segunda-feira, 11 de maio de 2015

De Volta Ao Útero

Los Angeles, Estados Unidos, Maio de 2001.

Uma mãe(Mary) desempregada e separada do marido marava com seu filho(Teddy) de 16 anos num pequeno apartamento.

Mary fazia bicos para ter o que comer e alimentar seu filho Teddy, mas as coisas andavam difíceis demais e eles quase não tinham o que comer.

As vezes eles comiam lixo pois não tinham o que comer.

A única coisa de valor que eles tinham era um colar da avó de Teddy, mas Mary nunca quis vender.

Era tarde da noite, Teddy queria dar um bom presente do dia das mães, ele ficou a noite toda tentando achar algo que fosse bom para ela.

Ele foi até o quarto de sua mãe e perguntou: - Mãe o que a senhora gostaria de ganhar de presente?

Mary. – Comida filho, só isso.

Teddy então esperou sua mãe dormir e foi até o computador achar alguém que o ajudasse.

Ele entrou num site e contratou um homem que dizia topar qualquer serviço e como pagamento deu o colar de sua avó.

No dia seguinte ao acordar Mary foi até a cozinha e se deparou com uma mesa cheia de comida, em cima da mesa havia um cartão escrito ‘’Feliz Dia das Mães’’, mate sua fome.

Ela comeu até não poder mais, ela tinha tanta fome que nem notou o sabor amargo da carne.

Ao abrir a geladeira ela viu a cena mais macabra de sua vida, Mary encontrou os restos mortais de seu filho.

No mesmo ano ela foi presa acusada de canibalismo e também de ter matado seu próprio filho.

Pessoas dizem que ela não dorme a noite e que as vezes haje como uma mulher grávida.

(Passei um tempo ausente por motivos pessoais, mas agora estou de volta, espero que gostem e quem puder comente.) 

Um comentário:

  1. Achei meio vago, mais ainda assim senti uma sensaçāo estranha ao tentar imaginar a dor da māe ao descobrir o corpo do filho e a origem da carne. Sò achei estranho eles nao terem o que comer, mas ter um computador.

    ResponderExcluir

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS