quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Natal

Bonner-hotelNunca consegui dormir bem em hotéis. Acho que é um pouco de eufemismo; Nunca consegui dormir bem de forma geral, mas os hotéis são os piores. Apenas o pensamento de que o ocupante anterior da cama é um completo estranho era repulsivo para minha mente, mas isso não vem ao caso.

O que eu estou querendo dizer é como essa falta de sono em hotéis mudou minha vida. Natal, estava passando o natal em um hotel de merda sem minha família, ótimo...

Claro que a primeira tempestade de neve da estação cancelou o nosso voo para Virginia. Era véspera de Natal e eu estava tentando dormir naquele quarto saturado com alvejante; minha mente estava vagando, perguntando o que aconteceu neste lugar para ter uma quantidade exagerada de alvejante.

O quarto não tinha nada de incomum: duas camas, uma para mim e para o meu pai e outra para minha irmã e minha mãe, um banheiro e um microondas manchado que precisava de uma limpeza. De alguma forma, eu escapei do quarto com um sono sem sonhos Ao acordar, eu podia dizer que era de manhã cedo, meu pai estava ao meu lado roncando e ele geralmente acorda antes de 04:00.

Foi quando ele me bateu, era Natal, e eu estava prestes a deixar esta má sorte arruinar meu feriado favorito.

Olhando através da cama para o relógio para verificar o tempo foi quando eu notei que havia uma silhueta de um homem olhando para minha mãe. Ainda estava meio sonolento e surpreso no momento eu não pude deixar de pensar no Papai Noel.

Eu percebi o quão estúpido era e o pensamento de horror encheu minha cabeça, eu segurei um grito. Eu sabia que não podia deixá-lo me ver acordado, então eu calmamente coloque a cabeça para trás e baixei minha cabeça fingindo que estava dormindo. Minha mente estava correndo, alguém estava no meu quarto e eu não podia fazer nada; Eu era magrelo e tinha 16 anos de idade, e o homem tinha aparência de um boi.

Me perguntei se eu podia acordar o meu pai á tempo, mas eu sabia que não iria funcionar, ele dormia como uma pedra; um balde de água não podia acorda-lo rápido o suficiente. Eu estava praticamente em lágrimas; Nunca me senti tão impotente. Pela segunda vez segurei um grito. Ele estava de pé ao meu lado, eu podia sentir e ouvir sua respiração repulsiva no meu rosto; cheirava como se tivesse comido carne podre há uma semana sem nem ter escovado os dentes. Se ele não sabia que eu estava acordado, agora ele sabia que eu estava, vendo meu rosto estava contorcido de medo.

A respiração parou e eu não pude deixar escapar um suspiro de alívio; Eu me chutaria, mas não havia necessidade, eu ouvi a porta se abrir e fechar. Eu levantei da cama. E não tinha nada em desordem e minha família ainda estava dormindo. Não podia ter ter sido um sonho, eu não podia ter imaginado. Me sentindo mais acordado como nunca, uma ideia horrível passou pela minha cabeça e antes que eu pudesse desfaze-la eu estava abrindo a porta.

Olhando para a porta, a fim de memorizar o número do quarto eu vi pintado um "X"com spray preto. Se eu não tivesse passado pela experiência anterior eu provavelmente teria pensado que era apenas algumas crianças idiotas, eu sabia mais, mas não o suficiente para saber o que era aquilo.

Meu coração saltou, lá estava ele, virando no final do corredor, "Por que estou fazendo isso" Eu o segui até o estacionamento, ele não estava à vista; em um momento que ele estava saindo do lobby, e agora ele sumiu. Percebendo o frio que estava fazendo no meu pijama de tecido fino, voltei para o lobby. Não havia ninguém por perto, estranho; Eu poderia jurar que havia um porteiro noturno.

A adrenalina passou e eu percebi o quão estúpido e imprudente minhas ações foram, ele podia ter me matado. Eu me xinguei até a escada. Sabia que algo estava errado quando eu cheguei ao meu andar. A porta do meu quarto estava aberta, 'Eu não deixei desse jeito, certo?

Eu entrei e depois de uma rápida olhada no lugar eu determinei que era seguro e minha família ainda estava dormindo. Eu tranquei a porta e voltei para a cama que eu não dormi pelo o resto da noite. Ouvi meu pai se levantar e, eventualmente, a minha mãe também, mas eu ainda fingia dormir.

Algumas horas se passaram e meus pais acordaram a minha irmã e eu, nós entramos no carro, e fizemos o nosso caminho de volta para o aeroporto. Vasculhando a minha mochila para pegar o meu iPod fiz uma descoberta que não havia no dia anterior.

Uma simples nota que simplesmente dizia e que eu ainda me lembro "Eu sabia que você estava acordado." Já se passaram dois meses, e eu ainda temo pela minha vida e fica pior a cada dia. Essa nota não é a única.

Eu ainda as recebo.

Traduzido do site: Creepypasta Wikia

Desejo aos sensitivo um bom Natal...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS