sexta-feira, 5 de julho de 2013

Torturas Medievais – Final

Garras de Gato

Uma espécie de rastelo usado para açoitar a carne dos prisioneiros.


 Pera

Instrumento metálico em formato semelhante à fruta.
O instrumento era introduzido na boca, ânus ou vagina da vítima e expandia-se gradativamente.
Era usada para punir, principalmente, os condenados por adultério, homossexualismo, incesto ou "relação sexual com Satã".

Máscaras

A máscara de metal era usada para punir delitos menores.
As vítimas eram obrigadas a se exporem publicamente usando as máscaras.
Neste caso, o incômodo físico era menor do que a humilhação pública.

Cadeira das Bruxas

Uma espécie de cadeira na qual a pessoa era presa de costas no acento e as pernas voltadas para cima, no encosto.
Este recurso era usado para imobilizar a vítima e intimidá-la com outros métodos de tortura.



Pêndulo

Um dos mecanismos mais simples e comuns na Idade Média.
A vítima, com os braços para traz, tinha seus pulsos amarrados (como algemas) por uma corda que se estendia até uma roldana e um eixo.
A corda era puxada violentamente pelo torturador, através deste eixo, e deslocava os ombros e provocava diversos ferimentos nas costas e braços do condenado.
Também era comum que o carrasco elevasse a vítima a certa altura e soltasse repentinamente, interrompendo a queda logo em seguida. Deste modo, o impacto produzido provocava ruptura das articulações e fraturas de ossos.
Ainda, para que o suplício fosse intensificado, algumas vezes, amarrava-se pesos às pernas do condenado, provocando ferimentos também nos membros inferiores.
O pêndulo era usado como uma "pré-tortura", antes do julgamento.

Potro

Uma espécie de mesa com orifícios laterais.
A vítima era deitada sobre a mesa e seus membros (partes mais resistentes das pernas e braços, como panturrilha e antebraço) presos por cordas através dos orifícios.
As cordas eram giradas como uma manivela, produzindo um efeito como um torniquete, pressionando progressivamente os membros do condenado.
Na legislação espanhola, por exemplo, havia uma lei que regulamentava um número máximo de cinco voltas na manivela; para que caso a vítima fosse considerada inocente, não sofresse seqüelas irreversíveis.
Mesmo assim, era comum que os carrascos, incitados pelos interrogadores, excedessem muito esse limite e a vítima tivesse a carne e os ossos esmagados.

Gaiolas Suspensas

Eram gaiolas pouco maiores que a própria vítima.
Nela, o condenado, nu ou seminu, era confinado e a gaiola suspensa em postes de vias públicas.
O condenado passava dias naquela condição e morria de inanição ou frio, em tempos de inverno.
O cadáver ficava exposto até que se desintegrasse.




Cremação

Este é um dos métodos de execução mais conhecidos e utilizados durante a inquisição.
Os condenados por bruxaria ou afronta à igreja católica eram amarrados em um tronco e queimados vivos.
Para garantir que morresse queimada e não asfixiada pela fumaça, a vítima era vestida com uma camisola embebida em enxofre.





Como podem ver, o ser humano sempre teve tendência homicida e maligna, está em sua natureza. E é assim até os dias de hoje.
Certo dia, navegando na famigerada e temida Deep Web, me deparei com um vídeo que, apesar de não me causar perturbação nenhuma, era terrível:
Um cara encapuzado raptou uma mulher grávida. Levou para uma casa, a espancou e a estuprou várias vezes.
Como se não bastasse, ela foi inteiramente mutilada por seu raptor. Após isso, ainda, ele cortou a barriga da mulher e retirou o bebê, de uns 06 meses.
Sabem o que ele fez após isso? Pasmem:
ELE COMEU A CRIANÇA....
Nunca se sabe, realmente, o que se passa na cabeça de alguém, por mais que se tente.
Eu disse que o vídeo não me causou perturbação porque nada me deixa perturbado, não porque sou psicótico, OK?
Por isso nunca me canso de dar um conselho:

O ÚNICO ANIMAL QUE VOCÊS DEVEM TEMER É O SER HUMANO...

10 comentários:

  1. o.O pq tem gente assim? E dizem q isso é da natureza humana (então nós somos a pior espécie de animal q existe).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A realidade é essa mesmo. A natureza humana é a pior possível. Mas temos o dom do "Livre Arbítrio". Mesmo assim, muitos sempre escolhem o caminho errado.
      Obrigado pelo comentário, Linda...

      Excluir
    2. É a pura realidade. Está na natureza do ser humano ser malvado, não adianta. Mas depende muito da pessoa (pais, parentes, etc.) que molda nosso caráter com o passar dos anos, além de termos nosso "Livre Arbítrio". Mesmo assim, há pessoas que, sabendo que o caminho é errado, ainda vai por ele, como assassinos, estupradores, drogados e por aí vai.
      Muito obrigado novamente por ter comentado, minha fiel leitora...
      Beijos

      Excluir
  2. Nossa,que horror :( que tipo de pessoa faz isso com uma grávida e como uma criança?QUEM?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, Wolf, e você ainda não viu nada. Há coisas bem piores que isso ainda. Um exemplo é o post "Bonecas Sexuais Humanas", que está aqui no site. Dá uma lida pra você ver que coisa terrível.
      Valeu pelo comentário...

      Excluir
  3. Alucard - O ser humano é o unico ser que se diverte com a desgraça da própria especie

    Somos terríveis gente! e.e

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sobre o vídeo, odeio admitir que ja vi piores '-'

      Excluir
    2. Verdade, Ciber. Há coisas ainda piores que a mente humana é capaz de fazer só por diversão. Se eu pudesse, postava alguns vídeos da Deep Web pra mostrar o que é a cruel realidade que a imprensa e o governo sempre escondem.
      Valeu pelo comentário...

      Excluir
  4. O q acontece se vc posta videos da deep web?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na realidade, pode não acontecer nada. Mas pode ser que o site em que você posta pode remover o vídeo e, pelo endereço do seu IP, te processar ou coisa parecida. Além do mais, a Surface Web não permite que ninguém realmente saiba da realidade.
      Espero ter ajudado, obrigado pelo comentário.

      Excluir

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS