terça-feira, 10 de dezembro de 2013

A escuridão

Aparentemente era uma noite como todas as outras, mas logo percebi que alguma coisa estava errada. A chuva estava muito forte e ao que parecia não pararia tão cedo, foi quando senti um frio na espinha.

Não sabia o porquê de uma sensação tão ruim e tampouco o que ela queria dizer, então ignorando complemente meus instintos fui deitar.

Acordei sobressaltada e tive a nítida impressão de que era observada, mas não tinha coragem de tentar enxergar na escuridão, então cobri minha cabeça com o lençol e para meu terror, senti que algo me tocava.

Queria gritar, mas o grito ficou preso na garganta, nesse momento me lembrei quando minha avó dizia, que a escuridão podia guardar segredos horríveis e amedrontadores, nunca acreditei no que ela dizia, era pura bobagem...

Depois de alguns segundos percebi que tudo estava quieto, ainda com o lençol sobre a cabeça decidi me dormir e virei para o lado, rezando baixinho para o meu medo ir embora e me sentindo uma idiota supersticiosa.

Alguns segundos depois, mais calma, decidi abrir meus olhos e para minha surpresa o quarto estava muito mais escuro, na penumbra... me senti momentaneamente aliviada, foi quando de repente percebi a escuridão se mover, senti meu braço ser agarrado e minha pele queimar, e para meu terror a escuridão sussurrou em meu ouvido:

Acredita em mim agora?


Por: 

Um comentário:

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS