sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Roopkund, O Lago Dos Esqueletos

O lago Roopkund está situado na India, perto do Himalaia. Em 1942 descobriram que ao seu redor continha cerca de 600 esqueletos humanos...


Tudo aconteceu supostamente no século IX, no período da tarde no Himalaia, um grupo de quase 600 pessoas a pé a mais de 5.000 metros de altura, em um lugar gelado e longe das rotas conhecidas. Sob a colina com vista para um pequeno lago glacial. As condições eram duras, o frio extremo e se mover na neve ficava cada vez mais difícil, ninguém no grupo suspeitava que uma tempestade mataria todos ao redor daquele lago, anos depois conhecido como "o lago de esqueletos", e que seus próprios ossos dariam nome àquele lugar distante.

O lago Roopkund está localizado na Índia, no estado de Uttarakand. Em 1942, ao formar uma zona de segurança no Lago foram encontrados vários esqueletos humanos, a primeira pesquisa conduzida apontou para um grupo nômade que foi morto no local por uma epidemia, talvez uma tempestade ou avalanche. A datação dos ossos a princípio seria entre os séculos 12 e 15. Em 2004 houve outra investigação mais séria e o resultado foi muito mais preciso sobre o que aconteceu.

Muitos crânios foram investigados e encontraram neles fraturas peculiares que mais tarde foram associadas com granizo, de tamanho considerável. O tempo frio na região ao longo dos anos ajudaram a manter muitos dos ossos em bom estado, até mesmo um corpo mumificado quase intacto. Estudos de DNA concluiram que haviam duas tribos distintas entre os mortos.

Estima-se que há cerca de 600 esqueletos no lago e ao redor dele e todos morreram dentro de um curto período de tempo, deixando bem aceita a teoria da chuva de granizo. Com o passar dos anos, deslizamentos de terra e avalanches foram deslizando os corpos para o lago, mas os especialistas dizem que eles morreram na parte mais alta da encosta. Durante a maior parte do ano, os restos mortais são cobertos por neve e gelo, e apenas por um curto período do ano, durante o degelo será possível ver os esqueletos espalhados.

Ninguém faz ideia do porquê um grupo tão grande estaria num lugar como aquele, de onde vieram, ou para onde eles estavam indo... naquela época não havia nenhuma rota conhecida que levasse ao Nepal seguindo por aquele caminho.

Atualmente é celebrado um culto no lago que acontece a cada 12 anos, em que os fiéis se banham em suas águas par honrar aqueles que perderam suas vidas lá.


Mais imagens:











Voces tem alguma teoria do que pode ter acontecido com essas pessoas?

Esse caso me fez lembrar do Caso das Máscaras de Chumbo, nem me pergunte porque.

Por:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS