sábado, 2 de fevereiro de 2013

Museu Mutter


O Museu Mütter é um museu médico localizado na centro da cidade de Filadélfia, Pensilvânia (EUA). Ele contém uma coleção de esquisitices médicas, peças anatômicas e patológicas, modelos de cera e equipamentos médicos antigos. O museu faz parte da Faculdade de Medicina da Filadélfia. O propósito original da coleção, doada pelo Dr. Thomas Dent Mütter em 1858, foi a pesquisa médica e educação. O museu está aberto ao público.

É considerado o museu mais original do mundo. Esse fato é facilmente explicável, afinal, nenhum outro museu no mundo teria culhão de exibir, por exemplo, corpos de gêmeos siameses com tumores gigantescos, ou então crânios em que foram injetados partes de animais mortos, através dos mais variados processos médicos. Além disso, ele é conhecido por sua grande coleção de crânios, corpos com deformações e esqueletos bem conservados.

Também possui peças anatômicas, incluindo um modelo de cera de uma mulher com um chifre crescendo em sua testa, o mais alto esqueleto em exibição na América do Norte e o corpo da Senhora Soap, cujo cadáver foi transformado em uma substância chamada sabão adipocere. Muitos modelos de cera do início do século 19 estão em exposição como também são numerosos os órgãos preservados e partes de corpos. O museu também abriga uma coleção de espécimes teratológico (espécimes de fetos humanos preservados), um tumor maligno removido do palato do presidente Grover Cleveland, o fígado de gêmeos siameses e os famosos siameses Chang and Eng Bunker.

Em 1871 o Museu passou a colecionar objetos médicos obsoletos. Na coleção há um estetoscópio feito pelo seu inventor, o francês René-Théophile-Hyacinthe Laennec. Há também instumentos utilizados por Pierre e Marie Curie, e um modelo da máquina cardio-pulmonar desenvolvida por John H. Gibbon, JR. Entre outras curiosidades está uma coleção de 2,000 objetos removidos das gargantas e vias respiratórias de pacientes doadas por Chevalier Jackson em 1924. São botões, brinquedos, dentes, alfinetes, e uma enorme variedade de objetos removidos com instrumentos que não necessitavam de cirurgia, desenvolvidos por Jackson.

A coleção de objetos de cera tem 276 modelos de patologias criados entre os séculos 17 e 19. Estes objetos eram utilizados em aulas de medicina e substituiam materiais orgânicos difíceis de conservar. Há modelos de tumores, úlceras, eczemas, e lesões de sífilis e outras doenças...

As atrações são fascinantes: Um esqueleto completo de um homem de 2,30 de altura fica ao lado de um esqueleto de um anão. Em uma jarra, o cérebro de um assassino. Em outra, o de um epilético. Cortes laterais do cérebro estão em outra jarra, e em uma prateleira, fetos de todos os tamanhos, desde a primeira semana de gravidez até os nove meses. Deformidades, doenças, lesões, e curiosidades suficientes para agradar ao mais mórbido dos visitantes. Não recomenda-se uma visita após o almoço (caso tenha sensibilidade a essas coisas), mas se você estiver na Philadelphia, não deixe de conhecer o museu!

Abaixo veja algumas fotos do lugar:



Atualmente, o museu é visitado por centenas de pessoas diariamente, que saem de lá assustadas e algumas até passam mal por ver as bizarrices que existem dentro desse museu.

E então quer  fazer uma visita?

Fontes:
http://www.lost.art.br/
http://www.diarioinsano.com.br/
http://www.issoebizarro.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS