quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Possuída?


Eu tinha mais ou menos 14 anos e fui com minha irmã e meu cunhado até uma igreja para ajudá-los na decoração de um casamento. Não estava com vontade de ir, porém precisava sair de casa. Ao entrar me senti mal, mas não dei importância.

Começamos a fazer os arranjos de flores e espalhar pela igreja, bem ao nosso lado havia um grupo de homens rezando um terço - o chamado: Terço dos Homens. Eles estavam rezando em voz alta e àquilo estava me incomodando! Mesmo sabendo que não fazia sentido eu estava com Raiva por eles estarem alí.

Comecei a passar mal, suava frio e sentia um peso tremendo em meus braços e pernas, como se tivesse algo me puxando para o chão, quase desmaiei, então me sentei em um dos bancos para não cair. Nesse mesmo instante um dos homens disse: "Vamos orar mais forte porque tem uma pessoa do nosso lado precisando muito!" E oraram com mais força. Eu não aguentava mais e gritava: "Parem, parem já chega!" Eu estava consciente e sabia que não era comum uma oração me fazer sentir tão mal.

Durante tudo isso minha irmã ficara estática com os olhos bem arregalados me olhando, perguntei algumas vezes porque ela estava me olhando daquele jeito, mas ela não conseguia falar e meu cunhado parecia não perceber o que estava acontecendo. Depois que os homens terminaram a oração me senti melhor, mais calma.

Quando tudo terminou, minha irmã ainda me olhava estranha e eu perguntei novamente: "Porquê você estava me olhando daquele jeito? Tão assustada? Para meu espanto ela respondeu: "Seus olhos estão vermelhos!" Eu fiquei apavorada e brinquei: "Ta doida é?" Ela não tentou mais me convencer pegou um espelho e me entregou...

Olhei sem querer olhar, mas a curiosidade falou mais alto. Ao me deparar com meu reflexo ví MEUS OLHOS AINDA ESTAVAM COMPLETAMENTE VERMELHOS! Não vermelho de cansaço, mas incrívelmente VERMELHOS! Foi ai que avistei uma sombra muito escura dissipando-se da minha e adentrando o solo... àquele peso em meu corpo era algo tentando se manter dentro de mim! Depois disso meus olhos foram voltando ao normal.

Assim como as outras experiências estranhas que tive, essa é mais uma que não tem explicação. O que sei é que tinha algo me possuindo e que ele não resistiu as orações. Mas não se engane não tive paz depois disso, sei que esse "ser" pode desejar voltar...

Obs: Acho que esse "ser" que saiu de mim é o mesmo que tentou me contatar atraves de um colega. Para entender leia aqui.

Fonte: Eu - Ladydias

6 comentários:

  1. Difícil.Esse ser tem olhos vermelhos,não amarelos.Dependendo da igreja pode ter sido a egregora da igreja manifestada em você -sério, tem igreja que só querem saber de sugar energia em forma de adoração de seus adoradores,deixando os coitados esgotados e sem força-.Se fosse isso faria sentido você estar consciente e com raiva - um egrégora não pode incorporar.Mas ela pode mover energias , fazendo você se sentir mal ou com raiva no seu caso (por exemplo,quando um estudante de magia vai numa igreja ele sente sono ou irritação por causa do choque entre egrégoras,e sobra respingo de energia pro lado dele,o que causa cansaço entre outros).Os olhos vermelhos pode ter sido um aumento no fluxo de energia vital,ou talvez intenção da egrégora mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O.o Eu estava pensando em fazer um post sobre egrégoras.

      Excluir
    2. o.O você poderia dar o exemplo da egrégora temporária criada ao se ler um conto de terror ... eu já até pensei em fazer um experimento em criar um ser-egrégora para assustar as pessoas num conto onde esse ser teria supostamente escrito e estaria vampirizando o leitor para ver se isso seria suficiente para criar um ser de força intermediária,e então ver quais seriam os resultados disso numa creepypasta normal...mas os perigos desse experimento seriam muito grandes dependendo do que acontecesse....

      Excluir
    3. Verdade, é bem arriscado, em vista que pode ocorrer de perdermos o controle sobre o ser e ele se tornar imprevisível. E quando as creepys ganhassem novas versões ele iria se tornar mais vivo e forte. Já pensou? Um egrégora totalmente independente de um criador? O.o

      Excluir
    4. É realmente complicado.Aliás,agora lembrei de um "mito" nórdico que dizia que o deus mais poderoso era aquele que tinha mais adoradores.Acho que uma egrégora sem criador teria que vampirizar muita gente pra sobreviver e tomar cuidado pra não topar com égregoras mais fortes ou grandes magos,por que senão ela seria destruída como se fosse pó.
      Também tem egrégoras que absorvem a energia de mais fracas,como aconteceu com a Igreja Católica ao "destruir" quase todas as outras religiões e absorve-las o máximo possível.Bom,na verdade o homem seria e é muito superior (energeticamente falando) às egrégoras, mas como nem 90% da população tem a disciplina mental necessária,acabam atribuindo tudo ao "acaso" ou "milagre".Um grande mago chamado Frabato ou Franz Bardon que já pisou nessa terra, escrevendo vários livros somente sobre como obter esse controle da mente, conseguiu destruir uma egrégora inteira e seus membros,mesmo eles tendo mais servidores,medíuns e cada um daquela ordem tinha um demonio servidor para servir seus luxos carnais pessoais.Na primeira vez que tentaram mata-lo ele jurou que iria ir atrás deles até a morte por todos os crimes que eles haviam cometido - e nínguem ficava sabendo,pois além de serem discretos quase nenhuma pessoa sabia o suficiente para conhecê-los a não ser o próprio pessoal da ordem.Procura por um livro que ele escreveu chamado "Frabato - o Mago".

      Excluir
  2. Gente queria saber o que aconteceu comigo hj... comecei a usar a turmalina negra e meia hora depois fiquei tonta, e depois mais tonta a ponto de ter que me deitar. Vi em uma blog que isso pode ter sido causado por um choque de egregora.. o que acham??

    ResponderExcluir

Sua alma está mesmo segura dentro de você?

SENSITIVOS