Mídia Perdida- Christine Chubbuck (+16)

Nova série do blog! Traremos a vocês posts envolvendo mídias perdidas com caráter sombrio, macabro, mórbido. Abriremos a série falando da Christine Chubbuck, um dos casos mais famosos dessas mídias perdidas.

Vídeo da morte de Christine Chubbuck (gravado em 1974)

Christine Chubbuck foi uma jornalista da Flórida que trabalhou com WTOG e WXLT e ganhou notoriedade depois de se tornar a primeira pessoa a cometer suicídio ao vivo na televisão. O incidente causou choque em todo o país e deixou muitos se perguntando o quão profunda foi sua luta contra a depressão.

Panaroma Geral

Chubbuck nasceu em 24 de agosto de 1944 em Hudson, Ohio, filha de Margaretha D. "Peg" e George Fairbanks Chubbuck, ela também tem dois irmãos, Greg e Tim. Ela frequentou a Laurel School for Girls em um subúrbio de Cleveland conhecido como Shaker Heights. Durante seus anos na Laurel, ela brincando, formou um "Dateless Wonder Club" com outras garotas "rejeitadas" que não tinham encontros (o que viria a se tornar uma das principais causas de sua depressão levando à sua morte) no sábado à noite.

Uma foto de Christine Chubbuck

Chubbuck frequentou a Miami University em Ohio por um ano antes de frequentar o Endicott College em Massachusetts e se formar em radiodifusão na Boston University em 1965. Embora seus pais fossem divorciados, Chubbuck tinha um relacionamento próximo com sua mãe e irmão Greg, e passou os verões em uma casa de família vários anos antes de sua morte em Siesta Key. Ela teve dois namorados, um, na adolescência, que morreu em um acidente de carro, e outro mais tarde, que teve que terminar com ela porque seu pai não aprovava que ela namorasse um judeu.