quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

A Origem de Toy Story

Eu nunca vou esquecer aquele dia. Aquele dia em que toda a minha perspectiva mudou para sempre, pensei que tudo já estava esquecido, mas teve a terceira parte... Foi ai que me lembrei...

Todo mundo ama este filme, para mim, é repugnante, e não posso acreditar no sucesso que fez, estou falando da famosa trilogia de Toy Story. Poucos sabem as verdadeiras origens desta criação macabra.

Foi em 1991, quando começou, a Pixar queria mudar "um pouco" o público em que estavam focando suas produções, e a Disney, impulsionada pelo sucesso do 'O Rei Leão', quis mudar para ver como funcionaria, como seria a audiencia num mercado "mais adulto".

Sei disso porque eu trabalhava na manutenção, pagavam muito bem, mas era exigido que algumas coisas nunca deviam ser ditas. Como isso.

 A Pixar tinha planejado uma história, não se sabe por quem foi criada, mas, supostamente, seria uma "obra-prima" bizarra do cinema que se chamaria Toy Story.

No começo era apenas um curta, antes de passar nos cinemas tiveram que fazer uma alterações e algumas pessoas foram contratadas para assistir e poder dar opiniões e sugestões, em troca de algum dinheiro, claro. Como eu precisava, aceitei sem hesitar, um erro terrível...

Tinha um total de seis pessoas, dois executivos da Pixar, três pessoas eu não conhecia e obviamente eu. O filme começa com uma canção de ninar muito macabro, quarto de Andy estava escuro e letras pequenas farão os personagens de Toy Story.

Devido a tecnologia da época a animação era muito pobre, mas era apenas um teste e tinhamos que prestar atenção. A sala estava iluminada, Andy estava chorando, mas de uma forma mais do que real, um grito se espalhou e a tristeza era profunda, a música para e e é possível ouvir o choro mais nitidamente, isso aconteceu por cerca de dois minutos.

O choro para e agora acontece uma discussão, as cenas se alteram para os pais de Andy, discutindo a beira da escada, a mãe está grávida, os diálogos não são distinguíveis, só escutamos gritos, apenas.

Agora vemos Andy, que leva Woody e Betty e começar a brincar com eles, Betty está ao lado de suas ovelhas, enquanto Woody tem um sorriso macabro. Em seguida, Andy pegou Barbie e Ken, Andy simula a discursão dos pais, ele pega Woody e Betty e começa a espancar os outros dois bonecos.

Ecoa pela casa um grito agudo, e vemos agora a discussão dos pais de Andy, o pai de repente joga a mãe das escadas, que bateu a cabeça várias vezes e acaba deitada no chão, cercado de uma piscina extremamente realista de sangue, ele começa a ouvir um bebê gritando em desespero, seus gritos se tornaram cada vez mais profundo e forte.

Voltamos a Andy, que percebe o que está acontecendo, pega uma faca debaixo da cama e ataca seu pai, os gritos de partir o coração estão em sua mente, como se essa pessoa foi infeliz estivesse no mesmo quarto que nós.

O pai de Andy está morto, mas é Andy continua esfaqueando-o, em seguida, faz um corte profundo no braço do pai e o joga da escada. Andy vai até sua mãe e a observa, os gritos do bebê estão se tornando mais insuportáveis e real. Neste momento, Vemos na tela do vídeo uma foto de um bebê com poucos meses de idade, sem braços e pernas e um homem começa a sufocá-lo até que o bebê fique em silêncio, os gritos são semelhantes aos ouvidos desde o início da animação.

Andy sobe as escadas e volta para seu quarto levando Woody nos braços. Woody estava VIVO e Andy não parece se achar isso estranho, Woody se levanta e começa a consolá-lo, dizendo: "isso tinha que acontecer algum dia, não é sua culpa."

Andy foi baleado e no chão começou a chorar e bater a cabeça no chão até que começasse a sangrar, enquanto Woody vai debaixo da cama e pega outra faca, Andy pega a faca e diz "isso tinha que acontecer algum dia."

A tela escurece e só podemos ouvir a criança chorar em desespero, por cerca de cinco minutos, e aparece uma foto de uma criança real, não em animação, esfaqueada e sob as mesmas condições que o bebê da foto anteroir: sem braços ou pernas.

Então termina o 'filme', o silêncio era inevitável, os executivos da Pixar estavam furiosos e sairam batendo a porta, os outros sairam correndo e eu fiquei ali, imóvel e desatei a chorar. Na hora de sair do quarto, um homem me pediu desculpas e disse-me para não comentar nada do que tinha visto e que iria investigar o que tinha acontecido.

Anos mais tarde, Toy Story foi lançado com uma história muito diferente e com qualidade de imagem e áudio muito superior ao da gravação original, mas vendo os personagens me lembro daquele tempo horrível, onde os sonhos de um louco se materializou em algo tão inocente: os brinquedos de uma criança.

Toy Story chegou aos cinemas com a mesma história inocente, e só eu e cinco outras pessoas sabem da verdadeira origem desse filme. Nunca mais tive notícias das pessoas que assistiram a animação comigo áquele dia... Fico muito enojado ao ver que tantas pessoas seguem esta criação macabra sem saber suas reais origens: o terror.

Fonte: http://creepypasta.wikia.com/

3 comentários:

  1. Poxa vida, Ladydias, essa foi animal!
    Curti pacas!!!

    ResponderExcluir
  2. Eu trabalhei nos Estúdios da Walt Disney e Pixar mas nunca me falaram isso sobre Toy Story,sempre com aquela cara macabra.
    Bom,agora que li esse artigo,fiz um vídeo moral e postei no Youtube retratando em imagens esse filme.O nome do vídeo é "My Creepy-Toy Story-Retratos".

    ResponderExcluir

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS