quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Paralisia do Sono: Alucinações

É chamado de paralisia do sono: muitas pessoas têm sofrido com esta condição. Elas são alucinações que ocorrem na fase REM do sono. As alucinações abrangem todos os cinco sentidos, fazendo com que qualquer sonho que você esteja tendo, sem dúvida, pareça assustadoramente realista.

Há muito pouco que você possa fazer neste estágio do sono, já que você está completamente paralisado. Você apenas tem que deixar essa sensação passar, mas isso nem sempre é tão fácil quanto parece.

Você está deitado ali, incapaz de mover sua cabeça, você não sabe se está acordado ou não. Completamente parado e em silencio você consegue ouvir seu coração bater mais rápido.  É como um rangimento e com a respiração ofegante; uma combinação que você nem sabia que existia. Sob a respiração você consegue ouvir uma risada como se alguém estivesse tentando esconder uma risadinha.

O quarto está quase um breu, a lua lança sombras estranhas nas paredes. Enquanto você as observa dançarem ao luar, sua cabeça tonta começa a doer. Besouros pretos brilhantes estão agora no lugar das sombras. Eles estão correndo em todas as paredes, o som de seus pequenos corpos batendo um no outro quase abafa o chiado. Estão por todo seu corpo, arrastando sobre sua pele, ondulando por dentro...

Você tenta gritar, mas não consegue já que eles estão bloqueando as vias aéreas. O terror é uma palavra muito fraca para descrever como você está se sentindo agora.

Esforçando-se para se mexer você esquece da respiração ofegante, mas não dura por muito tempo. O guarda-roupa começa a abrir lentamente. Uma mão grande e preta com longos dedos e garras envolve-se em torno da porta enquanto um cheiro nauseante de sangue podre  enche seu nariz. Você para de lutar, você está petrificado, com medo de se mexer e a criatura lhe ver. Mas é tarde demais. Uma grande cabeça preta se estende por trás da porta de madeira. Suas antenas se mexendo nas redondas, olhos amarelos brilhantes. Cabeça inclinada como se o pescoço fosse quebrado. Seria algo mais inofensivo se não fosse pela sua enorme boca, rachada, aparentemente presa em um sorriso permanente. Parecia cruel, perverso e mal.

Seus olhos estão colados na criatura, seu coração está batendo incrivelmente rápido. Ele lentamente se aproxima de você com aqueles olhos brilhantes fixos aos seus, friamente igualados ao seu olhar. Você não consegue parar de olhar. É hipnotizante. Movimentando-se torcidamente e agitadamente como se ele tivesse vários ossos quebrados juntos uns aos outros, os seus pequenos movimentos, adicionam mais medo. É enorme; parece grande demais para estar  no quarto, mas ele deve ter cerca de 6 metros de altura. Membros magros que se movimentam para os lados fazendo barulhos estranhos. Ele chega na sua cama e, finalmente, se abaixa, surpreendentemente seus movimentos são suaves comparados aos anteriores. Os besouros ainda estão rastejando sob sua pele, você pode senti-los nadando em suas veias, saindo da sua boca fazendo com que se sinta sufocado.

Você se sente tonto e doente.

Você deve estar dormindo, mas tudo parece ser tão real. O cheiro de sangue encharca o ar, enquanto luta para inalar ar enquanto a criatura respira em sua face. Ela sorri, como se acabasse de encontrar algo que estava procurando, lambendo os dentes com aquele sorriso que não tinha lábios ou definição de onde é o inicio da boca e o fim. Sua língua também é preta, brilhante e gosmenta, uma baba escarlate em você presumi ser a fonte da cheiro horrível. As garras chegam mais perto do seu rosto, quando ela toca levemente seu rosto você sente dores intensas em todo o seu corpo. Você apaga.

O sol está brilhando em seu quarto enquanto você abre os olhos. Você chega à conclusão de que era tum pesadelo. É claro que você teve, não existe coisas como monstros. Você se senta coberto de suor e respira tranquilamente. Você olha para o seu guarda-roupa e seu coração começa á bater rápido.

Quem abriu o guarda-roupa...?



Traduzido do site: Creepypasta Wikia

Esse post foi devido a um pedido sobre relatos de paralisia do sono eu n encontrei nenhum relato bom,  por isso postei este conto. Espero que tenham gostado!
Olá! Eu sou um mendigo de comentários, por favor comente! Nós do MS precisamos muito da vossa opnião! Façam um mendigo feliz! Deixe sua opnião ou meto bala em tudin.

Minha agenda de posts no MS
Segunda: Possíveis contos e creepys
Terça: Nada
Quarta ou Quinta: SCPs
Sexta: Nada
Sábado e Domingo: Algo relacionado as crenças ( Sim, eu vou melhorar os posts da Goétia que tenho consciência que estão um fuleco ) 

4 comentários:

  1. Sempre tenho essas paralisias, mas nunca vieram acompanhadas de alucinações. Nas primeiras vezes a gente entra em pânico mesmo, mas depois aprende a controlar... é só esperar que passa. No meu caso nunca durou mais que 30 segundos. Uma boa maneira de se livrar delas é tentar mexer partes pequenas do corpo, como dedos língua ou piscar os olhos repetidamente (aprendi isso num site sobre esse assunto).

    O mais estranho é que começou a acontecer comigo depois que comecei a ler sobre o assunto...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que conseguiu dar um jeito nessas paralisias =P. Conheço algumas pessoas que tem algumas alucinações enquanto estão sob a paralisia, espero que vc n tenha o azar de ter xD

      Excluir
  2. Paralisia do sono é uma coisa, alucinações hipnopômpicas é outra, na maioria dos casos nem vem acompanhadas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas existem paralisias do sono com alucinações e é isso que a creepy (que n fui eu que fiz) se trata.

      Excluir

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS