sexta-feira, 31 de maio de 2013

Alma das Trevas

Baseado em fatos Reais...


Em uma manhã de domingo, Nina amanhecia no seu quarto não se sentindo muito bem, pois havia passado uma noite na qual ela jamais esqueceria; Levantou-se ainda meio tremula com um olhar meio abatido olhando de um lado para o outro, parecia não querer acreditar no que havia visto.

Na noite passada, Nina teria passado seu dia como outro qualquer foi a escola, a tarde saiu para dar uma volta com suas amigas e enfim chegou em casa, tomou banho e logo em seguida foi se deitar, sua irmã na qual dividia o quarto foi dormir reclamando, mais uma vez, da janela aberta e do frio imenso no qual só ela parecia sentir, já que estavam em pleno verão. Deitou-se e ficou imaginando como foi legal o seu dia e logo adormeceu sem perceber.

Derrepente começou a entrar em um sonho um tanto incomum, árvores com folhas caindo, o chão mal conseguia ver pois uma nublagem começou a tomar conta do lugar, escuro e sombrio. Então continuou andando sem a menor direção, até que escuta uma voz baixa mais bem nítida que dizia “Vem, ninguém precisa temer o que deve ser feito!” Sem entender... Continuou a andar em direção no que parecia ser da onde saíra a voz, então uma mulher saiu de traz de uma enorme rocha que tinha escrito letras e simbolos que ela não entendia muito bem, mais pareciam simbolos de coisas comuns que vemos, como uma serpente, uma labareda e outras coisas meio embaralhadas. E depois de ver aquilo se atreveu a perguntar: "Posso saber o que quer? Não estou entendendo porque estou nesse lugar estranho".

A moça que havia saido de traz do enorme rochedo, veio trajada de um enorme vestido vermelho de pano fino e trasparente, voava naquele gélido lugar como quem flutuasse, e de repente essa moça pegou a mão de Nina e colocou-a do lado esquerdo em cima do coração. Nina sentia um enorme arrepio, pois a pele daquela moça era fria como aquele lugar e macia como seda, porém num piscar de olhos, nem conseguiu reagir, apenas olhou em seus olhos escuros e começou a ver a vida dela mesma, passar em sua frente. Desde os tempos em que ainda era uma criança até o momento em que sua mãe morreu entranhamente de uma virose. E em um suspiro parece que tudo começou a ficar lento, a fala , o pensamento... Parecia um filme em que se passava lentamente na qual a protagonista era ela mesma, e assim a moça estranha começou a falar: "Ta vendo aquela moça?" Nina balançou a cabeça dizendo sim, pois sabia exatamente quem era a pessoa, era sua irmã, a que ela não se dava muito bem, mas gostava dela assim mesmo. De uns tempos pra cá ela adoeceu e começou a ter muitos delirios.

A moça prosseguiu: "Ela precisa da tua ajuda, pois só você tem a fé que ela precisa pra alcançar a cura.... Você vai fazer o seguinte assim que acordar vai imediatamente pegar uma bíblia abra na oração do 'Credo' (creio em Deus pai, todo podereso...) e ainda com a sua irmã dormindo, reze com as mãos estendidas nas costas dela de olhos fechados, e com toda fé que eu sei que você tem... pois ela foi vítima de uma alma das trevas, de uma criança sem luz... criada a base de muita crueldade, e que se encosta no que acredita ser alguém que possa ajudar, mas no caso só esta atrapalhando.”

Nina ainda sem reação apenas com os olhos cheios de lágrimas que insistiam em cair, deixou seus joelhos encostarem no chão enquanto via uma terrivel cena do corpo de sua irmã pegando fogo espetado por uma vara, do lado de um homem alto e magro, que ria sem pudores da trágica forma em que estava a irmã dela. Derrepente esse homem ainda rindo olhou para Nina e com um sorriso faceiro veio andando em sua direção repetindo por diversas vezes “A próxima será você... a próxima..”

Nina sentiu algo apertando sua mão e dessa vez não foi sonho ela já havia despertado daquele terrivel pesadelo, quando ainda meio trêmula olhou para lado e viu sua irmã, deitada justamente de costas para cima, olhou no relógio e marcava 6:00h, e rapidamente correu, pegou sua bíblia que encontrava na mesinha do seu quarto e começou a rezar mesmo ainda não muito convencida do sonho maluco, ela começou a rezar... lágrimas escorriam dos seu olhos, sua boca estava seca e até mesmo já estava sentindo frio... quando começou a oração. Sentiu algo em seus dedos se mexendo, na mesma hora, afastou-se para trás, foi como se tivesse sido empurrada, sentou-se no chão e observou à sua frente algo que jamais imaginou ver.

Das costas de sua irmã saia uma caveira do tamanho de uma criança que começou a levantar, parecia que estava deitada dentro do corpo da sua irmã. E meio sem jeito foi saindo, aquele pequeno esqueleto foi andando meio desengonsado em direção a porta do seu quarto, rapidamente Nina correu de volta da cama e desabou a chorar. Nunca tinha visto algo parecido, o sangue começou a escorrer sem motivo de seu nariz, estava tremendo e se embrulhou no edredom, ainda com a bíblia na mão, abriu numa página qualquer que havia um bilhetinho escrito: "A fé é a principal e invalível ferramenta para desafiar o impossível.... por tanto acredite, o mal está onde menos se espera... todos são capazes, a cura está nas mãos daqueles que acreditam, venha, ninguém precisa temer o que deve ser feito!”

Então naquele dia, sua irmã levantou tão bem! Estava renovada. E assim que sua irmã sentou-se sobre a cama ela viu, sentada em seu lado, a moça entranha na qual ela não reconheceu no sonho e que agora conseguia ver claramente. Era sua mãe, um tanto mudada, mas impossivel não reconher, aquele sorriso de gratidão que sempre dava quando eu fazia algo bom quando pequena, com o sorriso nos lábios em susurro dizia “Estou sempre com vocês..Eu te Amo eternamente”.

Enviado por: Juliana - Brasilia, DF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS