sábado, 16 de fevereiro de 2013

7 portões do inferno

Alguns dizem que na noite de Halloween, se você passar por sete portas pretas você verá as sete portas do inferno. No começo eu pensei que era um mito, até eu tentar sair. Passei por sete portas pretas em torno de meu bairro, então quando eu fui dormir, meus sonhos estavam em um incêndio furioso. Então ele parou. Havia então um homem, alto e volumoso, seus olhos estavam bastante vagos e fundos, o que mostra que ele é velho, as pernas e as mãos eram finas e parecia que ele mal conseguia suportar seu peso. Ele falou com um tom áspero quase morrendo. Ele disse: "Emoclew ot eht neves Setag fo lleh". Então riu e abriu o portão. Meu corpo todo ficou dormente. Movendo-se por conta própria, e eu não podia lutar contra isso. Desisti de tentar combater isso. Sem controle, Passei pelo primeiro portão.




Portão 1 - Eu vi fogo tostando os cadáveres que foram horrivelmente mutilados, profanados, e queimados. Eles estavam chorando tão alto que eu não conseguia ouvir os estalos do fogo. Um deles veio até mim. Com apenas um olho inteiro e buracos de bala por todo o corpo. Ele disse: "Nós somos os cadáveres profanados que não tiveram um enterro apropriado. Temos que ficar aqui até o dia do julgamento." Eu passei por ele e fui para o portão 2. Fui a um edifício.

Portão 2 - Eu estava em um calabouço. Havia pessoas amarradas. Gritando de dor. Um estava sendo serrado ao meio muito lentamente e seu corpo sendo curado pronto para ser serrado novamente. Um estava em um caixão de espinhos com a porta sendo aberta e fechada e o corpo parecia tão normal como sempre. Um homem em uma máscara de carrasco me disse: "Nós somos os torturadores, torturamos da maneira que quisermos." E fui para a saída. Fui até o portão 3.
Portão 3 - Eu estava em uma floresta. Desta vez o silêncio era plena, exceto por alguns poucos gritos. Havia um homem pendurado em uma corda pelo pescoço, agonizando. Outro caiu de um penhasco, reapareceu e caiu novamente. Eu estava correndo, alguns metros de mim havia uma mulher em chamas me perseguindo. Eu já sabia que lugar era este. Essas foram as pessoas que cometeram suicídio. Corri para o portão 4. Dessa vez em um palácio.
Portão 4 - Assim que entrei lá eu vi imperadores, políticos, e as pessoas realmente ricas. Um imperador estava sendo destroçado por leões. Quando um leão arrancava um braço fora ou cortava-lhe a garganta ele se regenerava instantâneamente. Um político estava sendo espancado pelo que parecia sombras em roupas de prisioneiros. Um homem de terno veio a mim e disse: "Nós somos os governantes corrompidos. As pessoas que usaram do poder para ajudar a si mesmos e não as outras pessoas." Fui até o portão seguinte, o quinto.
Portão 5 - Eu estava em outra sala. Havia um homem amarrado em uma cama com chicotes de couro flutuantes o atacando. Uma mulher estava sendo queimada por pequenas chamas, mas seus gritos e seu choro foram abafados por um pano usado como uma mordaça. Um homem bastante alto veio até mim e disse: "Nós somos os estupradores e os agressores sexuais, pagando por nossos crimes cometidos na Terra." Eu corri para o portão 6.
Portão 6 - Eu estava em um quarto novo. Eu vi um homem e uma mulher, sendo esfaqueados, curando suas feridas quase que imediatamente. Outra pessoa estava sendo enterrada viva. E outro a ser atingido com uma barra de metal flutuante. Eu sabia quem eram, eles eram assassinos que estavam sendo machucados do mesmo jeito que mataram suas vítimas. A saída foi a porta 7. "Estou quase no fim desse horror", disse para mim mesmo.
Portão 7 - Eu estava do lado de fora. Havia um homem vestindo um manto sobre a cabeça coberto com explosivos. Ele explodiu, regenerou, e explodiu novamente. Outros estavam sendo espancados, esfaqueados por objetos metálicos pontiagudos e queimados por tochas, isqueiros e fósforos. Eles estavam sendo atacados por pessoas que pareciam sombras. Uma delas veio até mim e disse: "Eles são os assassinos em massa, os terroristas e homens-bomba. Sou a sombra de uma de suas vítimas batendo nele e se vingando pela minha morte na terra." Eu corri para a saída.

Quando acordei de manhã fiquei terrivelmente assustado. As imagens que não saiam da minha cabeça. Na verdade isso era tudo que eu estava pensando o ano todo. Chegou o Dia das Bruxas de novo e eu não me atrevia a sair à noite. Eu só fui para a cama. Levei um tempo para dormir. Quando o fiz, dei por mim na frente da primeira porta do inferno. Havia alguem na porta, não era um adolescente como eu e sim alguem um pouco mais jovem. Ele estava olhando para mim e ficou chocado ao ver-me.

Meu corpo tornou-se então dormente. Eu não conseguia me controlar de novo. Eu disse a ele com um tom áspero: "Emoclew ot eht neves Setag fo lleh". Eu ri e abri o portão para ele. Depois que ele entrou com uma expressão que parecia estar lutando contra algo. Me olhei em um cálice cheio do que parecia ser sangue.

Ví o porteiro. Tornei-me o porteiro. Na verdade, eu sou o porteiro...

Fonte: CreepyPasta Wiki

3 comentários:

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS