quarta-feira, 29 de maio de 2013

O Mistério do Quarto 311


Seria cômico se não fosse trágico!

Este incrível e triste fato aconteceu no hospital Dom Pedro, na Cidade de Aveiro, em Portugal. Parece mentira, mas o fato é verídico e aconteceu há muitos anos. Apesar de terem tentado encobrir o acontecido para não prejudicar o hospital, a notícia vazou e gerou muita polêmica.

Mas depois da polêmica, à medida em que a notícia era contada, durante muito tempo acreditou-se que se tratava de uma piada, mas os familiares das vítimas confirmam que isto realmente aconteceu e que foi mesmo algo considerado inacreditável.

Os pacientes que tinham passado por tratamentos de risco e já não se encontravam em perigo de morte eram transferidos para o quarto 311, onde se recuperariam e posteriormente, receberiam alta e iriam para casa. Porém, algo muito estranho começou a acontecer. Todas as sextas-feiras de manhã, os enfermeiros descobriam o paciente morto neste quarto da unidade de cuidados intensivos. Ninguém entendia porque isto acontecia, já que o paciente que estava ali não tinha mais o risco de morrer.

Durante alguns meses acreditou-se que o quarto 311 tinha uma maldição, pois este fato sempre acontecia às sextas-feiras, nunca em outro dia da semana. Muitos diziam que era assombrado e amaldiçoado e alguns enfermeiros tinham medo de entrar neste quarto. A equipe médica, perplexa, pensou que existisse alguma contaminação bacteriológica no ar do quarto.

Alertadas pelos familiares das vítimas, as autoridades conduziram um inquérito. Nada foi descoberto e o quarto continuou a ser usado normalmente para os pacientes em recuperação. No entanto, os doentes do 311 continuaram a morrer a um ritmo semanal e sempre à sexta-feira. Já era uma coisa meio que esperada, o paciente ficava internado durante a semana toda, mas nunca passava da sexta-feira, pois este era o dia fatal.

Por fim, os responsáveis pelo hospital, incomodados com tantas mortes e cansados das conversas de maldição entre os enfermeiros, resolveram colocar uma câmera no quarto para ver o que realmente acontecia e o mistério resolveu-se:

Todas as sextas-feiras de manhã, por volta das 6 horas, a mulher da limpeza desligava os aparelhos do doente para ligar o aspirador. Como o paciente dependia dos aparelhos para respirar, ao serem desligados, automaticamente ele ficava sem oxigênio. Durante o tempo da faxina, ele morria por falta de oxigênio e quando a faxineira ligava os aparelhos novamente já era tarde para o paciente.

Não encontrei nenhuma notícia que esclareça o que aconteceu à faxineira, se ela foi presa ou não. O fato é que a mulher não fazia idéia de que estava desligando os aparelhos que mantinham o paciente vivo, ela achava que se tratava de uma tomada qualquer, e por inocência ou ignorância, acabou matando vários pacientes sem saber o que estava fazendo. Ou não...

(Por Viviane Lopes)

Fonte: http://arquivosdoinsolito.blogspot.com.br/

2 comentários:

  1. Nossa nem sei o que comentar pois é muito triste e ao mesmo tempo muito hilário.
    É impressionante ver o despreparo de algumas pessoas.

    ResponderExcluir
  2. olha realmente muito triste!, imagino eu que em Portugal devem contar essa historia se relacionando a um hospital no Brasil. :)

    ResponderExcluir

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS