sábado, 8 de dezembro de 2012

Asas


Entrei no prédio atrás daquela garotinha e por um momento me esqueci daquele desconforto que sentia. Apos entrar no prédio eu pude vê-la sentada em uma cadeira bem velha e enferrujada, me aproximei e disse:

-Oi tudo bem garotinha? Como é seu nome?
- Meu nome é Alice , e o senhor como se chama?
-Meu nome é Thomas, Alice por acaso você não viu uma garotinha um pouco maior que você? Ela se chama Taylor.
-Sim senhor Thomas, ela é muito legal, estávamos brincando juntas.
-E onde ela está agora? Sou o irmão dela e estou preocupado
-"Ele" trouxe aqui para dentro.
-"Ele" quem?
-Não posso falar senhor Thomas, é melhor para você, vá embora enquanto há tempo.
-Não posso ir sem minha irmã, por favor Alice me diga onde ela esta. 
-Me desculpe....senhor Thomas....

E foi após dizer tais palavras que ela saiu correndo, eu ia segui-lá, porém ouvi um grito vindo de um corredor a minha esquerda e resolvi verificar na esperança de encontrar minha irmã. Esse tal corredor era bem amplo e o chão era cheio de poças d'água e folhas secas, em seu final havia uma porta de metal de onde os gritos pareciam sair, a cada passo que dava em direção a porta os gritos aumentavam, ate que eu a abri.

Por trás da porta havia uma sala iluminada apenas com uma vela e no canto dessa sala estava um homem, ele possuía a aparência um pouco debilitada e tinha uma especie de chapa metálica conectada em sua coluna e dessa chapa saía uma estrutura de metal toda articulada em forma de asas e alguns ganchos enferrujados.

Quando notou minha presença gritou ainda mais furioso, tentei falar com ele, notei que seu corpo estava todo ensanguentado e sua pele estava muito pálida, além de que ele estava com uma faca em suas mãos.

-FOI VOCÊ NÃO FOI?- ele gritou levantando-se.
-N-n-não não foi eu, acalme-se.- Argumentei com muito medo
-ISSO NÃO IMPORTA MAIS, TODOS DEVEM PAGAR PELO QUE "ELE" FEZ A MIM, TODOS DEVEM MORRER!!!

Ele veio caminhado com um pouco de esforço em minha direção tentando me esfaquear, eu podia ver o ódio fervendo em seu olhar e tremia de medo, sai da sala correndo e fechei a porta de metal bloqueando a saída dele, segurava a porta com todas minhas forças e ele batia contra a porta pelo lado de dentro, tentando abri-la, porém depois de alguns segundo ele parou. Me acalmei um pouco e percebi que na porta havia uma folha, pegue-a e nela estava escrito:

QUARTO: 278
PACIENTE: RICHARD THOMPSON
EXPERIÊNCIA Nº 13.965
CODENOME: ASAS
DESCRIÇÃO: Foram implantadas próteses de metal com o objetivo de testar a resistência do corpo humano e testar a capacidade de aceitação de novos organismos (Implantes).
SITUAÇÃO: FALHA DA EXPERIÊNCIA
RAZÃO: ÓBITO DO PACIENTE

Ao ler isso quase entrei em choque, minhas pernas não paravam de tremer. Me estabilizei e sai correndo em direção a porta de saída, mas estava trancada. Eu estava preso naquele lugar, meu celular não dava sinal e já estava escuro, agora eu possuo dois objetivos... Encontrar minha irmã e sair com "vida" desse lugar.

"Estou no inferno? Ou estou ficando louco..."

Fonte: http://contoshorripilantes.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS