sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

A Morte de Jane a Assassina

Janne e Jeff como sempre continuavam assassinando todos que viam ou ouviram falar deles. Em uma noite na qualquer, entraram em uma casa novamente. Haviam uma menina pequena em um quarto e logo ao lado, estava seu irmão em um outro quarto.

Jeff olha fixamente para Janne com seus olhos doentios, murmurando:

-Eu cuido da garota. - Ele aponta a faca para o quarto da menina. - O garoto é seu.

Janne balança a cabeça positivamente e entra no quarto do garoto e reconhece aqueles traços infantis. Era seu irmão caçula. Ela fica muito triste e espera por Jeff.

Após alguns minutos, Janne ouve os gritos abafados da garota vindo do outro quarto e olha para seu irmão, deixando as lágrimas rolarem em seu rosto.

Jeff havia cortado os pulsos da garotinha, e quando notou que estava morta, decapitou-a, pendurando sua cabeça no mobile acima de sua cama.

O irmãozinho de Janne acordou, e reconheceu a silhueta feminina sentada em sua cama, logo a sua frente. Ele exclamou seu nome e ela só pôde dizer: "Shhhh!" Eles se abraçaram, e quando isso ocorreu, Janne começou a soluçar por não conseguir mais segurar o choro.

Minutos intermináveis se passaram, e então, Jeff aparece na porta. Ele leva seus olhos até Janne e se surpreende ao vê-la abraçada com o garoto. Com raiva, ele grita:

-Porque está chorando? - Seus olhos negros brilhavam de fúria. - PORQUE NÃO O MATOU?!

Janne, entre suspiros chatiados, diz:

-Ele é meu irmãozinho. - Ela desviou os olhos dos de Jeff. - Não posso matá-lo, Jeff! Não posso...

Jeff anda rapidamente em direção aos dois, e pega Janne pelos cabelos, levantando-a do chão. Ela dá um leve grito de dor e seus olhos se encontram. Ela começava a ficar desesperada.

-Ou você o mata, ou eu mato você. - Jeff disse de forma estranhamente tranquila. Porém, seus olhos negros mostravam o ódio latente.

-Não posso, Jeff. - Ela olhava para ele com o olhar suplicante. - Não posso...

-Eu sabia que você era fraca! - Ele cospe no chão. - INÚTIL!

Jeff se enfurece, e crava a faca no abdome de Janne. O ar foge dos pulmões dela, e tudo que ela fez foi guiar seus olhos para a faca e então para Jeff novamente. Ele a atira com violência no chão. Porém, ele continuava olhando-a. Quando ele colocou o dedo entre os lábios, para que ela se calasse, ele viu os lábios dela se moverem e silenciosamente desenharem as palavras: "Eu te amo, Jeff."

-NÃO DIGA ISSO! - Ele corre em direção a ela, dando-lhe um chute no peito. Segura-a no chão e sobe por cima de seu corpo, e começa a diferir socos no rosto de Janne, gritando:

-Você não me ama! Você mentiu! Você é fraca!

Sem mais delongas, Jeff tira a faca do abdome de Janne e crava em sua cabeça.

O garoto viu lágrimas rolarem do rosto de Jeff, e então, ele guia seus olhos psicóticos em direção ao menino, levanta-se e calmamente diz: "Shhhh! Vá dormir!"

Os gritos do garoto foram ouvidos por todo o quarteirão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS