sábado, 26 de outubro de 2013

Projeto: Demoniac Personality. O Lamento da Perdição Cap. 5

Eu estou em um lugar escuro, muito escuro. Existe apenas uma espécie de trono ao centro e uma pessoa sentada. Aproximo-me para ver melhor a pessoa e vejo uma garota de cabelos brancos dormindo.
- Quem é você? – Pergunto enquanto toco na garota. Ela permanece dormindo, não esta morta já que esta respirando, mas não possui pulso.
- Quem é você? E por que esta aqui? – A garota pergunta se encolhendo e mantendo seus olhos fechados.
- Eu sou Rafaela, e quem é você? – Pergunto tocando o rosto da garota, quero ver quem é, os seus cabelos brancos cobrem grande parte de seu rosto, mas ela não parece uma pessoa velha.
- Quem sou? – A garota pergunta levantando seu rosto em minha direção. – Eu sou Satã! – A garota responde abrindo rapidamente seus olhos junto com um grande sorriso. Seus olhos são vermelhos e brilhantes, um brilho incomum, o vermelho varia sua intensidade formando uma desordem nas cores e como se todos os vermelhos estivessem em um constante movimento aleatório e descomunal. Sinto uma grande vontade de gargalha como louca e logo perco o controle sobre mim e começo a gargalhar. – Ahahaha! – Acordo na minha cama gargalhando. Foi tudo um sonho? Ainda bem... Mas ainda não consegui ver quem era a garota. Talvez hoje à tarde eu consiga.
- Rafaela! Você tem visita! – Vitoria grita para mim, mas quem será que veio? Aposto que é o Leandro. Ainda não sei bem o que ele quer. Tento me levantar, mas a dor em meu peito não ajuda e caio sobre a cama. – Manda ele subir! – Grito para Vitoria, não consigo descer então ele que suba. Escuto as passadas, mas não sinto a presença, isso me lembra o Dimitre.
- Toc toc... Posso entrar? – Dimitre aparece sorridente pela porta. Mas... O que ele quer aqui? E como ele sabe onde é minha casa?
- O que você quer? Achei que fosse o Leandro! – Falo o encarando.
- Só estou preocupado. O Leandro falou que você estava com uma dor muito forte no peito e que passou por um momento muito difícil. – Dimitre responde se aproximando a mim. – Então me diga... é aqui que dói? – Dimitre pergunta tocando em meu peito esquerdo. Mas que pervertido! Acerto um tapa no rosto de Dimitre o fazendo perder o equilíbrio e logo após cair no chão.
- O que acha que esta fazendo? Seu pervertido! – O pergunto preparada para acertar outra tapa e gritar para minha irmã.
- Calma, calma, calma! – Dimitre fala levantando-se do chão. – Esta bem melhor agora não é? – Dimitre pergunta sorridente. Mas ele esta certo... Não esta mais doendo... Ele me curou? Ele é mesmo um anjo? Como? – É... Esta sim... Mas o que você quer? – Pergunto mais calma. – Eu só vim te chamar para sair um pouco... Que tal? – Dimitre pergunta estendendo sua mão para mim. Eu não vou sair de jeito nenhum hoje.
- Não! – Respondo seriamente.
- Vamos lá... Poxa eu ti curei... Faça pelo menos isso como pagamente... – Dimitre fala me encarando com um olhar de pidão e eu devo realmente fazer algo como pagamento e isso não é nada de mais.
- Bem, ta certo! Me espere lá embaixo que eu vou me trocar. – Falo me levantando da cama e Dimitre desce as escadas. Droga, isso não é uma boa idéia, principalmente depois daquele sonho... Satã... Será que ele tem alguma coisa comigo também? Deus me livre... Melhor eu pensar em outra coisa. Visto-me e desço as escadas, vejo Dimitre assistindo televisão com minha irmã. – Vamos? – Chamo Dimitre e ele rapidamente levanta-se do sofá e vem em minha direção com um sorriso.
- Você esta linda! – Dimitre fala sorridente enquanto me olha de cima. Sinto-me uma baixinha quando alguém me olha assim... E o que ele acha que eu vou pensar com esse elogio? Ele acha que vou cair na dele? Hahaha, pois está muito enganado.
- Você não engana ninguém. O que quer? –Falo o encarando de baixo... Sinto-me ainda mais baixa definindo minha ação dessa forma...
- Apenas sair um pouco com você! Algum problema? – Dimitre pergunta segurando levemente meu queixo... Maldito. Acha mesmo que vou cair nisso?
- Okay, vamos logo? – Falo irritada me dirigindo a porta. Saindo de casa Dimitre fala que vai me levar para ter um dia inesquecível... Serio? E que primeiro teríamos que lanchar na melhor lanchonete do bairro... Logo, a mais cara. Passando pelo parque sinto uma vibração estranha, algo estava lá e estava me observando.
- Mas que azar... Eu esperava que Aligos tentasse atrapalhar meu encontro... – Encontro? Dês de quando isso é um encontro? – Mas quem é você? – Dimitre pergunta olhando para as folhas de uma arvore a nossa frente. Um silencio domina o ambiente, Dimitre permanece imóvel e as pessoa começam a sair do local, é como se eles estivessem sendo induzidos há tal ato. Depois que todos saem do parque um homem aparece literalmente do nada a mais ou menos 10 metros a nossa frente. Ele esta sem camisa... Outro pervertido? Mas que droga de carma é esse?
- Você conhece ele Dimitre? – Pergunto tremula, pois estou com medo de ele tentar algo comigo como os outros.
- Não se preocupe com ele tentar abusar de você... Ele não ira fazer isso... Mas não sei quem ele é! – Dimitre afirma olhando fixamente para o homem.
- Samael! Você aqui? Ahahaha, deve ser o destino que nos vez nos vermos assim! Mas é uma grande pena você estar nesse estado precário... Preso em um corpo humano... Você não teve sorte! Mas não terei pena de você... Será hoje que irá morrer! – O homem alega sorridente.
- Poxa cara... Minha agenda esta cheia... Ainda tenho muitas garotas com quem pretendo ficar... Tive que perder a escola hoje para poder ter esse encontro, mas eu tenho bastante tempo livre em outubro do próximo ano... Pode esperar ate lá? – Dimitre responde olhando uma pequena agenda de bolso.
- Não, você morrerá aqui e agora, e depois essa garota irá comigo! – O homem responde seriamente... O que ele quer comigo? Droga...
- Há, você pode ficar com ela então ai depois, você me mata que tal? – Dimitre alega eufórico. Maldito, e eu estava começando a confiar em você!
- Não deixarei que fuja de minha vista Samael, irá morrer aqui... – O homem some e reaparece na frente de Dimitre o acertando com um soco na barriga, fazendo com que Dimitre cuspa sangue. – E agora!- O homem afirma com um sorriso.
- Mas cara... – Dimitre fala segurando o pescoço do homem e o joga no chão. – Eu realmente não posso morrer agora! – Dimitre começa a emanar uma aura vermelha e um par de asas meio transparentes se formam em suas costas. Dimitre solta o homem caído no chão e pisa em sua cabeça a afundando no concreto. O homem some e reaparece no lugar onde estava antes, com o nariz ensangüentado. Deve estar quebrado, mas... Como o Dimitre quebrou o concreto com um pisam? E como esse cara ainda está vivo?
- Como? Como isso é possível? Samael! Como possui tanto poder? – O homem grita. Por um momento achei que ele estava lendo meus pensamentos e estava respondendo a eles de forma sarcástica...
- Tzz... O que acha que faço com as garotas quando as beijo? Elas me beijam porque querem que eu as tenha, e esse é o momento perfeito para pegar parte de suas almas, sendo assim, posso usar meus poderes mesmo preso a esse corpo. – Dimitre fala seriamente olhando para sua própria mão. Uma aura branca imensa emana do homem e em seguida uma do mesmo tamanho, mas vermelha é emanada de Dimitre. A pressão das duas auras é imensa, meu corpo esta começando a perder as forças e eu estou com uma grande dor em meu coração... Aii.
- Vejo que é verdade... Devo me apresentar! Eu sou um dos Cavaleiros dos Lamentos. Sou o lamento da perdição. – O homem fala encarando Dimitre.
- Pois lamente o quanto quiser! Eu sou a perdição! – Dimitre fala apontando os dedos para o homem. O homem some e reaparece logo após uma explosão. Argh... O que esta acontecendo?

 O Homem aparece em cima de Dimitre. Dimitre percebe e some, reaparecendo nas costas do homem e acerta um soco no rosto do mesmo. O homem flutua por alguns segundos no ar e ele voa em direção a Dimitre, Dimitre voa em direção a ele e os dois se chocam causando uma grande explosão de energias junto com uma ventania. Argh... Esta doendo ainda mais... Dimitre tira duas pistolas de seus pousos e começa a atirar no homem, mas ele desvia de todos e continua a correr em direção a ele. O homem reaparece nas costas de Dimitre com uma espada branca e brilhante e tenta acerta Dimitre, mas ele some e reaparece flutuando em cima do homem e começa a disparar, mas o homem defende todos com a espada e com um leve movimento para cima, Dimitre é acertado diversas vezes e cai no chão com as roupas rasgadas e diversos ferimentos. Ele mandou as balas de volta? Dimitre levanta rapidamente e grita, com seu grito uma onda de energia aparece em sua frente e acerta o homem, fazendo com que vários ferimentos apareçam em seu corpo. Os dois ficam se encarando por um tempo e logo aumentam e intensidade de suas auras.... Fazendo com que meu coração doa ainda mais... Dimitre larga as armas e puxa do vácuo uma espada completamente negra, com uma nevoa em sua volta.
- Uma espada corrupta... Acha que pode vencer a minha espada santa com isso? – O homem pergunta apontando a sua espada para Dimitre.
- Eu a chamo de espada da perdição... E ela escutará seus lamentos... Seja grato! – Dimitre alega com um sorriso... Tudo esta ficando escuro... Será que esta anoitecendo? Estou me sentindo tonta... Os dois somem e rapidamente reaparecem no centro do parque junto com uma grande explosão. Dimitre é jogado para cima e o homem, entre as arvores, Dimitre aponta sua espada para baixo e uma energia negra enorme aparece em suas costas e rapidamente cai sobre o homem criando uma barulhenta explosão. Um raio de luz transpassa aquela escuridão e acerta Dimitre que estava flutuando no céu o fazendo cair. Mal consigo manter meus olhos abertos... Ouço passos atrás de mim, quem será? Duvido muito que Leandro seja capaz de se intrometer nisso... Um homem alto segurando um livro de capa escura passa por mim e vai em direção aquela confusão... Não consegui ver seu rosto... Deve ser louco de se intrometer nisso...

Hã? Estou numa cama grande em um quarto muito bonito... Onde estou? Não é minha casa... Dimitre dormindo numa cadeira ao meu lado... Ele esta todo enfeixado... Aquilo foi real? E onde estou?
- Você acordou... Quem bom, estava com medo de você dormir o dia todo! – Dimitre fala abrindo os olhos e me encarando.
- Onde estou? – Pergunto, afinal ele deve saber de algo.
- Você caiu desmaiada... Não queria te lavar para casa, para sua irmã achar que você não pode mais sair de casa e lhe trancar em casa... Então lhe trouxe para a minha... Ainda esta sentindo alguma dor? – Dimitre pergunta preocupado.
- Não, mas e você... Esta todo enfaixado... Aquilo foi real? – Pergunto curiosa.
- Hum? Se você esta falando da luta sim... Você caiu logo após aparecer um homem sem camisa ameaçando a gente, ai uns amigos dele apareceram e começaram a girar em volta da gente, eu briguei com eles e depois liguei para Alexandre, meu motorista e mordomo para ele ir buscar a gente... Bem, não sou tão bom de luta quanto o Leandro como pode ver, mas dei um jeitinho e consegui com que saíssemos de lá. – Dimitre afirma sem demonstrar qualquer sinal de mentira... Será que foi um sonho?
Um homem vestindo um terno entra no quarto. – Senhor, já esta ficando tarde... Já que a senhorita já acordou seria melhor levá-la para casa. – O homem afirma, ele deve ser o Alexandre.
- Tudo bem... Você esta bem mesmo? – Dimitre pergunta para mim.
- Sim, estou! – Respondo me levantando da cama. Alexandre me leva para o carro e me deixa em casa. Chegando em casa Encontro minha irmã me encarando do sofá.
- O que foi Vitoria? – Pergunto irritada.
- Você... Você por acaso não esta saindo com dois garotos ao mesmo tempo, esta?- Vitoria pergunta me encarando fixamente. De onde ela tirou essa idéia?
- Claro que não, não estou saindo com ninguém... De onde você tirou isso? – Pergunto quase gritando.
- Pois é o que parece... Primeiro o Leandro o seu salvador, depois esse Dimitre... Nada mal para uma garota que era excluída... – Vitoria afirma com um sorriso. Á encaro por um instante.
- Não parece nada... – Respondo indo para o meu quarto. Ligo o computador e pesquiso o nome Abigor. Um demônio com dois pares de chifres, que anda com um cavalo e carrega uma lança, o demônio que conhece o passado, presente e futuro da guerra, e que no dia do apocalipse apenas morrerá para Miguel, também é conhecido como Aligor, Eligos e Aligos... Okay... É apenas uma coincidência. Espera, aqui também fala que ele chegará a terra não possuindo um humano e sim fazendo parte do corpo e da alma de um humano do sexo masculino... Tive uma lembrança da hora em que ele falou para aquele pervertido que apertou meu peito... Ele falou que era humano e mesmo assim aquele homem não conseguia acreditar... Vou pesquisar agora sobre Samael... Um anjo caído, foi ele a cobra que convenceu Eva a comer o fruto proibido... Ele falou que era a própria perdição... Isso é muita coincidência... Por favor, Deus, que não seja nada disso... Que tudo esteja apenas em minha imaginação e que eles sejam apenas pessoas normais...

- Deus não vai escutaaar! – A voz da garota do meu sonho afirma. Mas eu acabo de escutar isso vindo por detrás de mim. Ao olhar pelo monitor vejo por um instante ela apoiando seu queixo sobre minha cabeça, mas some rapidamente.

Continua?...
Escrito por: Luan

5 comentários:

  1. eiii vc poderia me falar o nome do autor desse livro ? me fala aonde eu posso encontrar ? eu me apaixonei por essa historia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! E o autor sou eu... Ainda estou escrevendo essa estoria... Fico feliz por ter gostado tanto ;)

      Excluir
    2. E você por enquanto só vai poder encontrar aqui no blog!

      Excluir
  2. É muito boa mesmo! Parabéns Luan :D
    Devia pensar em publicá-la ^^

    ResponderExcluir
  3. A história é muito boa, tem um enredo legal! Só tem que cuidar os erros de português.

    ResponderExcluir

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS