sábado, 29 de junho de 2013

A Maldição do Lobisomem – Parte 10




“– Meu Dom especial? Você diz de como consigo
me esconder diante dos olhos de todos?
– Sim, me fale sobre ele.
– É uma coisa muito simples – respondeu o Camaleão
E mostrou ao Pássaro Noturno como se
esconder diante dos olhos de todos."

Poderes Sobrenaturais – Dons

Os Dons costumam ser ensinados por espíritos (sim, espíritos). Um Lobisomem precisa pedir a um determinado espírito que o ensine, ou fazer com que um Ancião conjure esse espírito e intervenha pelo Lobisomem.
Apenas os espíritos aliados ao Lobisomem ensinarão Dons, e só os ensinarão àqueles que tiverem atingido o Posto apropriado. O Lobisomem pode aprender outros Dons além daqueles em suas próprias listas, mas isso requer muita experiência (é muito difícil para um Lobisomem Hominídeo aprender as tradições dos Lupinos ou Impuros), e encontrar um espírito ou um Ancião que se disponha a ensinar esses segredos a um “forasteiro” é um desafio e tanto.
Para encontrar pessoalmente um espírito adequado, um Lobisomem precisa de um Ritual chamado “Ritual do Espírito”. Porém, o Lobisomem pode também pedir a um Vidente (vimos anteriormente) que convoque o espírito que procura (dependendo do Dom que quer aprender).
Caso as duas opções não estejam disponíveis, o Lobisomem precisa realizar uma busca interior através de meditação para procurar o espírito desejado e em seguida convencê-lo a ensinar-lhe o Dom. Na maioria das vezes os espíritos serão cautelosos em relação a pedidos que não sejam realizados através dos canais adequados (Ritual do Espírito ou através de um Ancião).
Junto a cada Dom está relacionado o tipo de espírito que primeiro o ensinou aos Lobisomens. Alguns desses espíritos serão falados aqui. Isso não significa que estes sejam os únicos espíritos capazes de ensinar o Dom. Existem inúmeros deles.

Ocasionalmente um Lobisomem pode ensinar a outro um Dom que ele conheça. Ao contrário do aprendizado com espíritos, que demanda um período de tempo curto (cerca de uma semana para o espírito compartilhar sua sabedoria), isto pode exigir um treinamento longo, durante o qual o Lobisomem tenta mostrar aos outros como executar o truque.
O treinamento demora em torno de um mês, ao fim do qual o estudante poderá testar seus conhecimentos e ver se não precisa repetir tudo de novo.
Aprender Dons com outros Lobisomens apresenta outros inconvenientes. Por exemplo, o Dom precisa ser praticado pelo estudante antes que ele possa dominá-lo (isso não é necessário quando se aprende com espíritos). Portanto, pode ser muito doloroso aprender um Dom de um Guerreiro, visto que o Lobisomem terá que apanhar muito para aprender. Mas existem certos Dons só podem ser ensinados por espíritos.
Os efeitos causados pelos Dons variam muito, dependendo principalmente da boa-vontade dos espíritos que os ensinam. Os Dons varia de nível, de 01 a 05, conforme sua força e poder. Há rumores de Dons acima do nível 05, mas esses, se é que realmente existem, são conhecidos apenas pelos Anciões mais sábios. E, claro, eles jamais ensinarão.
Vamos dar alguns exemplos de Dons. Certa vez, conta-se que um Impuro ajudou uma toupeira a se a se esconder de predadores. Em retribuição, a toupeira ensinou ao Impuro como entocar-se na terra. Desde então, os espíritos das toupeiras ensinam este Dom aos Impuros.
Há Dons ensinados por Espíritos Ancestrais que permitem os Lobisomens Hominídeos a simular o odor do homem quando na forma animal, fazendo os animais ao seu redor ficarem inquietos e até fugirem. Gremlins ensinaram alguns Lobisomens a interromper temporariamente o funcionamento de instrumentos tecnológicos.
Espíritos de animais como carneiro ou cobra ensinaram alguns Lupinos a fazer seu alvo fugir apenas fitando-lhe os olhos. Um espírito inseto ensina alguns Lobisomens de Posto mais elevado a gerar uma epiderme grossa e opaca que o envolve, tornando-o imune a fogo, fome, gás, etc., como se fosse um casulo.
Espíritos Ancestrais também ensinam os Lobisomens a se proteger de espíritos. Também ensinam os Lobisomens mais poderosos a imiscuir-se suavemente em outra cultura, não importa o quão estranha ou diferente ela seja. O Lobisomem poderá viver durante algum tempo entre os nômades beduínos como se fosse um deles, ou fazer compras num mercado chinês sem que ninguém perceba que ele não se enquadra. Este Dom também possibilita que o Lupino fale e compreenda a linguagem dessa cultura que, entretanto, será esquecida quando o Dom desgastar.
Também há Dons que permite ao Lobisomem imunizar qualquer humano contra o Delírio. Desta forma, o humano pode interagir com o Lobisomem sem efeitos colaterais. Isso pode ajudar, e muito, se o Lobisomem precisar se esconder de repente.
Um Dom muito poderoso, ensinado por um espírito-corvo, é aquele que apenas os mais poderosos e sábios Lupinos possuem. Consiste em, apenas com um gesto e algumas palavras em Latim, fazer o alvo retroceder ao seu estado natural, ou seja, um homem voltará a ser um feto, uma árvore voltará a ser uma semente. No caso de Vampiros, virarão pó na mesma hora. Na sua eterna luta contra os Vampiros, esse Dom é de grande valia, mas poucos o possuem, e tudo tem seu preço.
Como podem, Lobisomens também possuem certos poderes sobrenaturais. Mais adiante, veremos sobre Posto, Renome e suas consequências.

Continua...
Walacionil Wosch

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS