terça-feira, 25 de junho de 2013

Desejo Suicida

Victor leu em algum lugar que a MORTE causava a melhor sensação que o ser humano poderia sentir. Não se importou e nem sequer pensou que isso era loucura, acreditou no que leu e se tornou obcecado. Carrega dentro de si a curiosidade de saber como seria essa experiência, mesmo sabendo as consequências...

Era um adolescente deprimido de poucos amigos e nunca se importava com nada, nem ninguém, nem mesmo com sua família. Sempre afirmava que sua vida era sem graça e sem sentido, jamais se sentira feliz.  Achava que podia haver algo de errado consigo.

Ele tentava se encaixar, mas não conseguia compreender os hábitos rotineiros e cansativos das pessoas. Não queria aquilo, não sentia que aquilo era parte dele. Passava horas imaginando uma forma de ceifar sua própria vida. Qual seria a forma mais prazerosa?

Nunca falava sobre isso com ninguém, apenas guardava esse pensamento no mais profundo e obscuro de seus desejos. O que ele não sabia era que antes de ele saborear essa “sensação” teria que experimentar a dor mais insuportável que uma mente decrépita pode imaginar.

Sua obsessão o levou a pesquisar mais sobre o assunto e acabou por descobrir um fórum na Deep Web brackfastpeople.com onde os participantes se encontravam para jantar... E ele seria o prato principal... Bom isso não importava, ele queria!

Conversou com um membro chamado Canibalis 21, e acertaram os detalhes do encontro. Victor fugiu de casa no meio da noite e estava super excitado com a situação que estava por vir. Chegando ao local marcado ele viu uma mulher vestindo uma capa negra segurando uma faca, então teve certeza: Estava na hora.

Ela o levou até os fundos de uma casa abandonada, lá havia uma mesa com amarras e alguns instrumentos de tortura, não havia mais volta! Durante todo esse tempo um não havia visto o rosto do outro, as máscaras eram regra do encontro. Victor não hesitou, em momento algum pensou em desistir, deitou-se na mesa e foi preso nas amarras, o som da faca sendo amolada era como música.

A mulher começou pelos membros, rasgou um pedaço da pele e sentiu  cheiro de carne crua subir, o pedaço cortado foi saboreado enquanto os gritos de Victor  ecoavam pelo lugar. Ela continuou a corta-lo e comer o que podia, quando não pudesse mais comer o fatiaria por puro prazer.  A boca ensanguentada e a carne passeando por seus dentes e língua fazia com que Victor se sentisse bem, apesar da situação, foi nesse momento que começou a sentir... Sua alma aos poucos se deslocava de seu corpo e a sensação era de que o sacrifício da dor estava sendo recompensado. Louco? Talvez...

Antes de morrer escutou a voz da mulher a sua frente e para seu espanto...

Não deu tempo se surpreender mais... Havia sido devorado.
_______________________________________________________________________________

A polícia local estava horrorizada com a cena do crime. A notícia que rolava pela cidade era: Mãe canibal devora próprio filho e depois se mata.
_______________________________________________________________________________

Enfim, Victor não era tão diferente assim...

Escrito por Ladydias

3 comentários:

  1. eu li essa creepy a um tempão, não sabia q era sua. Eu tinha curtido, agora mais ainda. Você escreve bem demais, isso eu já havia dito. O q te inspira?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Anna :D Fico muito feliz que goste de minhas "histórias". ^^

      MUITISSIMO obrigada pelas visitas e comentários \o/ \o/ \o/

      A minha inspiração são sempre Meus pesadelos...

      São eles que me dão as idéias e eu as desenvolvo (às vezes nem precisa de informações adicionais), fico revoltada quando tenho "O" pesadelo e não consigo me lembrar os detalhes para escrever.

      Excluir
    2. vc me lembrou a Ann Radcliffe, ela comia umas coisas bem pesadas antes de dormir para lhes dá pesadelos e escrever as estórias incríveis dela. Então uns bons pesadelos pra vc continuar a escrever essas coisas assustadoras.

      Excluir

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS