sábado, 16 de novembro de 2013

Coroa de flores

Vamos chamar aquele homem de A.
A é uma boa pessoa, um bom pai e um bom marido e ficou triste por saber que sua mulher o estava traindo. A dormiu profundamente, enquanto B despertou.
B disse para a filha de A que iria lhe dar um presente.
"Oh, vamos juntos ao parque, vamos fazer uma coroa de flores! "
"Sim, papai, vamos!"
B foi ao parque com a filha de A, mas lá não haviam flores bonitas, então B ficou triste, enquanto C despertou.
C gostou das flores da vizinha de A. C pediu educadamente flores para a velha e mal humorada vizinha.
"Acha que vou dar uma das minhas lindas flores? Oh, me poupe."
C ficou muito triste e cortou as flores, a velha olhou-o aterrada e com lágrimas nos olhos.
A acordou de seu sono e foi acordar sua filha para a escola. A não achou sua filha, ficou preocupado, chorou.
A dormiu de novo, C despertou.
C procurou a filha de A. C achou a filha de A no saco de lixo da velha e rancorosa vizinha. C percebeu que a filha de A estava dormindo, então também dormiu. D despertou.
D quis que a vizinha também dormisse, mas ela não quis. D então resolveu fazer ela fechar os olhos.
D cortou os olhos dela, ela fechou com força os olhos, mas não estava dormindo, estava fingindo, os olhos estavam apertados demais, e não suaves. D ficou chateado, a vizinha estava fingindo dormir enquanto apertava os olhos e escondia-os com as mãos, então queria que ela parasse de esconder os olhos com as mãos. D cortou os braços da velha, a velha gritou. D não gostou dos gritos, ela fazia barulho demais. D cortou a garganta da velha, e ela dormiu.
A acordou e encontrou uma terrível bagunça na casa da velha, A se limpou e fez uma boa faxina na casa da velha.
A é uma boa pessoa, enquanto a velha dormia, ele a colocou delicadamente no sofá. A estava feliz de ter se tornado amigo da vizinha.
Então A pegou sua filha cuidadosamente,  ela estava se despedaçando e isso era estranho, e a levou para casa.
A mulher de A estava em casa, por algum motivo, ela gritou com A. A dormiu e B acordou, B estava triste porque a mulher de A estava gritando com ele, então C resolveu ajudar B e o mandou dormir, C quebrou o vaso favorito da mulher e mandou-a se calar. A mulher não se calou, C jogou um prato nela, ela se irritou mais e bateu em C. C fugiu e D despertou.
A mulher chorava, provavelmente de raiva. A acordou e gritou :
"Amor, não chore! Desculpe! Desculpe! Não deveria ter passeado com a nossa filha! Me desculpe!" 
"Fique longe de m..mim! ONDE ESTÁ MINHA FILHA?! VOCÊ A MATOU!!"
A não entendeu o que ela disse e correu.
D ficou paralisado enquanto ouvia a mulher. D se irritou e bateu na mulher, ela gemeu e dormiu. D ainda estava bravo, então abriu a mulher com um facão, arrancou suas tripas e espalhou pelo cômodo.
A voltou com as flores da vizinha e fez, finalmente, uma coroa de flores para sua filha. A ficou triste quando a coroa se misturou ao cérebro exposto da filha, então D quis deixar A igual a filha e lhe deu um tiro na cabeça. Os pedaços do cérebro de A se misturou com as lindas pétalas que haviam caído no chão, agora os dois tinham coroas de flores em seus cérebros.

Enviado por: Iroha

Minha reação: O.o

2 comentários:

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS