quarta-feira, 26 de junho de 2013

City Fears - Part.01

Medo... O que seria o mundo sem medo? O mundo em si é dominado pelo medo. O medo de morrer, o medo de perder entes queridos, o medo de nunca conseguir o que quer, etc... Mas não existe somente medo. Existe amor, alegria, tranqüilidade, entre outros... Mas agora imagine um mundo formado por medos. Onde não existisse nada alem da materialização dos medos humanos. Imaginou? Bem, essa vai ser uma estória que tentarei trazer os medos da humanidade de uma forma diferente, ou simples, e talvez ate medonha. No corpo e pensamentos do personagem Julio.

-Mas que droga de creepy lixo. De onde ele tirou essa faca em? Há vá criar algo descente cara!
Estou indignado, não encontro nenhuma estória de terror boa na internet. Nenhuma me dá medo, isto é decepcionante. Em pensar que a pouco tempo atrás eu tremia de medo vendo vídeos de creepypastas no youtube. Hoje em dia não sinto medo vendo filmes de terror, me assusto claro, afinal ninguém espera um fantasma cantor de rock pesado, saindo de um corredor escuro cantarolando o seu solo vocal medonho.

Vou beber um pouco de água para ir dormir... Escoro minhas costas na geladeira. Que dia chato... Definitivamente não gosto de dias assim. A garota que eu gosto saindo com outro, meus amigos em festas e eu aqui, lendo creepypastas lamentando não sentir medo. Que deplorável. Ficar deprimido na madrugada não é uma boa... Vou ficar pensando no passado a noite inteira e não conseguirei dormir. Vou ler uma última creepy para esquecer isso e depois irei dormir que é o melhor que eu faço.

Encontro uma creepy com o titulo: ‘’Qual é o seu medo?’’. A creepy falava sobre os medos das pessoas e de como isso pode afetar cada uma... Eu não sei qual é o meu medo. Quem sabe eu não tenha medo de nada... Já me imaginei nas piores situações possíveis. E agora sinto que nada que seja possível possa me afetar. Quem sabe algo impossível me afete? Bem, mas como o nome sugere isso é impossível. Ao termino da creepy, estava a pergunta: ‘’Qual é o seu medo?’’

-Eu não tenho medo de nada! Nada desse mundo me atinge!’’- Respondo a pergunta imposta na creepy com um pequeno sorriso de desesperança. Como eu quero algo interessante para fazer... Mas se não tenho medo, nenhum jogo que mexe com o sobrenatural irá criar aquela sensação buscada ao se jogar.
-Não tem medo? Quem sabe o medo de todos o afete!- Fala com uma voz fraca e um tom debochado algo logo atrás de mim. Sinto um arrepio subindo minha espinha e chegando aos meus cabelos. Todos os pelos de meu corpo vibram. Medo? É isso que estou sentindo agora? Viro-me rapidamente e vejo um vulto passando pela porta do meu quarto. Corro para ver quem estava fazendo essa brincadeira comigo, mas não vejo ninguém. Será um serial killer? Estou lendo muitas creepys de psicopatas para pensar em algo assim... 

Vou ate a cozinha. Pego uma garrafa de água e começo a beber. Mas que droga, aquilo foi minha imaginação?
-Não, não foi!- A mesma voz fraca vem da sala logo após a cozinha. Droga... Seja lá o que for esta lendo meus pensamentos... Como isso é possível?
-O que você é?- Pergunto firmemente sem demonstrar o medo que estava sentindo.
-Bem, senhor ‘’nada me afeta’’... Pode me chamar de Ágato!- Responde o ser agora visível, aparentemente é alguém encapuzado e esta andando em minha direção
-E o que você é Agato?- Pergunto com a voz um pouco tremulo. O medo em mim já estava a ponto de me fazer perder os sentidos...
-Exatamente isso... Eu sou o Agato!- Afirma com uma foz mais entendível, abandonando aquela fraca voz anteriormente. Estou com medo, ele esta, muito próximo a mim... Pego uma faca de cozinha e tento acertá-lo.
-Você não pode me acertar!- Afirma me abraçando.

Acordo no chão da minha conzinha com a faca na mão. Mas de certa forma tudo esta diferente... Com um aspecto acinzentado. Não tem nada nas gavetas, nem nos guarda-roupas, porta-jóias, na geladeira... Nada, não há nada nessa casa além dos moveis. O que esta acontecendo aqui? Escuto uma batida na porta. Ao olhar pelo olho-mágico vejo um homem com um saco na cabeça, completamente ensanguentado.  Assustado mudo meu olhar para o céu. O céu esta escuro, obviamente esta de noite, mas... A lua parece estar em um eclipse, apenas aquele circulo de luz, mas o mais assustador é que o céu esta como uma imagem de uma televisão velha... Esta tremendo como se estivesse a ponto de perder o sinal... Agora que percebo... Existem várias sombras atrás de mim e vultos passando por meus lados... Onde eu estou?

Escrito por: Luan

Continua...

Gostaram? Querem que eu continue? E só mais uma pergunta... Qual é o seu medo? ~Luan

2 comentários:

  1. tenho medo de injeção, hospital, aranhas, assombração, medo de perder entes queridos, tenho medo de magoar as pessoas tbm. Ps: tem q terminar, estou curiosa pelo resto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tudo der certo pretendo continuar. Mas estou muito desanimado para escrever qualquer coisa agora... Talvez eu passe um longo tempo sem postar nada... mas tentarei terminar... ;D

      Excluir

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS