quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Krampus


"Se você não se comportar o Papai Noel não vai te dar nenhum presente no Natal!" Quem não ouviu essa frase antes? Talvez alguns não tenham ouvido, mas a maioria já teve que parar uma traquinagem pela metade após ouvir essa frase.

O que não sabíamos realmente é que essa frase tem uma profundidade muito maior do que se imagina. Essa expressão não é totalmente contemporânea, na verdade ela tem sua origem na idade média. Uma época em que 'Papai Noel' tinha outro nome e a expressão dita as crianças era: "Se voce não se comportar, Krampus virá te buscar no Natal." 

O que alguns não sabem é que o 'Papai Noel' não surgiu por acaso ou de uma grande jogada de marketing. Ele tem uma origem muito antiga, uma origem cravada a centenas de anos pelo cristianismo e/ou pela igreja católica. A versão que se acredita hoje da origem do 'bom velhinho' descende do santo católico São Nicolau de Bari.


Reza a lenda que quando bispo São Nicolau salvou três moças de serem vendidas por seus pais como escravas ou prostitutas logo após as festividades do natal, pois seus pais não possíam dinheiro para casá-las (isso era muito comum na época). Então vendo o drama das moças, na noite de natal jogou pela janela do quarto, enquanto elas dormiam, três pequenos sacos  com o dinheiro necessário para que pudessem casar.

Então é assim que nasce o ato consumista de presentear no natal.

Considerado santo pela igreja São Nicolau era visto na antiguidade como protetor das crianças e a maioria de seus "milagres" ocorreram nas noite de natal, eis então o motivo da associação de sua figura com as festas natalinas e com os presentes às crianças.

Agora vamos associar duas coisas distintas: o bem e o mal.
O fato é que com o passar do tempo São Nicolau ficou conhecido por visitar as crianças no natal e presentea-las proporcionando alegria a quase todas.

Diz-se quase todas porquê só ganhavam os presentes as crianças obedientes e puras de coração. Já aquelas  que não conseguiam atinguir os critérios desejados pelo santo conheceria sei fiel ajudante: um demônio chamado Krampus.

Isso mesmo! Um "santo" trabalhando lado a lado com um demônio na noite de natal. Enquanto a função de São Nicolau era de presentear as boas crianças a de Krampus era castigar e muitas vezes desaparecer com as crianças más.

Como se observa nas figuras, Krampus não possui nada da estilística cristã e nem poderia, pois esse demônio é uma representação "pagã" (Lembrando que o termo pagão foi criado pelo cristianismo. Que passou a denominar pagão tudo ou qualquer crença fora de seus ensinamentos). Essa figura associou-se a São nicolau através da crença popular.

Na Europa, bem no início da grande difusão cristã, o povo ainda adorava algumas divindades que eram conhecidas por proporcionarem boas colheitas e muita fartura. Haviam diversas festividades que ocorriam principalmente no solistício de inverno. Há menção de que haviam sacríficios humanos para essas divindades.

Uma das tradições do povo local era que quando havia uma boa colheita os cidadãos se fantasiavam de Krampus e batiam nas portas das casas visinhas pedindo comida em troca da boa colheita que haviam proporcionado. Essa junção de comemorações vinculou Krampus ao natal e futuramente à São Nicolau e as crianças que não se comportavam bem durante o ano.

Krampus deriva da palavra alemã "Krampen" que significa garras.

Krampus é sempre descrito como uma criatura alta com pernas semelhantes as de um fauno. Seu corpo é totalmente coberto por uma pelagem negra, possui tambem uma longa calda que se move constantemente de um lado para o outro e pode ser usada como arma para derrubar suas vítimas. De sua grande boca destaca-se uma gigantesca língua roxa e de sua cabeça dois longos e ameaçadores cifres que se entortam. Sem dúvida é uma criatura assustadora de se ver.

Seu objetivo é punir os pequenos desobedientes com uma boa surra ou desaparecer com eles para sempre. Ele simplesmente os coloca em uma espécie de cesto que carrega em suas costas, amontoando-os.


Krampus ainda sobrevive ao tempo e em alguns países ainda existe algumas comemorações que envolvem esse sombrio personagem. A cidade de Graz na Áustria é uma delas, onde jovens fantasiados saem às ruas à fim de assustar as pessoas. Eles chegam a bater nas portas para que as crianças atendam e se assustem. Existem tambem comemorações em áreas rurais onde é comum que essas pessoas fantasiadas, ao encontrarem uma criança ou até mesmo adultos lhe deem uma 'pequena' surra. Portante em alguns locais é melhor não sair de casa na noite de natal.

Mas talvez nenhum lugar esteja à salvo das travessuras de Krampus, inclusive ai na porta de sua casa. Se a campainha tocar na noite de natal, faça uma pergunta para si memo antes de atender: Eu me comportei esse ano?

Vejam algumas fotos e um vídeo da comemoração em Graz, Áustria, 2010.









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS