segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Os sete Céus

A ideia de Sete Céus, em vez de um só, é parte integrante das tradições judaica, cristã e islâmica.
Estas crenças são antiquíssimas e tiveram origem na civilização Suméria da Mesopotâmia, há mais de sete mil anos, civilização, essa, que é a raiz das culturas babilônica e caldeia. Estas, por sua vez, exerceram uma influência primordial no desenvolvimento da tradição angélica do Próximo Oriente.

Os persas e os babilônios acreditavam que as suas divindades habitavam no diversos céus.

Os persas, concebiam o Sétimo Céu como a morada do Criador, onde se encontrava sentado num trono enorme, branco, rodeado por querubins. Esta ideia subsiste no Judaísmo e no Cristianismo.
Outros, como Enoch, afirmam que existem mais do que sete céus. Segundo Enoch, existem Dez Céus (foi no décimo céu que Enoch teve a visão do rosto de Deus). Por outro lado, o Zohar fala de trezentos e noventa céus e setenta mil mundos, e existe uma lenda hebraica que garante que exitem novecentos e cinquenta e cinco céus.

No entanto, tanto as autoridades eclesiásticas judaicas como as cristãs abraçaram o conceito mais modesto de Sete Céus, cada um dos quais de uma imensidade prodigiosa
Pensa-se que os Sete Céus estão suspensos sobre a Terra, uns por cima dos outros em esferas concêntricas. A concepção dos céus não é física, é espiritual, podendo ser concebidos como estados de consciência ou como outros planos de existência.

Segundo Luíz Ginzberg, em Lendas dos Judeus, o Primeiro Céu é o mais baixo na hierarquia e é como uma espécie de cortina que oculta o firmamento e as estrelas durante o dia. De noite, os anjos afastam a cortina para revelar a imensidão do Universo e do Primeiro Céu. de acordo com este conceito, o ser humano só pode aperceber-se de uma parte do Primeiro Céu, que é o Universo, pois este oculta os outros seis da sua vista.

Primeiro Céu

Em hebraico o nome deste céu é Shamayim ou Wilom e o principe regente é Sidriel, embora haja quem defenda que este céu é regido por Gabriel.

Contém tudo o que faz parte do Universo tridimensional, ou seja, do plano físico do ser. É aqui que estão todas as estrelas, cada uma das quais têm o seu próprio anjo da guarda.

O Primeiro Céu é a morada de Adão e Eva. Aqui também moram todos os anjos que controlam as estrelas, os planetas e os fenómenos naturais, o que inclui os quatro grandes Arcanjos - Miguel, Gabriel, Rafael e Uriel - enquanto cumprem as suas funções de regentes planetários.

Segundo o patriarca Enoch, é neste céu que se guardam a neve, o gelo, as nuvens e o orvalho. Enoch também viu, aqui, os duzentos anjos que regem as estrelas.

Segundo Céu

Em hebraico, Raquia e o príncipe regente é Barakiel, embora também se diga que este Céu é regido por Rafael e Zakariel.

Segundo a tradição muçulmana, é aqui que se encontram Jesus e S.João Baptista.
Quando Moisés visitou a Morada Divina, passou pelo Segundo Céu, onde se encontrou frente a frente com o anjo Nuriel, que tem mais de trezentos pés de altura, o que o torna num dos anjos mais pequenos das Hostes Celestiais, se considerarmos que alguns são maiores do que todo o sistema solar. Durante esse encontro,Nuriel estava acompanhado de cinquenta hostes angelicais, todas formadas a partir de fogo e água.

Segundo a tradição judaica, é no Segundo Céu que estão presos os anjos caídos que pecaram contra o Criador. Existem várias outras moradas dos anjos obscuros em outros Céus, em zonas separadas especialmanete para eles.

O segundo Céu é também o lugar onde Deus colocou os planetas.

Neste Céu, o patriarca Enoch viu muitos pecadores em fila, esperando o Juízo Final. Também numa área separada do segundo Céu estão aprisionados os anjos que tiveram relações proibidas com mulheres, que todos os dias são açoitados por causa deste pecado..

Terceiro Céu

O Terceiro Céu em hebraico chama-se Shehaquim e o seu príncipe regente é Baradiel (outras versões dizem que o príncipe regente é Anael).

É no Terceiro Céu que os Anjos produzem e guardam grandes quantidades de maná, que é o alimento celestial que Deus enviou ao judeus durante a sua travessia do deserto. O maná também é o sustento das almas santificadas. Este mel divino é levado para o terceiro Céu por abelhas celestiais sob o comando do arcanjo Miguel. Diz-se que S. Paulo visitou o terceiro Céu, onde disse ter escutado frases terríveis que, segundo ele, não podiam ser repetidas. S.paulo nunca foi grande amigo dos anjos, a quem acusava de vez em quando de infracções contra a lei divina.

Nas regiões do Norte deste Céu encontra-se o Inferno. esta área está repleta de monstros de aspecto horrível. O facto de o Inferno se encotrar no Terceiro Céu não é surpreendente, já que tanto os gregos como os antigos hebreus acreditavam que o Céu e o Inferno estavam lado a lado. um dos comentários rabínicos sobre o Salmo 90 diz-nos que o Paraíso está à direita de Deus e o Inferno à sua esquerda.
Segundo o patriarca Enoch, o Paraíso (com a Árvore da Vida) encontra-se no Terceiro Céu, guardado por trezentos anjos de luz. Quando Deus visita este Céu, senta-se à sombra da àrvore a descansar.
Entre os príncipes regentes do Paraíso estão Miguel, Gabriel, Zotiel, Zefon, Johiel e Azrael, que é um dos anjos da morte.
Quarto Céu

Machanon em hebraico e os seus príncipes regentes são Zahaquiel e Miguel.
Pensa-se que a Jerusalém celeste encontra-se no Quarto Céu, tal como o Templo e o Altar de Deus.
Foi no Quarto Céu que o profeta Maomé encontrou o patriarca Enoch. Também é aqui o Sol e a Lua viajam através do firmamento nas suas carruagens, segundo uma tradição antiga.

Quinto Céu

O Quinto Céu chama-se Mathey ou Maon e o seu príncipe regente é Zadkiel. Outras autoridades dizem que este Céu é regido por Sandalfon, que, segundo a Cabala, também rege a Terra.

Numa área separada deste Céu encontram-se outros anjos caídos, entre eles  os grigori ou Guardiões das Torres Atalais - as Torres das quatro direcções, que se encontram nas «regiões do norte», de acordo com a lenda. Vários dos grigori, bem como o seu regente Salamiel, foram castigados por renegar o Criador.

O profeta Zefaniah afirmou ter visitado o Quinto Céu, de onde vislumbrou os anjos que são conhecidos como Senhores, que pertencem aos Dominações. Cada um destes anjos tinha uma coroa na cabeça e estava sentado num trono sete vezes mais resplandecente do que o Sol.
No Quinto Céu também se encontra o anjo da vingança. É no Quinto Céu que os Coros Angelicais cantam os louvores a Deus durante a noite. Durante o dia estão em silêncio para que Deus possa escutar os louvores cantados em Israel.
Sexto Céu

Em hebraico o nome do sexto Céu é Zebul e o seu príncipe regente é Gabriel ou Zadkiel.

Neste reino, habitado por sete fênixes e sete querubins, estão guardados os registos de todas as atividades terrenas, quer sejam acontecimentos naturais ou ações humanas, os quais são estudados pelos anjos. Também é aqui que se guardam todos os infortúnios da humanidade, tais como furacões, pragas, terramotos e outros fenômenos da Natureza.

É aqui que habita o anjo da guarda do Céu e da Terra, formado a partir de neve e fogo, segundo os muçulmanos.
Pensa-se que é no Sexto Céu que os anjos estudam astrologia, ecologia e outros assuntos.
Sétimo Céu

Araboth em hebraico e o seu príncipe regente é Miguel. Outras autoridades atribuem a regência a Cassiel.

O Sétimo Céu é onde se encontra a Morada de Deus e o espírito dos seres humanos que ainda não nasceram.

Foi no Sétimo Céu que o profeta Isaías escutou Deus a estabelecer o plano de vida de Jesus na Terra.
É a morada dos Serafins, dos Potestades e do anjo Zagzaguel, o príncipe da lei divina, dos Querubins e dos Tronos.

Quarta sai creepypasta para vcs meu povo!

domingo, 2 de agosto de 2015

PuniTy (Recriação de P.T)

Calma meu povo não fiquem tão empolgados, pois apesar de ser uma recriação bem feita não contém todos os elementos do jogo, mas é ótimo para ter aquele gostinho para quem é pobre como eu nunca jogou no ps4.



"PuniTy", como Qureshi chama, é um projeto projetado como parte de uma oficina de modelagem (workshop) em 3D na qual Qureshi estará ensinando em setembro. Originalmente, Qureshi iria criar um apartamento simples não-aterrorizante devido à sua simplicidade simultânea, familiaridade e variedade de objetos que iria conter. No entanto, uma vez que o workshop é destinado a desenvolvedores de jogos, Qureshi decidiu tentar recriar o corredor assombrado infame.

A melhor notícia de todas é o que Qureshi fez com seu projeto: é gratuito para todos. Se você é proprietário de um PS4 que perdeu a sua cópia do PT ou talvez um proprietário Xbox / PC que nunca teve a chance de experimentar o jogo, você pode fazer o download para um PC, Mac ou Linux construir para si mesmo. Não é uma cópia exata do jogo - não há Norman Reedus no final, nem um loop através do corredor ad infinitum - mas é ainda melhor do que nada, e conhecendo a Internet, eu aposto que não irá demorar muito até alguém expandir os projetos de Qureshi.

Link para Download: http://jedlondo.itch.io/punity

quarta-feira, 29 de julho de 2015

A Escoteira

Estados Unidos, Nevada, abril de 2000.

Eu cheguei em casa mais cedo da escola, procurei por minha mãe, mas ela não estava lá.

Achei estranho, pois ela não tinha o costume de sair, então perguntei ao vizinho se ele havia visto minha mãe sair para algum lugar.

Ele me respondeu dizendo que ninguém havia saído, mas uma escoteira que vende biscoitos tinha entrado na minha casa.

Eu corri para dentro de casa e comecei a procurar por ela, de repente ouço o barulho do forno e vou até a cozinha ver do que se trata.

À medida em que ia me aproximando sentia um cheiro delicioso de biscoitos.

Quando cheguei vi uma garotinha adorável abrindo o forno.

Eu me aproximei e ela me ofereceu um biscoito, estava uma delicia.

Comi vários de tão bons que estavam, e quando acabei perguntei: Onde está a minha mãe?

Ela olhou pra mim com uma expressão totalmente diabólica e respondeu: No seu estomago.
(Autor do texto: Andrey Slv)

Deixe sua opinião nos comentários. 

SENSITIVOS