segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Pombero

Conhecido principalmente na Argentina, Brasil e Paraguai, o Pombero é um  duende da floresta encarregado de proteger a flora e a fauna.


É um ser da mitologia guarani (alguns autores divergem sobre isso), popular no Paraguai, em certas partes do sul do Brasil e em alguma áreas da Argentina como Misiones, Corrientes e Entre Rios. Este ser costuma molestar e violentar mulheres, assassinar aqueles que danifiquem a natureza desnecessariamente, e castigar quem ousar pronunciar seu nome em voz alta ou desrespeitá-lo imitando seu assobio, que segundo contam é assustador, e bastam 30 segundos para que ele apareça pra te punir.

No Guarani, o nome que se dá ao Pombero é "Cuarahú-Yara", significa "Dono do Sol". No entanto são apenas parecidos, porque esse é um velho vermelho com um olho na testa, dentes de cão, braços longos e mãos enormes. Este ser, de acordo com o especialista Felix Coluccio, é um tipo de Pombero mas uma entidade distinta. Assim, as verdadeiras origens do seu nome teria que ser encontrada no sul do Brasil, onde é chamado de "Pombeiro", que significa espião, e os indígenas dos pampas argentinos, que eles chamam de "bombeiro" do navegador para alinhar-se na avançada quando eles estão realizando reconhecimento. A partir daí, acredita-se que o nome pode ser uma fusão de ambos, ou deformação de qualquer um.

As primeiras referências o mostra como um homem alto, magro, robusto, feio, e muito peludo. No entanto, esta versão é irrelevante hoje, não só porque não há muitas informações sobre ele, mas porque, de certa forma é popularmente conhecido como uma espécie de duende. Esta é a versão tradicional, tanto no presente e no folclore de décadas atrás.


Na versão (tradicional) o Pombero é uma espécie de homem pequeno, feio, forte, moreno, peludo, com (que faz movimentos brutos e grotescos), pernas curtas, com os pés invertidos que desorienta que tenta rastreá-lo, um pênis enorme para cometer abuso sexual contra mulheres e uma longa barba, - em algumas versões, tão grande que cobre o membro, braços longos e grandes mãos, cotovelos e joelhos, sem articulações. Fala-se também de um chapéu de palha e um saco no ombro, embora seja pouco provável o saco, pois vem da confusão com a Kari-Vosa, outra criatura mitológica.

Sejam quais for os detalhes de sua aparência, o Pombero sempre ronda pela floresta, muitas vezes se refugiam em casas e outras construções abandonadas para descansar, e nunca para de viajar, pelo menos entre as áreas onde tenha sido visto.

Suas habilidades são diversas: pode tornar-se invisível, mas você sentirá sua presença acompanhado de um calafrio quando for tocado por ele, pode passar por lugares apertados/pequenos, correr muito rápido, imitar o canto de muitas aves (especialmente noturnas), o sopro/assobio de uma pessoa, som de cobras e outros animais.

Sua principal missão é cuidar da natureza, vigiando a montanha e velando pela vida dos animais selvagens. Por isso, embora permita a caça, fica furioso quando vê um caçador matar mais do que precisa, quando um pescador busca somente o entretenimento, quando um lenhador corta madeira que não usará, em suma, quando ocorre qualquer dano ao na flora ou fauna. É quase impossível de fugir de sua vigilância, já que, supostamente, pode metamorfosear-se e, por exemplo, observar forma de uma coruja...

Na hora de castigar, o Pombero pode ser realmente implacável e cruel. Por exemplo, em algumas partes da Argentina acredita-se que se uma criança matar pássaros, será levada à força e deixada longe de sua casa, morta ou atordoada, depende do caso. Especificamente no Chaco (Argentina), acredita-se que ele pode sugar o sangue das crianças, deixando-as completamente secas, penduradas numa árvore...

Como os duendes tradicionais, ele pode ser travesso: solta vacas e outros animais de seus currais, dispersa galinhas e outros animais domésticos ou selvagens, rouba tabaco, espalha milho, consome o mel, quebra os ovos das galinhas, entre outras coisas.

É bem conhecido por sua luxúria. Este, aproveitando-se de sua invisibilidade, muitas vezes acorda mulheres com carícias maliciosas, principalmente se elas dormirem na varanda, como acontece no verão, nos interiores. Algumas mulheres, violadas, engravidam da criatura, o filho geralmente é algo parecido com o pai, infelizmente... Quando o Pombero é tomado pela beleza de certas jovens, chega a raptá-las (alguns dizem que ele também é capaz de hipnotizar) violado-as na floresta, e em seguida abandonando-as, geralmente grávidas, com as roupas rasgadas e cobertas de sujeira e odor corporal (ele fede). No entanto, gosta de violar grosseiramente, como castigo, esposas infiéis e jovens "arruaceiros". Até agora, parece que o escolhidos dele não têm salvação, mas muitos acreditam que se lhe oferecer mel ou cigarros ele deixa sua "honra" intacta.

Apesar da fama de mau, também tem seu lado sensível. Em Corrientes (Argentina) acredita-se que ele protege grávidas velando-as enquanto dormem ou caminham sozinhas no escuro. Além disso, pode-se ganhar a amizade ou simpatia dele oferecendo-lhe presentes. Você deve deixar tabaco, mel ou licor em um banco ou cadeira, em local visível atrás de sua casa, proferindo uma breve oração ou prece. Dizem que, se você vir a obter a sua amizade, ele cuidará de sua casa, fazenda, animais e demais pertences, ele também te guiará por onde houver presas maiores para caçar, peixes mais gordos e frutas mais frescas e saborosas...

No entanto, ganhar a amizade dele não é tarefa fácil, pois as oferendas devem ser feitas por 30 noites consecutivas sem interrupção. Se você quiser um favor, especialmente para encontrar coisas perdidas e ter sucesso, você deve primeiro dizer o que deseja, prometer-lhe algo e só depois fazer ofertas por 30 noites. Espere o desejo se cumprir e, em seguida cumpra sua promessa. E é melhor que cumpra, porque o ele fica furioso quando faz um favor e não é retribuído.

Em contrapartida, há aqueles que ganham sua inimizade. E se isso ocorrer a pessoa passará a ouvir barulhos estranhos em casa, ver objetos em movimento, ver portas abrindo sozinhas, as coisas caindo sem explicação, objetos aparecendo em lugares que você não colocou ou mesmo passos e vozes sem fonte aparente...

Também é possível irritá-lo sem tornar-se seu inimigo, mas você sofrerá consequências desagradáveis: tremor, mudez ou desorientação, com um simples toque de suas mãos peludas. Uma das coisas que o irrita, além de prejudicar desnecessariamente a flora e a fauna é pronunciar seu nome em voz alta e não ter nenhum presente, ele te responderá com sons assustadores.

Ainda hoje, especialmente no campo, muitos afirmam ter experiências que revelam a presença do Pombero: ramos se movendo sem causa, ruídos de animais invisíveis, burros sem cabeça ou coisas dessa natureza, sons de certas espécies de aves ao entardecer, animais de fazenda que se dispersam sem motivo aparente, etc...

Recentemente publicaram um vídeo na internet onde você pode ver algumas crianças andando pela floresta em Misiones, nordeste da Argentina. Enquanto conversam, uma das crianças vê algo ao lado de uma árvore, mas a má qualidade do vídeo não nos deixa ver bem, mas é suposta criatura:

 

Tradução: Ladydias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS