sábado, 13 de junho de 2015

Pilares Humanos


matsuecastle

Uma das lendas urbanas mais populares e mórbidas é a da existência de pilares humanos, as pessoas que foram deliberadamente enterradas vivas no interior dos locais de construção. Originada do Japão, esta lenda urbana também conhecida como hitobashira, já existe desde os tempos antigos e baseia-se na crença de que um sacrifício humano selado dentro de um edifício ou outra estrutura faria com que tal durasse mais tempo e se tornasse mais estável após a construção.

As condições de trabalho em várias construções japonesas são conhecidas por serem ruins, muitos homens pereceriam de doenças e exaustão durante o trabalho. Esses infelizes, então, seriam enterrados perto das fundações para esconder o que havia acontecido e para garantir que as tais permaneçam firmes nas próximas décadas. Também tem sido sugerido que alguns trabalhadores foram mortos durante a construção de castelos como uma medida de segurança para que os segredos do edifício não vazassem para o público.

A história do Castelo Matsue continua a ser um dos contos mais famosos a respeito deste fenômeno. Construído durante o século 17, a parede de pedra da torre central veio á cair várias vezes após a construção. Então, naturalmente, os construtores estavam convencidos de que a única opção era sacrificar um ser humano para o pilar principal. Eles encontraram uma donzela dançando no Bon Odori local - um festival dos mortos- eles a enganaram e a trouxeram para o castelo para em seguida coloca-la viva nas muralhas do castelo.

Reza a lenda que seu espírito inquieto assombra o castelo e, supostamente, sempre que uma mulher dança nas ruas de Matsue, as muralhas do castelo tremem violentamente. Logo depois, foi aprovada uma lei que proíbe dança em lugares públicos.

Outra história famosa envolve o Túnel Jomon que há rumores sobre vários sacrifícios humanos. O túnel foi construído na linha principal Sekihoku em 1914 e em 1968, um terrível terremoto danificou a parede interna revelando uma série de esqueletos nas paredes. Muitos ossos humanos foram desenterrados também perto do túnel e isso solidificou a crença dos pilares humanos. Muitos moradores evitam o túnel por acreditarem que este seja seja assombrado pelas pobres almas enterradas lá dentro.

A ponte Matsue Ohashi é outra estrutura com tal rumor e, na verdade, tem um parque nas proximidades chamado "Gensuke", em homenagem ao homem que foi enterrado vivo para manter a ponte de pé. A lenda diz que, por causa da corrente do rio traiçoeiro, os pilares iriam afundar todas as noites e teriam que ser reconstruídas durante o dia. General Horio Yoshiharu, que encomendou a ponte, decidiu que um sacrifício teria de ser feito para apaziguar os espíritos revoltados do rio que repetidamente inundavam a estrutura. Um homem sem-teto, Gensuke, foi escolhido, em seguida, enterrado vivo no leito do rio, perto do pilar do meio e, depois disso, a ponte ficou solida por 300 anos.

Muitas estruturas possuem tais rumores dos pilares humanos, incluindo:

Castelo Nagahama , Maroka Castelo, Castelo Ozu, Ponte de Fukashima , Ponte de Kintakiyou, Santuário Itsukashimi, Canal de Irrigação de Immagawa , e Manda Levee. Há possivelmente mais edifícios com corpos humanos em existência.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS