quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Bill: O Colecionador de Olhos

Los Angeles,Estados Unidos, Janeiro de 2006.

Cindy tinha 19 anos, ela era romântica e adorava relacionamentos virtuais. Ela sempre entrava em salas de bate-papo nos finais de semana. 

Num sábado enquanto sua mãe foi ao shopping ela decidiu trocar fotos sensuais com um garoto que ela tinha conhecido há algumas semanas atrás, o nome dele é Bill. 

Ele era perfeito, perfeito até demais, porém ela já estava apaixonada demais pra perceber. 

Aos poucos ele ia conquistando cada vez mais o coração de Cindy. 

Eles marcaram um encontro numa festa, mas ele não apareceu.

Cindy estava muito chateada e perguntou: Porque você não apareceu?!
Bill. – Me desculpe, eu estava com medo de que você não gostasse de mim.
Cindy. – É claro que eu ia gostar, eu amo você!

‘’Eu Amo Você’’, era tudo o que ele precisava saber para dar inicio ao seu plano macabro.

Bill perguntou se poderia ir na casa de Cindy e ela sem pensar duas vezes disse que sim. 

Ela mandou seu endereço e pediu pra que ele fosse no dia seguinte.

Eram 23:00hrs quando alguém bateu na porta da casa de Cindy.

Ela abriu um enorme sorriso e desceu as escadas na esperança de encontrar Bill, mas não havia ninguém na porta.

Ela deitou no sofá e ligou a TV, pouco tempo depois o telefone toca.

Uma voz rouca diz: Cindy, meu amor, você é tão linda...
Cindy. – Bill? É você? Como conseguiu o meu número?
Bill. – Sim sou eu. Sua mãe me deu o número. 
Cindy. – Minha mãe?! 
Bill. – Sim, sua mãe haha.. 

Antes que pudesse continuar a conversa Cindy recebe uma mensagem de sua mãe no FaceBook. 

Mensagem: Filha venha até o meu quarto, tenho uma surpresa pra você. 

Cindy corre e sobe as escadas até o quarto de sua mãe, chegando lá ela encontra apenas o notebook ligado em cima da cama. 

Ela se aproximou e leu uma mensagem que não havia sido enviada, a mensagem dizia: Abra o armário, a surpresa está lá. 

Ela abre lentamente o armário e encontra sua mãe completamente esfaqueada e sem os dois olhos. 

Cindy se ajoelha e chora sem parar, até que ela sente alguém à suas costas.

Uma mão suja de sangue toca o ombro de Cindy e em seguida a mesma voz rouca do telefone diz: ''Eu arranquei os olhos de sua mãe para que ela parasse de chorar''.. ''E agora é a vez de arrancar os seus minha querida.'' 


Dias depois os corpos foram encontrados dentro do armário, a policia arquivou o caso por falta de provas.

O assassino ganhou o apelido de: O Colecionador de Olhos. 

(Espero que tenham gostado, avaliem e comentem, nos ajude a continuar.) 

Um comentário:

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS