado.

Subitamente, após uma pausa, o idoso declarou:

— Meu fim está perto. Este fraco coração que bate em meu peito e minha idade avançada me derrubarão em pouco tempo.

— Pare com isso, Jerônimo - interveio o convidado. - Você não vai morrer agora. O doutor Eliseu está lhe assistindo. Ele é um ótimo médico e lhe visita aqui em sua residência há muitos anos...