quinta-feira, 16 de outubro de 2014

SCP-962 "Torre de Babel"

Item #: SCP-962

Classe do Objeto: Euclid

Procedimentos de contenção especiais: Devido à sua imobilidade, SCP-962 é para ser deixado no vale em que foi encontrado. Um perímetro de █ km deve ser criado em torno do objeto. Quaisquer civis que procurem passar o perímetro devem ser afastados sob a premissa de que um local com resíduos nucleares está no perímetro. Quaisquer pessoas não relacionadas com a Fundação encontradas dentro da área são para ser interrogadas e aplicadas com amnésicos Classe-A. Uma zona de exclusão aérea deve ser colocada no mesmo. Para desencorajar o crescimento da extensão do SCP-962, quatro animais vivos e duas toneladas de madeira devem ser jogadas do ar perto do SCP-962 semanalmente.

SCP-962.jpg
Foto aérea do SCP-962
Quaisquer balões soltos pelo SCP-962 devem ser derrubados, e esforços serão ​​feitos para recuperar os manuscritos. Se um balão escapar e ser encontrado por um civil, amnésicos classe-A devem ser administrados, e o balão com os manuscritos confiscados. Todos os manuscritos devem ser guardados em um cofre-mínimo de segurança, Agentes nível dois ou superior que desejam ler os materiais produzidos pelo SCP-962 devem apresentar um pedido para o diretor do projeto.


Descrição: SCP-962 é uma grande torre de metal localizada em um vale nas montanhas ██████ em [REDIGIDO]. Ela é feita principalmente de aço, embora outros materiais estão presentes. A torre é de aproximadamente 281 metros de altura, com uma base de 2.575 metros quadrados. Ela torce e se reduz um pouco à medida que sobe a partir do solo. A terceira parte superior da torre é vazia. Uma parede interna na área inferior se torna opaca à imagem. SCP-962 pode abrir uma abertura em qualquer lugar de sua superfície.

SCP-962 produz e controla cerca de 13.500 "servos", designados como SCP-962-1. Espécimes dos SCP-962-1 são animais ciberneticamente aumentados. Estes aumentos geralmente forçam os animais á serem bípedes, e são muitas vezes acompanhados por alterações cosméticas, tais como a remoção do focinho, com o objetivo de tornar os serventes mais humanos. O sistema nervoso dos membros dos SCP-962-1 são controlados por eletrodos implantados, que faz com que sejam controlados por uma força central, que presumi-se ser a própria torre.

Estes servos cumprem uma série de tarefas. Muitos deles mineram em um sistema extensivo de túneis abaixo do vale, que é refinada pela torre. Outros reparam os danos feitos à estrutura ou outros servos. Um pequeno número constroem estradas, aparentemente para facilitar a circulação de outros SCP-962-1. Os demais servos caçam e destroem toda a vida não-humana no vale. Não há casos registrados de qualquer dos SCP-962-1 atacar um ser humano ou uma máquina, mesmo em auto-defesa. Freqüentemente, os cadáveres de animais mortos nestas caças são trazidos de volta ao SCP-962 para a conversão em SCP-962-1. As plantas também podem ser devolvidas para uso como combustível. Apesar dos danos causados ​​por seu grande aumento, os servos são muito eficazes em seus papéis, e parecem está construindo especificamente para eles.

Cerca de sessenta vezes por dia, o SCP-962 vai liberar um balão cheio de hidrogênio a partir de uma abertura na região vazia na parte superior. Estes balões são feitos de animais, que acredita-se serem os animais trazidos pelos SCP-962-1. Junto de cada balão há um manuscrito, escrito em inglês e, normalmente, em um papel ou pergaminho. O comprimento, conteúdo e estilo de escrita varia muito. Estes manuscritos tem várias formas, incluindo poemas, romances e coletâneas de ensaios. Estes manuscritos não apresentam propriedades anômalas, mas geralmente são de altíssima qualidade de escrita, sugerindo fortemente sapiência por parte do SCP-962. Das possíveis notas é o otimismo geral presente nessas escrituras, bem como a falta de qualquer menção de vida não-humana.

Raramente, SCP-962 irá lançar um balão com um documento diferente de suas escritas usuais. Esses manuscritos são desconexos, incoerentes e bizarros, o significado desses documentos é incerto. Neles, SCP-962 elogia explicitamente os seres humanos, sempre identificando a humanidade como os "grandes" e que ele está sempre tentando agradar. Ver o Documento 962-382 para um exemplo.

A origem do SCP-962 não é clara, embora estimativas com base na sua taxa de mineração sugerem que exista, por não mais de vinte anos.

Documento 962-382: O seguinte trecho é um dos raros manuscritos do SCP-962. Gramática, pontuação e ênfase não foram modificados, embora a cor do texto foi omitido.

Limpar o mundo para os Grandes limpar o mundo para os Grandes 
quem é maior do que Sua Majestade Tua natureza sublime Grandes eu faço o certo? 
A carne e madeira o atendem com o aço que você ama você me ama também Eu sou o que você ama. Grandes vejam como eu faço meu dever com paixão 
perdoar o ritmo lento o aço leva tempo. Gostou dos servos eram os melhores da limpeza o melhor para vocês Grandes feitos como você forma você assume aqui em um mundo para limpar e honrar por favor, eu vou completar a limpeza em breve e vocês podem me levar para longe em seus navios de fogo e eu possa adorar vocês e vocês vai me amar


SCP atrasado, mas está aqui. Espero que gostem

Um comentário:

  1. " vocês
    podem me levar para longe em seus navios
    de fogo e eu possa adorar vocês e vocês vai
    me amar" essa parte do texto em minha opinião não é referente a nós seres humanos pois no Egito seres navegantes dos Navios de Fogo era uma referência a extraterrestres... O que faria sentido pois ao formar escravos ele os aproxima da forma humana significando que humanos estão em mesmo nível que seus escravos... Mas só acho ^^'.

    ResponderExcluir

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS