terça-feira, 25 de junho de 2013

A Maldição do Lobisomem – Parte 06


“Movimentos noturnos
Enquanto abandonamos nossos casulos
Antenas ligadas em vibrações não humanas
Moldando as cidades do mundo que está por vir”

Características Diversas

Formas Múltiplas

Como já vimos, os Lobisomens podem assumir a forma humana e lupina, assim como três outras formas intermediárias. Uma dessas formas é a Crinos, o temido “Homem-Lobo”, formado pela metade de cada um, a verdadeira encarnação da fúria interior dos Lobisomens. As outras duas assemelham-se às formas humana e lupina, respectivamente, mas são maiores e bem mais selvagens.

Imunidade a Ferimentos

Um Lobisomem não é realmente imune a ferimentos, mas é capaz de regenerar ferimentos a uma velocidade impressionante, e isso é natural, não como os Vampiros, que precisam de certos poderes sobrenaturais. Apenas se um lobisomem receber ferimentos realmente agravados reduzam muito sua força (ferimentos fatais aos humanos normais) é que ele é retardado por muito tempo. Contudo, os ferimentos causados por armas de prata, por fogo e pelas garras e presas de outro de sua espécie (ou outras feras sobrenaturais) não podem ser regenerados tão rapidamente.


Dons Sobrenaturais

Os Lobisomens são aptos a falar com espíritos e podem usá-los para transformar o mundo. Os diversos Dons que possuem são os efeitos tangíveis desses poderes místicos. Assim como seus inimigos naturais – os Vampiros – Lobisomens também possuem certos poderes, os quais veremos mais adiante.

Percepção Avançada

Os Lobisomens possuem poderes de percepção elevados a níveis altíssimos. Eles são simplesmente capazes de sentir cheiros e ouvir melhor os sons, especialmente enquanto na forma Lupina. Isso também é natural da espécie.

O Delírio

Os Lobisomens na forma Crinos desenvolvem um terror cego e instintivo nos humanos que os vêem. A dependência dos humanos pela racionalidade é tão absoluta que não podem aceitar a verdade da existência dos Lobisomens, eles acreditarão em qualquer racionalização conveniente para não admitir a existência dos Lupinos. É bem mais simples esquecer o que foi visto. O resultado final dessa reação conhecida como o Véu, é o principal motivo pelo qual os Lobisomens costumam ser considerados criaturas lendárias.

Frenesi

Os Lobisomens são criaturas extremamente emocionais, que podem ser tomadas por suas emoções, especialmente a emoção de raiva. Eles podem ser levados a um frenesi, uma fúria enlouquecida. A quantidade de fúria contida (frustração) de um Lupino é um fator importante nesta ocorrência. Durante um frenesi, o Lobisomem muda instintivamente para sua forma Crinos, e esquece tudo sobre seu lado humano, a dominação do lobo torna-se absoluta.

Vários fatores podem contribuir a isso, desde um assassinato até uma simples notícia de desmatamento para construções de prédios comerciais. Por essa razão, Lobisomens são muito bem treinados para conter sua fúria interior pois, imagine você, se um Lobisomem está andando tranqüilamente e vê na TV uma notícia dizendo que vão desmatar uma área inteira para a construção de um Shopping Center.
O que você acha que iria acontecer com os humanos que vissem isso????

Continua...

Walacionil Wosch

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS