quarta-feira, 5 de junho de 2013

Yotsuya Kaidan - A triste história de Oiwa


Oiwa era uma jovem muito bonita que vivia em um vilarejo chamado Yotsuya (hoje um bairro de Tóquio) no Japão. Ela era apaixonada por um guerreiro chamado Iemon, um rapaz de família humilde, mas que mesmo assim, chamava a atenção da bela Oiwa. Iemon também se mostrava interessado por Oiwa, mas os pais dela eram contra o relacionamento, eles acreditavam que o rapaz não tinha uma boa índole e não seria boa companhia para sua filha.

Certo dia, cansado com a desaprovação e desconfiança, Iemon pegou sua espada e assassinou covardemente o pai de Oiwa. A bela jovem ficou arrasada. Iemon fingindo uma bondade que não tinha, disse que se vingaria dos assassinos do pai de Oiwa. A inocente Oiwa acreditou em Iemon, sem ao menos desconfiar que ele fosse o verdadeiro assassino de seu pai.

Passado pouco tempo Oiwa e Iemon se casaram, logo, o casal teve um filho. Mas Oiwa adoeceu. Depois disso, a desconfiança que os pais dela tinham por Iemon se confirmou. O rapaz passava a maior parte do dia fora de casa, e nunca se preocupou em ajudar Oiwa a tratar a doença e muito menos cuidar do filho recém-nascido. Não demorou muito e ele começou um relacionamento com uma jovem rica do vilarejo, uma bela jovem chamada Oume. Iemon e Oume se relacionaram por vários meses, e nesse tempo, Iemon virou um tormento na vida de Oiwa. O rapaz a maltratava e às vezes usava de violência para reprimir Oiwa.

Interesseiro, Iemon só tinha olhos para a fortuna da família de Oume, e para que pudesse conseguir seu objetivo de riqueza, decidiu se livrar de Oiwa. Durante um jantar, Iemon deu um alimento envenenado para Oiwa. Não demorou muito e Oiwa começou a se sentir mal, mas não morreu. A bela Oiwa começou a perder seus cabelos rapidamente e seu rosto foi se deformando até ficar extremamente desfigurado. Vendo que seu plano de envenenar Oiwa não deu certo, Iemon pensou em outra coisa para se ver livre da esposa. Ele contratou um jovem para seduzir Oiwa, assim ele poderia acusar a esposa de infidelidade e acabar com o casamento. Mas o jovem vendo a aparência e a situação de Oiwa, decidiu revelar todo o plano de Iemon. Oiwa ficou arrasada e cometeu suicídio cortando sua garganta. Iemon com medo de que o jovem revelasse seu plano para os demais moradores do vilarejo, o assassinou e jogou seu corpo junto com o de Oiwa em um rio acusando-os de serem amantes.

Livre de Oiwa, Iemon se casou com Oume. Mas na noite de núpcias o espirito de Oiwa voltou para se vingar. Iemon começou a ter visões dela por toda a parte. Apavorado com o que estava vendo, Iemon pegou a sua espada e saiu desferindo golpes para todos os lados com o intuito de acertar o fantasma de Oiwa. Oume, que não podia ver a assombração, ficou espantada vendo o marido golpear desesperadamente o ar. Em um determinado momento Iemon olhou para Oume, mas viu em seu rosto a figura de Oiwa, e com um golpe certeiro arrancou-lhe a cabeça. A cada pessoa que se aproximava de Iemon ele via em seus rostos a face aterradora de Oiwa, isso fez com que ele também assassinasse o pai e a mãe de Oume.

Não se sabe ao certo o que aconteceu com Iemon depois desse dia. Dizem que ele se suicidou, mas também se conta que ele foi morto pelo espirito de Oiwa.

O povo do vilarejo tentou levar paz ao espírito de Oiwa enterrando o corpo. Mas isso aparentemente não funcionou. Dizem que o espirito perturbado e rancoroso de Oiwa ainda lança maldições sobre as pessoas. Dizem também que algumas pessoas que se aproximaram de seu túmulo por curiosidade ou descrentes, tiveram seus rostos deformados misteriosamente...

Hoje, o túmulo de Oiwa encontra-se no interior do templo Myookooji, próximo a estação Sugamo do Metrô Mita Line. O templo ficava originalmente em Yotshuya, mas em 1909 mudou-se para o atual bairro. O túmulo de Oiwa fica aos pés de uma árvore e é local de peregrinção de artistas que representam a personagem em peças teatrais como é o caso de Kabuki de verão e de cinemas. Em Yotsuya fica ainda o templo Iwainari onde é venerado o espírito de Oiwa.

Tokaido Yosuya Kaidan (The ghost of Yotsuya, 1959), filme clássico de horror japonês, dirigido por Nobuo Nakagawa (considerado o Hitchcock japonês) ano 1 nº 6 junho 2001.


Fontes:
http://facedomedo.blogspot.com.br/
http://aldry-suzuki.blogspot.com.br/

Um comentário:

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS