quinta-feira, 2 de junho de 2016

A Montanha do Silêncio (Part. 3)

(O Som)  

Acabei de abrir a porta e a Isis sumiu, mas eu não entendo, seus sapatos continuam do lado da cama.

Vou até lá fora ver se encontro ela.

Tem algumas pegadas que vão em direção a floresta, ela só pode estar brincando comigo.

Marcos.- Isis! Cadê você? Isso não tem graça.
Marcos.- Isis!

Já faz alguns minutos que estou caminhando e nada, mas eu não posso desistir de encontrá-la.

Espera... É a Isis ali!

Marcos.- Isis o que você faz deitada no meio da lama?! Você ficou doida?!
Marcos.- Vêm, vamos voltar pra cabana, aqui não seguro, á muitos animais na floresta.
Isis.- Porque se importa comigo? Eu já me acostumei em ser esquecida.
Marcos.- Eu me importo com você, agora você não vai mais ficar sozinha, vamos pra cabana.


A Isis tá chorando, deve estar assustada, assim que chegarmos vou fazer um chá pra ela.

Nossa, eu tô muito cansado, essa garota dá trabalho rs.

Marcos.- Agora que você já tomou o chá, eu preciso te fazer algumas perguntas. O que você estava fazendo na floresta?
Isis.- Eu não sei.. Eu gosto de ficar em contato com a terra, com a natureza.
Marcos.- Isso é bem estranho pra uma garotinha como você, mas respeito a sua excentricidade.
Isis.- Sabe, eu tinha uma mãe, tinha três irmãos e nós vivíamos nessa cabana.
Marcos.- Como assim?! Eu encontrei essa cabana faz alguns anos e eu nunca vi ninguém pela região.
Isis.- Quando meu pai morreu, nós viemos pra cá, minha mãe quis se isolar de tudo e de todos, eu aprendi a gostar daqui.
Marcos.- Eu estou muito surpreso, mas o que aconteceu com sua família?
Isis.- Foram embora. Eu queria tanto que o meu pai estivesse aqui, só ele se importava comigo.
Marcos.- Calma, tudo vai ficar bem. Acho melhor você ir tomar um banho e dormir.
Isis.- Tá bom.

Isso tudo é tão estranho, como eles puderam abandonar ela? Eu não posso acreditar nisso, mas que outra explicação isso poderia ter?

Vou dormir, amanhã eu começo a escrever uma história e tenho que ter bastante energia.

Isis ainda tá no banho e eu tô morrendo de sono, não vou esperar ela sair.

(03:00)

Acabei de acordar com um som de madeira rangendo, eu nunca ouvi esse som aqui antes, é melhor eu ver o que tá acontecendo.

Marcos.- Cara não pode ser! A Isis se enforcou na entrada da cabana, merda! Porque ela fez isso?!  Marcos.- Isis! Fala comigo Isis!

Ela se enforcou com aquele cachecol azul que eu tinha achado no caminho da montanha.

Eu nem tenho sinal pra ligar e chamar alguém e eles iam acabar achando que eu matei ela.

Preciso pensar..  

O único jeito é enterrar o corpo na floresta, meu Deus, isso não é culpa minha, não é culpa minha!

(Continua..) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS