O quadro do sorriso do Diabo

Em 1973, uma mulher chamada Valentina de las Lurdes, habitante da cidade de Santiago, no Chile, acordou a noite com um estranho ruído vindo do quarto de sua filhinha de um ano. Ao ir ver o que estava acontecendo, teve uma surpresa ao ver que um enorme quadro na parede, a cima do berço da garotinha. 

Esse quadro tinha uma moldura dourada e tinha uma imagem de um homem pintado nela do peito para cima, porém seu rosto não podia ser visto, pois, havia tingida preta cobrindo, como se alguém tivesse pintado por cima. 

A mulher se assustou, já que morava sozinha e não colocara aquilo ali, ao procurar pela casa, viu estar tudo trancado e não havia ninguém. Na manhã seguinte, a mulher tentou retirar o quadro, mas parecia estar colado, e por dois dias, inclusive com ajuda de amigos, tentou se livrar daquela imagem que estava no quarto de sua filha, mas sem sucesso. No terceiro dia, o choro do bebê fez com que vizinhos arrombassem a casa e entrassem, mas não tinha ninguém além da criança, a mãe desapareceu, e o quadro também.