sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Olhe a Câmera

Eu me mudei para minha casa há cinco anos. Nos últimos dois anos, houveram coisas estranhas. Tudo começou em outubro de 2004. Notei passos estranhos, mas dei de ombros, pensando que havia provavelmente uma explicação para eles. Meu filho de dezesseis anos, Michael, dormia no quarto andar de baixo enquanto sua irmã e eu temos nossos próprios quartos no andar de cima.

Eu acordava de manhã com Michael dormindo no chão do meu quarto. Ele, a princípio, ouviu barulhos estranhos e logo viu sombras em movimento em toda a sala. Ele veio correndo de seu quarto um dia, porque um plug voou da tomada. Eu coloquei a culpa nas falhas elétricas. Ele sentiu algo roçando nele também.

Eu namoro Mike há um ano e agora se ele mudou para cá em abril. Na primeira noite, Mike não conseguia dormir com o barulho de alguém se movendo para cima e para baixo nas escadas. Ele sempre olhava, mas nunca havia nada lá. Ele sempre dizia: "Você ouviu isso?" Eu estava acostumada a ouvir isso.

Quatro meses atrás, Mike estava sentado em frente ao computador ao lado da porta do quarto de Michael e ele pulou de dor. Ele levantou a camisa e encontrou um arranhão profundo em seu estômago. Não havia instrumentos cortantes sobre a mesa e nenhuma explicação possível para isso. O computador sempre agia estranho com ele, mas não com ninguém mais na família. Eu também estou notando sombras com o canto do meu olho e tento dizer que é minha imaginação.

Estávamos deitados na nossa cama há duas semanas assistindo TV. Eu deitada mais próximo da porta e vi uma sombra que ia para o quarto da minha filha. Mike levantou-se e disse-me que também viu. Pela primeira vez, eu estava completamente apavorada. Eu tive de dormir no outro lado da cama.

Tudo foi esquecido, mas há dois dias Mike estava sentado em frente ao computador novamente, segurando um pedaço de papel de desenho em seu colo. O papel bateu no seu olho de alguma forma e tirou um pedaço de sua córnea. Ele foi internado no hospital e está com muitas dores. Ele não pode explicar como o papel bateu no olho do ângulo que ele estava segurando no colo, mas sabemos que, mesmo que ele tentasse fazê-lo em si mesmo, seria impossível.

No início, eu pensei que era apenas um fantasma do tipo travesso, mas agora eu estou começando a ficar muito preocupada com essa coisa de agredir meu parceiro. Não é mais travesso, mas mal. Eu me pergunto se ele é a sombra que sempre esteve comigo, que eu sempre vi com o canto do meu olho ... ou se é algo que já estava na casa.

Duas semanas atrás, meu filho veio gritando do banheiro dizendo que ele tinha visto um rosto sangrento envolto em um lençol sujo. Ele se matou na sexta-feira e estamos todos abalados além de palavras.

Sua nota de suicídio, dizia: "Eu consegui mamãe. Olhe a câmera."

Essa era a foto que havia...


Fonte: http://creepypastapuro.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS