terça-feira, 18 de junho de 2013

O Peso da Alma


Quanto será que uma alma pesa? Uma insana? Uma corrompida? Uma bondosa? Há diferença entre elas? Não são todas almas? Não somos todos impuros? Oque faz uma alma pesar mais? Bem, pensamentos sem respostas ha parte, eu gostaria de contar a minha historia, oque me fez começar a pensar nessas coisas sem fundamento...

Estava um dia ensolarado, como qualquer outro dia de verão, minha mãe tinha me acordado cedo, eram 7:00 horas da manha. Eu ainda estava com muito sono então voltei a dormir ignorando tudo que ela estava me falando... Se me lembro bem, ela falava que ia viajar e só voltava no outro dia, que era para eu ir para a casa da minha avó depois que eu acordasse. Quando me levantei eram 1:30 horas da tarde e eu estava tentando me lembrar do que minha mãe havia dito, depois que lembrei fui fazer o meu almoço e depois arrumar minhas coisas para ir para a casa de minha avó. Não era muito longe da minha.

Chegando lá me deparo com uma garota na casa da minha avó, ela era branca, cabelos longos e loiros. Não há reconheci, ''Quem é essa garota?'', foi oque eu me perguntei, perguntei a minha avó e ela falou que era a sua outra neta, minha prima... Tudo bem ate ai, nós dois conversávamos na frente da casa, tranquilamente, ate escutarmos um estrondo na parte de trás da casa, corremos muito rápido ate lá, achávamos que nossa avó teria caído ou algo do tipo.

Chegando, vimos que o barulho saia de uma pequena e velha construção que fica atrás da casa, que era usada como um local para colocar coisas velhas, que provavelmente ninguém nunca mais usaria... Entramos lentamente e vimos que varias coisas teriam caído e no momento que eu me abaixo para ver melhor a bagunça cai ao meu lado uma caixa, eu a olho, claro estava muito curioso.

Dentro dela estava uma balança antiga, aquelas que você bota os pesos de um lado e do outro coloca oque quiser pesar... No momento que eu a pego escuto com uma voz fria e bem definida ''Quanto pesa a sua alma?'', Me assustei e perguntei se Julia teria escutado alguma coisa, ela falou que não. Coloquei a balança dentro da caixa e sai daquele lugar com Julia.

Anoiteceu, já estavam 1:00 da manha quando fui dormir, já tinha ate me esquecido daquela voz... Ate eu ser acordado por Julia desesperada falando que algum assassino teria invadido a casa, que teria matado a nossa avó e que agora estava atrás dela... Tínhamos que sair dali rápido... Meu quarto ficava no segundo andar da casa, corremos pelas escadas e guando estávamos próximos a liberdade, a porta dos fundos, uma sombra segura no pescoço de Julia e começa a puxa-la para dentro da casa, Julia grita para que eu saia correndo e me chuta para fora da casa.. Caindo do nado de fora encaro a casa com pavor, penso em chamar a policia... Mas no momento em que olho para trás vejo na arvore do quintal... Julia e minha avó, amarradas com uma corda na perna de cabeça para baixo uma de cada lado, as duas mortas já com o olhar sem vida e completamente ensaguentadas, podia ver as gotas de sangue caírem no chão e formar duas poças de sangue, era uma especie de balança macabra... E na arvore estava escrito com sangue ''Muito pesadas!''.

Fiquei por alguns segundos em choque... Ate que eu escutei aquela voz novamente, falando com sua frieza: ''Sua alma por pouco não esta no peso ideal... Somente uma pequena pena seria o suficiente para alcançar esse feito... Esperarei calmamente por esse dia!''. E eu vi um ser encapuzado sentar ao meu lado, somente era possível ver sua boca dentro do capuz, nada mais.... Agora estou aqui em um hospício, todos acharam que eu teria ficado louco depois daquilo tudo e estava tendo alucinações com o assassino, mas não... Ele esta agora no meu lado me olhando... Bem, estou escrevendo isso para que alguém saiba a minha estoria... Não importa se acredite ou não, eu quero apenas que alguém saiba... Os medico daqui não dão a minima... Agora vou fazer um avião com essa folha para joga-la pela janela, para que você possa pega-la do lado de fora... Mas antes disso, me deixe lhe perguntar algo... Quanto pesa a sua alma?

2 comentários:

  1. rapaz, não sei quanto pesa a minha, mas se for avaliar por alguns pesos na consciencia aq, algumas injustiças ali. Alguns pensamento insanos, outros libidinosos... Acho q minh'Alma pesa mais q a Mamma Bruschetta.

    ResponderExcluir

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS